A trading de commodities agrícolas Archer Daniels Midland (ADM), dos Estados Unidos, obteve lucro líquido de US$ 1,24 bilhão, ou US$ 2,18 por ação, no segundo trimestre deste ano, encerrado em 30 de junho, informou a companhia nesta terça-feira, 26.

Como Saber a Hora de Entrar e Sair dos Investimentos? GI Wealth faz Gestão para Investimentos Superior a R$ 300 mil.

O resultado representa aumento de 74,16% ante os US$ 721 milhões, ou US$ 1,26 por ação, registrados um ano antes.

Em termos ajustados, o lucro ficou em US$ 2,15 por ação, acima do US$ 1,33 por ação reportado em igual período do ano anterior.

A receita da companhia aumentou 18,9%, de US$ 22,93 bilhões para US$ 27,28 bilhões.

Analistas consultados pela FactSet esperavam lucro ajustado menor, de US$ 1,72 por ação, e receita de US$ 24,9 bilhões.

Após a divulgação dos resultados financeiros superando as expectativas do mercado, os papéis da companhia negociados na Bolsa de Nova York (Nyse) subiam 5,13% no pré mercado, operando a US$ 79,50 por ação às 8h35 de Brasília.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Na avaliação do CEO da ADM, Juan Luciano, a demanda aquecida por commodities e as estratégias de produtividade da companhia ajudaram a impulsionar os seus resultados.

"Nossas iniciativas de produtividade estão melhorando nossa capacidade e mitigando o impacto da inflação, enquanto nossos projetos de inovação estão impulsionando o crescimento lucrativo, à medida que alavancamos o portfólio exclusivo e com a rede globalmente integrada para atender à demanda puxada pelas três tendências globais duradouras de segurança alimentar: saúde, bem-estar e sustentabilidade", disse Luciano, no comunicado divulgado para imprensa e investidores.

A trading de commodities informou que o seu lucro operacional ajustado aumentou 59,4% para US$ 1,849 bilhão.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

A divisão de Serviços Agrícolas e Oleaginosas da companhia, que compra, transporta e processa soja e sementes, reportou lucro operacional ajustado de US$ 1,12 bilhão, avanço de 96% no segundo trimestre deste ano ante igual período do ano passado.

No segmento de Nutrição, que produz e vende proteínas, ingredientes e outros produtos à base de plantas, o lucro operacional ajustado chegou a US$ 239 milhões, aumento de 18,9% em comparação com o segundo trimestre do ano passado, informa a ADM.

Já a Divisão de Soluções de Carboidratos registrou lucro operacional ajustado de US$ 473 milhões, alta anual de 23,5%.

Fonte: Estadão Conteúdo.