Quem me acompanha aqui sabe o quanto eu não gosto de rankings.

Eles são simplistas e escondem um sem fim de armadilhas que podem sair caro para os investidores.

Aí hoje eu decidi conferir quais seriam as armadilhas de ranquear as ações do Ibovespa pelo seu Dividend Yield.

Fiquei surpreso com o resultado.

Ranking de maiores Dividend Yield

Perceba que não tem aqui armadilhas tão perigosas quanto as que costumam aparecer.

Claro que o primeiro do ranking (BBSE3) só está lá por causa do efeito de um rendimento não recorrente que foi distribuído no início deste ano. 

Mas isso não significa que a empresa seja ruim. Pelo contrário, ela é das boas mesmo. 

Ela só não deve repetir esse dividendo daqui para frente.

No resto, temos elétricas demais para pensar que isso aqui seria um portfólio bom para investir.

Tem empresa aqui, como a Eletrobrás (ELET6), que é um caso mais complicado. 

Onde seja qual for a atratividade da empresa, ela não passa pelo seu dividendo, já que seu resultado não é tão perene assim. 

O histórico de lucros da empresa é bem irregular, algo que não me atrai muito quando o objetivo é pensar em dividendos recorrentes.

Já o restante das ações me parece razoável em um olhar grosseiro, admito que nem todas aí eu já estudei a fundo.

De toda forma, isso me trouxe o seguinte questionamento: seria esse um efeito de um ano de crise, em que as “empresas-armadilha” não conseguiram sustentar um alto pagamento de dividendo?

Pode ser que sim. 

Essa crise deu uma limpada positiva nesse ranking. 

Em tempos de bonança, vai ter muita porcaria aí no meio e oferecendo muito mais ameaças do que hoje.

Para investir em boas empresas pagadoras de dividendos, verifique histórico de resultados da empresa e busque constância nesses números.

Verifique o nível de endividamento e busque números compatíveis com a geração de caixa da empresa.

Só isso já dá uma baita ajuda.

O ideal é entender mesmo o funcionamento do negócio e conseguir perceber porque ele é sólido e porque ele vai continuar assim no futuro.

Afinal, quando investimos, estamos buscando o próximo lucro da empresa e não o que ela já entregou nos últimos anos.

Olhar no retrovisor ajuda, mas é mais importante vermos o que está diante do nosso para-brisa. 

Enfim, mantenha-se atento aos rankings da vida… pelo menos por ora, eu me obrigo a baixar o meu tom contra eles.

Algumas ações que estão recomendadas no Canal Seleção de Dividendos coincidem com esse ranking.