James Howells tornou-se uma lenda no mundo das criptomoedas, mas não do jeito que imaginava. 

Em 2013 ele jogou fora um disco rígido (HD) com a senha para uma wallet com 8 mil bitcoins (BTC) e agora quer escavar o aterro sanitário da cidade para reencontrá-lo.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Por quase uma década, o engenheiro do País de Gales está tentando convencer o conselho da cidade de Newport a autorizá-lo a escavar o local onde seu tesouro foi despejado.

Os pedidos foram negados alegando que isso seria prejudicial ao meio ambiente, mas Howells não se intimida.

Na última atualização, seus planos envolvem uma quantia de US$ 11 milhões, inteligência artificial e cachorros-robôs em uma verdadeira caça ao tesouro de alta tecnologia.

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022.

Bitcoin no lixo

Um artigo publicado na revista americana New Yorker em dezembro de 2021 relatou o começo dessa história, quando Howells resolveu fazer uma faxina no seu escritório, na cidade de Newport, e acabou descartando o HD.

Era agosto de 2013, quando o engenheiro descartou um disco rígido que, conforme se lembrava no momento, continha apenas alguns jogos, e-mails e músicas.

Meses depois, ele lembrou que também estavam armazenados lá 8 mil bitcoins que, hoje, valeriam cerca de US$ 181 milhões.

Howell foi um dos primeiros entusiastas do Bitcoin, que conheceu por um fórum, em 2009. 

Começou a minerar e foi ganhando recompensas sem sequer imaginar que um dia teriam um valor relevante. 

Depois de derramar limonada no teclado do notebook, resolveu tirar o disco rígido para limpeza. 

Logo depois comprou um iMac, naquela época, o computador da Apple não dava suporte para os softwares que usava para minerar.

Então acabou esquecendo o HD em sua gaveta, sem se preocupar que este era seu único acesso às suas moedas.

A reportagem relembra o momento em que ele se deu conta do grande erro que cometeu dizendo que ele quis ir para o aterro, mas teve vergonha e também medo que ninguém acreditasse na sua história. 

"Explicar o Bitcoin naquela época não era fácil", relembra. 

Então, por um mês, viu o mercado do bitcoin subir. Quando o prejuízo chegou em US$ 6 milhões, contou para a esposa que o encorajou a ir até o aterro sanitário ver se algo poderia ser feito. 

Quando ele contou ao gerente do local que tinha jogado fora 4 milhões de libras esterlinas, o gerente o levou a um local elevado para que ele pudesse olhar o terreno todo.

"Era uma área equivalente a algo entre 10 a 15 campos de futebol”, conta.

Apoio negado

Desde então, Howells sonha em encontrar o HD descartado no lixão de sua cidade, na esperança de que estará em condições de uso para recuperar a fortuna em bitcoins.

Mas para iniciar as buscas, é necessária uma autorização da prefeitura para escavar o local, coisa que ele não obteve nestes nove anos de busca pelo disco rígido.

As autoridades de Newport afirmam que o risco de contaminação e danos ambientais são muito grandes e, por isso, não podem autorizar a exploração das montanhas de lixo. 

Nova tentativa

James Howells não se deu por vencido e está elaborando um novo plano para convencer o conselho da cidade a liberar a busca.

Falando ao Business Insider, o engenheiro revelou que conta com um investimento de US$ 11 milhões de duas empresas de capital de risco para encontrar o HD.

Ele planeja usar uma máquina com inteligência artificial para escanear as pilhas de lixo as quais passarão por uma esteira, além de um grupo de pessoas.

Como o HD contém uma fortuna em criptomoedas, ele planeja usar dois robôs-cachorros da Boston Dynamics, equipados com câmeras para patrulhar o local.

Estima-se que a busca possa durar até três anos após iniciada

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022.

HD pode estar danificado

Caso encontre seu HD com 8.000 bitcoins, James Howells terá um novo problema pela frente. 

O disco rígido precisará estar intacto caso ele queira ter uma chance de 80 a 90% de recuperar sua carteira, caso contrário, suas chances são quase nulas.

Embora o risco para as duas empresas dispostas a investir na caça ao tesouro seja alta, o retorno parece animador.

Howells planeja dar 30% de seus bitcoins a estes investidores, equivalentes a R$ 300 milhões.

Outro 1/3 ficarão com a equipe de recuperação e o britânico ficaria com apenas 30% de seus 8.000 bitcoins. 

Já o montante restante seria distribuído entre todos moradores de Newport, ou seja, cerca de £50 (R$ 330) para cada um dos 150.000 habitantes da cidade.

Desperdício generalizado

James Howells não está sozinho. Histórias parecidas com a dele não são tão incomuns no universo das criptomoedas.

De acordo com estudo da Chainanalysis, dos 18,9 milhões de bitcoins em circulação, 3,7 milhões tenham sido perdidos, seja porque foram jogados fora ou porque seus donos esqueceram da senha de acesso.

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022.