O que é Fundo Cambial e Como Investir em Dólar Facilmente
|

O que é Fundo Cambial e Como Investir em Dólar Facilmente

O Fundo Cambial aplica a maior parte do capital em ativos atrelados a moedas estrangeiras.

Por
Atualizado em 18/10/2019
Avalie esse texto

Ter investimentos em um Fundo Cambial é uma das formas mais eficazes de proteger o patrimônio e ainda alavancar os rendimentos em momentos de crises financeiras.

Os Fundos Cambiais são fundos de investimento com rentabilidade atrelada à variação de moedas estrangeiras.

Em momentos de queda do mercado, fundos cambiais em dólar costumam subir e garantem uma proteção na carteira de investimentos.

Para se preparar para viagens, fazer compras ou investimentos no exterior, os fundos cambiais são uma alternativa segura e prática para garantir o poder de compra na moeda estrangeira. 

Os dez fundos cambiais de maior rentabilidade em 2018 renderam entre 20,09% e 17,31%. 

Então, você está pronto para saber tudo sobre fundos cambiais e como investir em dólar facilmente?

Você vai descobrir tudo o que precisa para investir em Fundos Cambiais ainda hoje:

  • O que é Fundo Cambial;
  • Como funciona;
  • Vantagens e desvantagens;
  • Por que investir em Fundo Cambial;
  • Melhores Fundos Cambiais do mercado.

Leia até o final e entenda tudo sobre Fundos Cambiais e como investir em dólar facilmente.

O Que Você Verá Neste Artigo:

O que é Fundo Cambial?

O Fundo Cambial é um fundo de investimento aberto, que aplica no mínimo 80% do capital em ativos atrelados a moedas estrangeiras, como dólar e euro. 

Os outros 20% da carteira do fundo podem ser aplicados em renda fixa ou contratos de derivativos. 

Essas operações devem ser usadas para proteger a carteira. E, portanto, não devem envolver alavancagem, ou seja, recursos que não se possui. 

O principal objetivo de investir em um Fundo Cambial é proteger o patrimônio das variações das moedas ou ganhar com as oscilações.

Banner will be placed here

Como Funciona o Fundo Cambial

Por ser um fundo de investimentos, o Fundo Cambial carrega a praticidade e as vantagens dessa alternativa para investir. 

Em resumo, são: 

  • A praticidade de investir;
  • A possibilidade de começar a investir com valores menores;
  • A oportunidade de contar com o conhecimento de especialistas na gestão do fundo;
  • A divisão de custos com outros cotistas.

Como outras categorias, os fundos cambiais são autorizados a funcionar e regulados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Para investir em um Fundo Cambial, basta procurar as corretoras de valores que fazem a gestão e/ou a distribuição desses produtos. 

Fundo Cambial x Fundo Multimercado x Fundo de Renda Fixa

A diferença entre os Fundos de Investimentos Cambial, Multimercado e de Renda Fixa se dá na alocação dos ativos das carteiras. 

O Fundo Cambial investe majoritariamente em ativos ou títulos que seguem a variação das moedas. 

O rendimento que você terá com um Fundo Cambial virá da variação desses ativos. 

O Fundo Multimercado tem uma liberdade maior para escolher onde e quanto investir. 

Por isso, seu retorno e seu risco estão relacionados aos investimentos que houver na carteira.

O Fundo de Renda Fixa precisa aplicar boa parte do seu patrimônio em títulos de Renda Fixa. 

Sua rentabilidade virá de índices de preço e taxas de juros, que remuneram esses títulos. 

Por essas diferenças na alocação de ativos, o nível de risco é diferente, assim como o perfil de investidor a que são indicado, e mesmo a estratégia e os objetivos de investimento que você tem. 

Por que Investir em Fundo Cambial?

Os Fundos Cambiais são usados quando se precisa proteger o patrimônio da oscilação de moedas estrangeiras. 

Por isso,  também são muito utilizados por empresas que compram e vendem mercadorias no exterior ou por gestores de fundos de investimento de outras categorias. 

Fundo Cambial para Viagem

O investimento em um Fundo Cambial é interessante para se preparar para uma viagem internacional.

Você usa o investimento no fundo para, no mínimo, proteger o dinheiro que já possui para viajar.

Além disso, multiplica o valor inicial se o fundo tiver rentabilidade positiva. 

Fundo Cambial para Proteção de Carteira (Hedge)

O Fundo Cambial também é usado para proteger a carteira de investimentos.

Isso é possível especialmente no caso de fundos cambiais atrelados ao dólar, a moeda mais forte.

Em momentos de crise, os ativos sofrem maiores variações de preço, especialmente em mercados de países emergentes, como o Brasil.

Os investimentos em fundos cambiais compensam perdas momentâneas em outros investimentos em momentos de crise. 

Melhor Fundo Cambial

O melhor Fundo Cambial de 2018 apresentou um retorno de 20,09% e foi o do BB Dólar VIP FIC Cambial FL. 

Os dez fundos cambiais de maior rentabilidade renderam entre 20,09% e 17,31%. 

Fundo CambialRentabilidade (%)
BB DÓLAR VIP FIC CAMBIAL LP20,09%
ITAÚ B FIC CAMBIAL19,96%
ITAÚ FIC CAMBIAL19,88%
BB DÓLAR ESTILO FIC CAMBIAL LP19,82%
BB DÓLAR 20 MIL FIC CAMBIAL LP19,82%
SANTANDER TOP FIC CAMBIAL19,03%
SAFRA CARTEIRA FI CAMBIAL18,97%
ITAÚ PERSONNALITÉ DÓLAR FIC CAMBIAL18,70%
BRADESCO PRIME DÓLAR FIC CAMBIAL18,54%
SANTANDER FIC CAMBIAL17,31%

Fundos Cambiais de Bancos de Varejo 

Bancos de varejos têm alternativas de investimento em Fundo Cambiais.

Os valores iniciais de investimento variam de R$ 1 mil até R$ 50 mil. 

Confira informações completas  como histórico de rentabilidade, taxa de administração e outras:

Fundos Cambiais em Bancos Digitais 

Os Bancos Digitais também atuam com esta modalidade.

Fornecem tabelas com histórico de rentabilidade, características e taxas cobradas:

Fundo Cambial em Corretoras de Valores

As maiores corretoras de valores do Brasil, como a XP, Rico e Órama, têm Fundos Cambiais para você aplicar. 

A maior corretora da América Latina, a XP, é a que mais possui fundos disponíveis.

Tenha acesso a todas as informações para poder investir: 

Vantagens do Fundo Cambial

As vantagens de investir em Fundo Cambial estão relacionadas à proteção do patrimônio e ao ganho com a variação da moeda estrangeira. 

Proteção dos Investimentos

Investir em um Fundo Cambial significa manter uma parte dos investimentos em uma moeda forte, como o dólar. 

Em momentos de volatilidade e crise, a perda que você vier a ter na rentabilidade de outros investimentos será compensada pela valorização do dólar. 

Proteção do Patrimônio

Se você têm dívidas, contas a pagar ou gastos a fazer em outra moeda, o investimento em um Fundo Cambial ajuda a se preparar para isso.

E ainda mantém sua disposição para fazer frente a essas despesas futuras. 

Ganho com uma Moeda Forte

O investimento em um Fundo Cambial permite ir em busca de rentabilidade com a variação de uma moeda forte, como o dólar.

O dólar é a moeda que domina os fluxos nos mercados financeiros e negócios mundiais. 

Praticidade

Para investir em um Fundo Cambial basta escolher um produto que atenda suas necessidades e transferir o dinheiro para a corretora de valores. 

Desvantagens do Fundo Cambial

As desvantagens da aplicação em Fundos Cambiais são sentidas caso você não preste atenção às seguintes informações na hora de escolher o produto em que investir:

Rentabilidade

Mesmo sabendo que rentabilidade passada não é garantia de futura, é importante olhar o rendimento histórico que um fundo tem entregado.

É importante escolher um Fundo Cambial que, no mínimo, renda a variação da moeda ao qual está atrelado. 

Custos 

Por serem produtos voltados a investidores de perfil um pouco mais arrojado, certos Fundos Cambiais cobram taxas que reduzem a rentabilidade final. 

Portanto, você deve ficar atento a relação <custos versus histórico de rentabilidade> ao escolher um fundo cambial. 

Concentração 

Os Fundos Cambiais têm como característica o investimento de, no mínimo, 80% da carteira em uma categoria de ativo.

Isso torna esta alternativa de aplicação mais concentrada até mesmo que outros fundos. 

Característica do Ativo

A variação de cotações de moedas é um dos indicadores econômicos mais difíceis para que se apontem perspectivas e tendências.

Por mais que se acompanhe o mercado ou conheça o produto em que se investe, é mais difícil dimensionar o seu ganho final com o investimento. 

Riscos do Fundo Cambial

As características que definem um fundo como cambial expressam os riscos desse investimento. 

Variação das Moedas

O valor das moedas e sua oscilação em relação a outras são dos indicadores mais difíceis de dominar e prever pelos economistas. 

São afetados por uma diversidade enorme de fatores e dificultam sua previsibilidade, tornando o investimento em um Fundo Cambial mais arriscado.

Acompanhamento do Mercado

Pela peculiaridade das moedas, compreender e acompanhar os investimentos do Fundo Cambial escolhido é mais difícil.

Retorno Imprevisível

Isso fica evidente quando se compara um Fundo Cambial a um investimento em fundo de renda fixa atrelado a um índice de preços ou à taxa básica de juros, a SELIC.

No caso da renda fixa. a rentabilidade é compreendida mais facilmente e, sem dúvida, mais previsível.

Taxas do Fundo Cambial

Para investir em fundos cambiais, a única taxa cobrada com certeza é a de administração. 

No entanto, existem as seguintes taxas: 

  • Taxa de Administração: é a remuneração dos gestores e administradores do fundo;
  • Taxa de Performance: é cobrada por certos fundos quando os gestores entregam rentabilidade superior a um determinado índice ou percentual.
  • Taxa de Custódia: serve para custear a guarda dos ativos. Muitas corretoras não cobram.
  • Taxa de Saída: é cobrada quando o saque do investimento ocorre antes do prazo estabelecido. Muitas corretoras não cobram. 

Tributação do Fundo Cambial

Você pagará os seguintes tributos quando investir em Fundos Cambiais:

  • Imposto de Renda (IR);
  • Impostos sobre Operações Financeiras (IOF), para operações realizadas em menos de 30 dias;
  • Come-cotas.

O Imposto de Renda obedece à tabela regressiva: quanto mais tempo o dinheiro ficar investido, menos imposto será pago.

Para saber tudo sobre tributação e investimentos, leia o artigo Como Declarar Imposto de Renda Sobre Investimentos Sem Erro.

Imposto de Renda (IR)

Incide Imposto de Renda (IR) sobre o rendimento obtido com o Fundo Cambial.

A tarifa é calculada de acordo com o tempo que o dinheiro ficou aplicado. 

Quanto mais tempo, menor o imposto a ser pago:

Tempo de permanência no fundoIR
primeiros 6 meses 22,5%
após 1 ano20%
entre o primeiro e o segundo ano 17,5%
mais de dois anos15%

A forma de declarar os investimentos no Imposto de Renda está detalhada no artigo: imposto de renda sobre investimentos

IOF

O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) só é cobrado sobre o rendimento do Fundo Cambial quando o dinheiro fica aplicado 30 dias ou menos. 

A cobrança segue a tabela abaixo:

DiasIOF (%)DiasIOF (%)DiasIOF (%)
19611632130
29312602226
39013562323
48614532420
58315502516
68016462613
77617432710
8731840286
9701936293
10662033300

Come-Cotas

O come-cotas é um adiantamento do percentual de IR sobre o retorno do fundo.

É cobrado duas vezes ao ano: nos meses de maio e novembro.

Como Declarar Fundo Cambial no Imposto de Renda

Os rendimentos resultantes do investimento em Fundo Cambial são declarados anualmente. 

O valor bruto investido permanece inalterado.

É simples declarar seus investimentos em Fundos Cambiais. 

Veja o passo-a-passo:

Bens e Direitos

  1. Baixe o programa da Receita Federal para declaração do Imposto de Renda;
  2. Selecione ‘Bens e Direitos’;
  3. Preencha o campo ‘Código’ com ‘ 79’ referente a ‘Outros Fundos’‘;
  4. Em ‘Discriminação’, insira o tipo de produto, o nome e o CNPJ da corretora ou banco onde o investimento foi feito;
  5. Em ‘Situação em 31/12/2018’, inclua os valores declarados no ano anterior. Deixe em branco se não houver feito investimentos;
  6. Em ‘Situação em 31/12/2019’, escreva o saldo descrito no informe de rendimentos;
  7. Se tiver outros investimentos, além do Fundo Cambial, repita o processo para cada um deles.
Declarar fundo cambial no Imposto de Renda
Declarar fundo cambial no Imposto de Renda

Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva

Para informar os rendimentos, faça o seguinte: 

  1. Acesse ‘Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva‘;
  2. Siga para o ‘Item 6 – Rendimento de aplicações financeiras’ e selecione ‘Novo’;
  3. Em ‘Tipo de beneficiário’, mantenha ‘Titular’ se você é o aplicador do valor;
  4. Em ‘CNPJ da fonte pagadora’, informe o CNPJ da instituição financeira onde fez o investimento;
  5. Em ‘Valor’, coloque a soma total dos rendimentos recebidos da instituição financeira onde aplicou, ainda que apareçam fragmentados no informe de rendimentos.
Declarar rendimentos do fundo cambial no Imposto de Renda
Declarar rendimentos do fundo cambial no Imposto de Renda

Consulte o artigo Imposto de Renda Sobre Investimentos para maiores informações de como fazer a sua declaração sem erro.

Como Escolher o Melhor Fundo Cambial?

Agora você deve estar se perguntando: em qual Fundo Cambial investir em 2019?

Para encontrar o Fundo Cambial ideal para você é só seguir estas dicas:

  • Comparar a taxa de risco dos fundos;
  • Verificar o índice que mede o risco/retorno (quanto maior, melhor);
  • Entender a estratégia de investimento do gestor;
  • Investir no máximo 30% do seu patrimônio;
  • Comparar as rentabilidades históricas;
  • Conhecer seu perfil de investidor;
  • Ver se o valor inicial exigido cabe no seu bolso. 

Lembre-se que rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura.

Como escolher o melhor fundo
Como escolher o melhor fundo

Como Investir em Fundo Cambial? 

O investimento em um Fundo Cambial acontece de forma simples.

Siga 6 passos e comece a investir. 

Passo 1. Descubra seu Perfil de Investidor

Antes de começar a investir, é essencial fazer o Teste de Perfil de Investidor para descobrir os riscos que está disposto a correr em função da rentabilidade.

Sabendo seu perfil, saberá quais investimentos melhor se encaixam nas suas características e objetivos.

Passo 2. Escolha uma Corretora e Abra sua Conta

Buscar corretoras independentes para investir é comprovadamente mais vantajoso do que através de banco.

As Melhores Corretoras de Valores oferecem taxas mais baixas e mais opções de investimentos.

Na maioria delas, a abertura de conta acontece de forma rápida e sem burocracia, pela internet, direto no site da corretora.

Passo 3. Selecione o Fundo Cambial em que Investirá

Conheça a moeda que o Fundo Cambial tem como principal investimento: dólar ou euro, por exemplo.

Saiba quanto o fundo aloca em títulos atrelados à variação dessas moedas e em outras categorias de investimentos, respeitando a possibilidade de aplicar até 20% do patrimônio em outros mercados.

Passo 4. Transfira o Dinheiro

Faça uma transferência bancária para a conta da corretora de valores através da qual está investindo no fundo.

Passo 5. Faça a Aplicação

Faça a aplicação, não sem antes conferir o valor mínimo e o prazo de resgate, de acordo com o fundo escolhido. 

Passo 6. Aguarde o Momento para Sacar

Faça o resgate do valor aplicado quando o investimento tiver cumprido seu objetivo.

Tenha cuidado ao sacar esse dinheiro sem planejamento ou por conta de emergências.

Você poderá reduzir o lucro: pagando mais taxas e impostos ou arcando com a desvalorização da moeda. 

Quando Investir em Fundo Cambial é Melhor?

Fundo Cambial ou Comprar Dólar

Para investir em um Fundo Cambial, você deve ter como objetivo primeiro a proteção do patrimônio, como investimento, e não para compra de moeda em espécie.

A compra de dólar em espécie deve ser feita se você for utilizar a moeda em viagens ou negócios, mas não é indicada como um investimento em si. 

Fundo Cambial ou Fundo Multimercado

Um Fundo Cambial se diferencia de um Fundo Multimercado no ativo aplicado.

Um Fundo Cambial investe 80% em ativos atrelados a moedas estrangeiras.

Somente outros 20% têm a possibilidade de ser investidos em certos mercados, como o de renda fixa ou em operações de derivativos.

Os Fundos Multimercados têm uma liberdade muito maior para investir em diversos ativos. 

E não tem obrigatoriedade mínima de deter parte da carteira em um único mercado. 

Portanto, são investimentos que servem a propósitos e perfis diferentes de investidores, podendo ser complementares. 

São ambos, de certa forma, aplicações de maior risco, comparados a outras, como as de renda fixa. 

Fundo Cambial ou Mini Contrato de Dólar

Os Mini Contratos de Dólar são contratos de derivativos operados no ambiente da bolsa de mercadoria e futuros.

São contratos de compra e venda de dólar. 

Portanto, a forma de funcionamento e investimento é diferente dos Fundos Cambiais.

Operar com Mini Contratos exige mais conhecimento do que aplicar em um Fundo Cambial.

Os Mini Contratos de Dólar são operados por investidores para fins de investimento, mas o mais comum é serem usados por investidores profissionais ou outros fundos.

Os Fundos Cambiais são usados por gestores de outros fundos para proteção de carteiras de investimento. 

Outros Investimentos com Variação Cambial

Proteger seu patrimônio ou ganhar com a oscilação de uma moeda estrangeira, objetivos que se tem ao investir em Fundos Cambiais, são alcançados por outros investimentos relacionados à variação cambial. 

Papel Moeda

Apesar de pouco prático e inseguro, comprar moeda em casas de câmbio e guardar em casa é uma prática comum de quem precisa da moeda para viagem. 

Ao fazer isso, os custos acabam sendo maiores e a diferença entre o preço da compra e da venda é maior. 

Nessas operações, por exemplo, você sempre paga o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). 

Ações de Empresas Exportadoras

A variação da moeda forte, o dólar, é um grande influenciador dos negócios e, muitas vezes, da variação de ações de empresas listadas na bolsa de valores.

Estas empresas têm suas receitas relacionadas às vendas no exterior, compras de insumos baseadas no dólar ou mesmo operações internacionais. 

Portanto, ao investir nesses papéis, o retorno do investimento estará fortemente atrelado à variação cambial. 

  • Suzano (SUZB3): atuante no segmento de papel e celulose, com boa parte das receitas decorrentes da exportação;
  • Braskem (BRKM5): líder na produção de resinas termoplásticas, com receitas de operações de exportação;
  • Klabin (KLBN11): maior produtora e exportadora de papéis, com receitas em dólar;
  • Embraer (EMBR3): terceira maior fabricante de jatos comerciais do mundo;
  • Iochpe-Maxion (MYPK3): líder mundial na produção de rodas automotivas e um dos principais produtores de componentes automotivos da América;
  • Minerva (BEEF3): segunda maior produtora do Brasil e maior exportadora de carne bovina do Paraguai, Colômbia e Argentina, comercializando produtos para mais de 100 países.

Mini Contrato de Dólar (Contrato Futuro)

Os Mini Contratos de Dólar são contratos derivativos.

Representam um compromisso de compra ou venda de dólar, com data futura de encerramento. 

São operados no mercado futuro da bolsa de valores. 

Envolvem algumas semelhanças com o investimento em ações.

O rendimento está vinculado à variação do dólar em relação ao real. 

Porém, não envolvem a moeda em espécie. 

Mercado de Forex

O Mercado de Forex é um mercado de compra e venda e operações com moedas.

Mas não é regulamentado ou fiscalizado pelas instituições brasileiras competentes, como a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ou o Banco Central do Brasil (Bacen). 

Dúvidas sobre Fundo Cambial

Abaixo respondi as principais dúvidas relacionadas ao investimento em Fundo Cambiais

Fundo cambial como hedge de carteira é bom?

Sim! Investir parte da carteira de investimentos em um fundo cambial ajuda a equilibrar perdas em momentos de crise ou maior volatilidade do mercado. 

Fundo cambial para viajar é recomendado?

Sim! Investir em um fundo cambial é uma forma de proteger o patrimônio para objetivos mais específicos, como uma viagem, ou mesmo potencializar uma poupança com esse fim. 

Fundo cambial é renda fixa?

Não. Fundo cambial é um investimento de renda variável. 

Qual risco de um fundo cambial?

O risco de um fundo cambial é a variação da moeda a qual estão relacionados os ativos em que investe.

Fundo Cambial Vale a Pena?

Sim!

Fundos Cambiais são a melhor forma de fazer alocação de ativos para proteger e aumentar o patrimônio, investindo em dólar.

Hoje, ou em momentos de maior volatilidade ou crise, ter parte dos investimentos em um Fundo Cambial é a certeza de evitar maiores perdas.

E ainda a oportunidade de lucrar com a valorização da moeda americana. 

E então, está preparado para aumentar o patrimônio com a aplicação na moeda forte?

Já investe em Fundos Cambiais?

Quer saber como proteger seu dinheiro contra crises?

Deixe um comentário abaixo, talvez eu possa ajudar você a melhorar seus investimentos.

Infográfico – O que é Fundo Cambial e Como Investir em Dólar

Infográfico - O que é Fundo Cambial e Como Investir em Dólar


Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais