O que é Intermediação Financeira

Intermediação Financeira é a captação de recursos por instituições financeiras, junto aos agentes superavitários repassando esses recursos para os agentes deficitários. Nesse caso, algumas instituições financeiras funcionam apenas como um intermediário entre esses agentes.

A intermediação financeira é muito importante para o sistema econômico, pois traz benefícios tanto para os agentes superavitários, quanto para os agentes deficitários. Uma vez que os agentes superavitários podem receber rendimentos sobre seu capital aportado.

Já os agentes deficitários se beneficiam pois encontram uma forma de crédito. Esse crédito pode ser utilizado tanto para investimentos e expansão, quanto para atravessar momentos de fragilidade econômica.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Agentes da Intermediação Financeira

Além dos intermediários financeiros, dois outros agentes têm papel fundamental nesse sistema. Esses agentes são conhecidos como agentes superavitários e agentes deficitários.

Os agentes superavitários são pessoas ou instituições que destinam parte do seu capital para esse tipo de operação. Esses agentes funcionam como investidores e de certa forma emprestam seu dinheiro em troca de uma taxa de juros paga em uma determinada quantia de parcelas.

Já os agentes deficitários são aquelas pessoas ou até mesmo empresas que precisam de uma certa quantia de crédito. Eles buscam os intermediários financeiros para obter esse crédito e firmam um contrato que impõe a forma como esse empréstimo vai ser pago no futuro.

Captação de recursos para Intermediação Financeira

A intermediação financeira é uma das ferramentas presentes no Sistema Financeiro Nacional (SFN), e a captação de recursos pode ser feita de duas maneiras, sendo elas a forma direta e também a indireta.

A forma direta de intermediação capta recursos através dos depósitos de aplicadores nas instituições financeiras.

 Essa é uma das formas mais fáceis de encontrar agentes superavitários, já que existem diversos dispositivos de captação, entre os mais conhecidos estão o CDB e a Poupança. Portanto é uma maneira acessível e prática tanto para ceder quanto para encontrar crédito.

Outra forma de captação de recursos é através de  investidores. Essa captação pode ser por meio de debêntures ou outros instrumentos financeiros e é muito comum no mundo do mercado financeiro, sendo muito utilizado na hora de diversificar seus investimentos.

Portanto, os intermediários financeiros são essenciais para o funcionamento desse sistema. Já que ele possibilita e também facilita tanto a captação quanto a conexão desses recursos e seus respectivos agentes.

Dessa forma, é fundamental que exista um equilíbrio entre o número de agentes superavitários e deficitários.

 Qualquer alteração na demanda e oferta desse recurso impacta tanto a taxa de juros cobrada sobre esse capital ou em casos mais extremos impacta a disponibilidade desse crédito. Sendo um ponto importante a se controlar.

Importância da Intermediação Financeira

A intermediação financeira promove um maior acesso ao mercado de crédito, portanto, é um elemento muito importante para a manutenção da economia. Esse crédito passa a fomentar o consumo e também o investimento, tendo impacto em diversos setores da economia.

Um desses setores é o do emprego, uma vez que ao possibilitar o crédito para empresários e empreendedores, gera uma certa quantia de empregos. Dessa forma o mercado de crédito muitas vezes pode impulsionar o mercado de trabalho.

Além do acesso ao crédito, a intermediação financeira serve como uma forma de investimento, para os agentes superavitários. Isso beneficia aquelas pessoas e instituições que têm uma certa quantia de dinheiro que não tem um uso imediato.

Vale lembrar a importância tanto dos agentes superavitários, quanto dos agentes deficitários, que permitem essa canalização de recursos. Caso ocorra uma alteração na demanda ou oferta nesse mercado de crédito, diversos impactos podem ser sentidos na economia do país.

Por fim, os intermediários financeiros são fundamentais para que esse sistema funcione perfeitamente. Eles são responsáveis por analisar o perfil de cada cliente, e buscam oferecer uma maior segurança para os agentes superavitários.

A presença desses intermediários financeiros acaba beneficiando até mesmo os agentes deficitários. Uma vez que ao prover esse segurança, os juros presentes na liberação do crédito acabam sendo menores.