O que é GAT?

O Giro do Ativo Total, ou GAT, é um indicador utilizado para avaliar o giro dos ativos da companhia.

Geralmente uma companhia que possui alto GAT, costuma contar com vendas elevadas, ou consta com um ativo que consegue gerar muito valor.

Quando comparado com outras empresas do mesmo segmento econômico, o GAT elevado mostra que a firma em questão consegue extrair ganhos relevantes do ativo, enquanto aquela que vem registrando um GAT abaixo da média, precisa avaliar o porquê de tal condição.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

GAT na Prática

Para extrair o GAT, a pessoa precisa levantar dois valores da empresa:

Com esses dois valores, a fórmula fica assim:

  • Giro do Ativo = Receita Líquida / Total dos Ativos.

Quanto maior for o GAT, maior o valor do ativo. Por exemplo, uma empresa que consegue uma receita líquida de R$ 100.000,00 e possui um ativo total de R$ 50.000,00, tem um GAT de 2.

Já uma empresa que consegue a mesma receita líquida, mas com menos ativos, ou seja, com uns R$ 40.000,00, terá um GAT de 2,5.

Isso mostra que se a empresa conseguir investir mais, ou seja, aumentar o seu ativo total, é possível que tal investimento possa aumentar consideravelmente a receita líquida.

Considerando que o GAT permaneça nos 2,5, o aumento do ativo em R$ 10.000,00 poderia levar a receita líquida para R$ 125.000,00.

Relevância do GAT

O GAT é relevante na hora da análise de uma empresa devido à possibilidade de se enxergar o giro dos ativos da mesma.

Uma firma que comparada a outras do mesmo setor, tem o maior giro, provavelmente deve estar conseguindo gerar mais valor com o seu ativo.

Vale destacar que um bom GAT não exclui a empresa de registrar um prejuízo, ou resultados menos expressivos comparados a outras empresas do mesmo setor.

Se uma empresa que possui um GAT alto, mas tem prejuízos, provavelmente os demais indicadores estão com problemas. Isso exige uma análise mais profunda na tentativa de encontrar algum gargalo.

Por mais que o GAT seja um indicador importante na hora de analisar as condições de uma empresa, a comparação deve ser feita com empresas do mesmo setor a título de verificar se o nível do GAT está de acordo.

A comparação do GAT entre outras empresas de setores diferentes, provavelmente vai gerar muita divergência, por isso, a comparação é importante, mas deve ser feita somente com empresas do mesmo segmento econômico.

Outro ponto importante é que o GAT pode ser alvo de análise dentro dos diferentes setores de uma empresa para avaliar se os ativos, ali contidos, estão gerando retorno apropriado.

Por que analisar o GAT?

Uma empresa com bom GAT, provavelmente está gerando bons retornos aos seus investidores. O GAT é um indicador que pode sim influenciar no resultado da firma.

O GAT ganha ainda mais relevância quando comparado entre várias empresas do mesmo segmento. Desse modo dá para verificar se o GAT da empresa X está na média do mercado, abaixo ou acima.

Uma das contas que possui certa importância dentro do ativo é o estoque, porém, a conta não é a única. Existem várias contas além do estoque no grupo ativo, dentre elas nós temos:

  • Caixa e banco;
  • Recebíveis;
  • Contas de investimento;
  • Impostos a recuperar e compensar;
  • Imobilizado;
  • Entre outros bens e direitos.

O GAT, por se tratar de todos ativos, conta com o giro de todas as contas de bens e direitos, juntas.

Ou seja, não é só o estoque que entra nessa conta. Uma empresa que consegue girar bastante seus ativos, provavelmente consegue extrair mais lucros.