As lições de Steve Jobs podem mudar diversas áreas da sua vida. Sua experiência, conhecimento e inovação, deixou um legado que serve de referência para muitos empreendedores.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

O fundador da Apple revolucionou a forma como as pessoas veem e vivem a tecnologia. Mas o maior legado é o conjunto de princípios que impulsionaram seu sucesso.

Jobs foi alguém que soube ganhar e gastar dinheiro. Soube a hora certa de insistir e a de abrir mão. Criou, comprou e vendeu empresas.

Conseguia ser absolutamente racional e workaholic, mas abraçava a saúde alternativa e a espiritualidade oriental fora dele.

Grande nome do empreendedorismo, as lições de Steve Jobs continuam ecoando mesmo depois de 10 anos do seu falecimento.

Veja as principais lições de Jobs que podemos aplicar em nossa vida, carreira e investimentos:

Ame o que você faz

Steve Jobs disse certa vez: "Pessoas com paixão podem mudar o mundo para melhor." 

Ele amava o que fazia, amava seus produtos, sua empresa, as pessoas que trabalhavam lá e não se imaginava fazendo outra coisa.

A Apple era sua vocação mesmo depois de ser demitido da empresa.

Algum tempo depois, foi trazido de volta para tirá-la da falência. Era o seu grande chamado na vida.

Se você não sente animação nenhuma pelo seu emprego ou pelo que você faz, talvez esteja no ramo errado ou precisa repensar muitas coisas.

Quando questionado sobre o conselho que ofereceria aos aspirantes a empreendedores, ele disse: "Eu conseguiria um emprego como ajudante de garçom ou algo assim até descobrir o que realmente me apaixona". 

Todos nós temos empregos ruins em um ponto ou outro de nossas vidas. 

Mas a grande pergunta que você deve se fazer é: estou no emprego certo para mim? Encontrei a empresa certa? Este é o grupo certo de pessoas com quem quero estar? 

Se sim, ótimo. 

Se não, mude as coisas rapidamente. 

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

Você não pode fazer tudo sozinho

Entre a primeira passagem de Steve Jobs na Apple e a última, ele se tornou um gerente de pessoas muito melhor. 

Após ser demitido da Apple por conflitos internos, ele desenvolveu sua maneira de lidar com pessoas e aprendeu a delegar.

Quando retornou ainda poderia ser duro e exigente, mas aprendeu que não poderia fazer tudo sozinho, pelo menos não se quiser ver seu trabalho ter sucesso em grande escala. 

Você precisa de pessoas. Elas devem ser talentosas e terem a oportunidade de ter sucesso e fracassar por conta própria e não apenas serem fantoches da sua vontade. 

Se você quer vender uma ideia, produto ou serviço, coloque-se no lugar da outra pessoa

Se há algo que define a Apple nos tempos de Jobs era que ela sempre desenvolveu um produto que nenhuma outra empresa cogitava fazer.

Sempre foi a melhor em sonhar um novo produto que nunca poderíamos ter imaginado, mas parecia tão natural que caía imediatamente no gosto da população.

Tanto que as pessoas não hesitam em pagar duas, três vezes mais por eles do que pagariam por similares de outras marcas.

Jobs entendia as pessoas. Entendia o que elas queriam antes mesmo delas se dessem conta disso.

Não descanse sobre os louros

Por algum tempo, a Apple não teve clientes. Tinha fãs fervorosos que compravam tudo com a marca da maçã.

Apple tornou-se o padrão de tudo o que é eletrônico e portátil, coisa que nem mesmo a poderosa Microsoft conseguiu fazer.

O que a empresa fez nessa situação? Não parou.

A Apple concorria consigo mesmo e continuou a lançar produtos melhores durante anos.

O próprio Jobs explica isso: “Acho que se você fez algo que ficou muito bom, deve ir e fazer algo maravilhoso.”

Pense em produtos, não em lucros

Jobs queria fazer produtos bonitos, envolventes e úteis. Ao se concentrar nesses objetivos, ele sabia que iria satisfazer os clientes. 

Uma vez que eles estivessem felizes, os lucros viriam.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

Simplifique em vez de complicar

Ao citar seu amor pela simplicidade, Jobs disse: "É preciso muito trabalho para fazer algo simples, para entender verdadeiramente os desafios subjacentes e chegar a soluções elegantes." 

Essa filosofia é o que levou aos designs icônicos da Apple e provou que o mercado-alvo não está necessariamente procurando nada de complicado. 

Quanto mais fácil de usar, mais pessoas vão querer usá-lo. 

Ouça a si mesmo

Contar com a ajuda de outros é fundamental, porém, é a sua voz, a sua intuição que deve definir “o quê” deve ser feito.

Jobs dizia: “Tenha a coragem de seguir o seu coração e a sua intuição. Eles de alguma forma sabem o que você deve se tornar.”

Foi ouvindo essa voz que Steve Jobs iniciou a Apple, comprou a Pixar e depois, com a compra da empresa de animação digital pela Disney, Jobs passou a ter mais ações da Disney do que da própria Apple.

Amplie seus horizontes

Para Steve Jobs, a chave para ser criativo e ter um melhor desempenho em seu trabalho, eram as experiências de vida.

Por isso, fez diversos cursos, interessou-se pela espiritualidade oriental, visitou muitos países.

O rendimento de seus investimentos serviram para curtir a vida, enriquecer sua mente e alma e ainda melhorar seu trabalho e carreira para conseguir mais recursos.

Durante a vida e carreira de Steve Jobs, ele alcançou o sucesso assumindo uma postura proativa e tomando decisões inteligentes.

Inspire-se com as lições de vida de Steve Jobs e comece a escrever sua própria história. Invista por conta própria.

Se torne um investidor de sucesso e baixe grátis o livro digital “Como Investir Começando do Zero”.