A Jalles Machado (JALL3)  comunicou nesta quinta-feira (5) ao mercado a compra da Usina Santa Vitória, de etanol e cogeração, por R$ 704,8 milhões.

A aquisição de uma unidade com recursos da abertura de capital era promessa da companhia desde o processo de IPO (oferta inicial de ações, na sigla em inglês).

A unidade fica em Minas Gerais, tem capacidade instalada de 2,7 milhões de toneladas, e planeja processar dois milhões de toneladas na safra 2022/23.

O cultivo alcança 37,6 mil hectares, e 100% da cana processada é própria.

A produção de energia é de 113,6 kWh/ton, e a energia vendida em leilão a R$ 438,2/Mwh.

A Jalles Machado destacou que, com a aquisição, a capacidade de moagem da empresa sobe 46%, para 8,5 milhões de toneladas.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Além disso, a companhia reduz a exposição ao risco do setor de açúcar e etanol com cogeração mais robusta e aumenta a diversidade geográfica - as duas plantas que a empresa já tem ficam em Goiás.

A transação tem o mecanismo de "earn-out": se a moagem desta safra for maior do que 1,9 milhão de toneladas, a Jalles Machado pagará metade dos ganhos líquidos vindos da moagem excedente; e se ficar abaixo desse patamar, vai receber metade das perdas líquidas causadas pelo volume menor.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Em seu site, a Jalles informa que o negócio teve assessoria jurídica do Pinheiro Neto Advogados e assessoria técnica da FG/A.

Fonte: Estadão Conteúdo.