O que é Leilão de Fechamento

Leilão de Fechamento é um tipo de leilão realizado nos últimos momentos de um pregão da bolsa de valores, mais especificamente nos cinco minutos finais de negociação. 

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Também chamado de Call de Fechamento, ele possui um funcionamento semelhante ao leilão regular, com a diferença de que somente alguns ativos podem ser negociados nesse momento final do leilão.

Nesse período do Leilão de Fechamento, o pregão entra em um modo especial, transformando-se em um leilão de compra e venda, o qual possui o objetivo de definir o preço de fechamento do ativo em um determinado dia.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona o Leilão de Fechamento

Durante o Leilão de Fechamento, as negociações ocorrem de forma especial por conta da seletividade dos papéis que podem ser negociados. Contudo, o funcionamento é o mesmo do que aquele realizado ao longo do leilão regular.

Dessa forma, o fechamento das negociações também ocorre através de um acordo entre vendedor e comprador, no qual há uma combinação entre as ofertas de compra e as de venda

As preferências também são as mesmas: seguindo as regras de ordem cronológica de registro da oferta e de prioridade de preço, ou seja, ganha a proposta que tiver maior valor na compra e menor valor na venda.

Como alguns investidores já conhecem os momentos cruciais para comprar ou vender determinados ativos, muitos esperam o preço de fechamento para poder negociar um ativo. Isto ocorre, em muitos casos, somente durante o Leilão de Fechamento.

Assim, a bolsa de valores estima que cerca de 5 a 10% do seu volume diário é negociado durante os cinco minutos finais do pregão, o que representa um volume muito alto para o pequeno período disponível. 

Papéis do Leilão de Fechamento

Diferentemente de outros tipos de leilão, nos quais os títulos não precisam de nenhum tipo de especificidade para participar, no Leilão de Fechamento existem regras para determinar qual título será negociado.

Elas se assemelham às negociações do chamado “after market”, que é um período de negociação fora do pregão da bolsa de valores. Assim, somente os ativos que fazem parte das carteiras teóricas dos índices da B3 podem participar da negociação.

Em alguns dias, pode ocorrer, também, a participação de ações que alcançaram maior liquidez durante aquele dia. Isso porque o seu preço de fechamento no pregão será muito disputado. 

Nesse caso, para manter a transparência do leilão, a bolsa deve informar ao mercado a participação desse papel pelo menos 30 minutos antes do início do Leilão de Fechamento.

Para que serve o Leilão de Fechamento

Como mencionado anteriormente, o Leilão de Fechamento tem como objetivo final a definição do preço de fechamento do ativo no dia em que ele está sendo negociado. Em outras palavras, ele determina como a ação fechou o dia. 

Esses minutos finais do leilão, por encerrarem as negociações do dia e concentrarem um alto volume de operações em pouco tempo, tornam-se um dos momento mais decisivos do dia no pregão. 

A bolsa de valores busca estabelecer uma transparência para o processo de definição dos preços. Assim, o Leilão de Fechamento segue as regras utilizadas para o fixing no Sistema Eletrônico de Negociação.

Isso permite que todos os investidores acompanhem e participem das negociações do ativo, o que torna o fechamento do papel um processo mais justo.

Assim como toda aplicação, participar do Leilão de Fechamento requer um planejamento financeiro pessoal, uma organização dos objetivos e uma análise dos riscos e benefícios.

Esse tipo de leilão pode servir para trazer muitos lucros ao investidor, dependendo de qual foi o preço de fechamento determinado naquele dia em específico. De qualquer forma, sempre vale a pena alinhar as metas com o Perfil de investidor de cada um.