O IRB Brasil (IRBR3), informou nesta terça-feira (30), através de Fato Relevante, a respeito das estratégias para apresentar solução no contexto da fiscalização especial em curso, instaurada pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP).

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Não obstante o elevado índice de solvência e do volume de ativos livres da Companhia, tal fiscalização foi instaurada para fins de verificação da suficiência na composição dos ativos garantidores de cobertura de Provisões Técnicas e de liquidez regulatória.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Nesse sentido, a Companhia informa que, em Reunião Extraordinária do Conselho de Administração realizada nesta data, foi aprovada a contratação do Banco Bradesco BBI S.A. e do Banco Itaú BBA S.A. para estruturar um potencial aumento de capital, cujos recursos permitirão o reenquadramento imediato da Companhia aos critérios definidos pela SUSEP.

Os requisitos dispõem sobre as coberturas das Provisões Técnicas e da Margem Adicional de Liquidez Regulatória. Ademais, a referida Capitalização fortalecerá a estrutura de capital do IRB, bem como melhorará sua posição de caixa, à luz da estratégia financeira da Companhia para os próximos anos.

No contexto da capitalização, vale ressaltar que em 23 de junho de 2020 foi realizada AGE que reformou o Estatuto Social e autorizou, dentre outros, o aumento do capital social da Companhia mediante deliberação futura do Conselho de Administração.

Também foi elencado que a capitalização, seus termos e condições, ainda estão sob análise pela companhia e seus assessores, e permanecem sujeitos às condições de mercado, bem como às aprovações societárias aplicáveis.