O que é ECM e como funciona

ECM – Equity Capital Market

O que é ECM. Significado, conceito, para que serve e como funciona.

O que é ECM?

ECM é a sigla para Equity Capital Market, termo inglês que significa: Mercado de capitais de ações. No ECM as empresas têm a oportunidade de buscar dinheiro para alavancar seus negócios.

Na tentativa de conseguir recursos junto ao mercado, as empresas que têm tal desenho buscam ajuda de instituições financeiras para tal.

Vale destacar também a importância dos fundos Private Equity, além dos investidores anjo. Os dois agentes econômicos possuem importância no ECM.

Banner will be placed here

ECM na Prática

Ao optar pelo ECM para levantar recursos para a empresa, os interessados terão uma diversidade de mercados para explorar. Desde a própria bolsa de valores, até:

Outro ponto importante está relacionado aos tipos de mercados que o ECM oferece. O primeiro mercado é o primário, onde acontece a oferta inicial da participação societária em troca de recursos.

Vamos supor que existe um investidor que está disposto a entrar na empresa oferecendo a quantia solicitada para comprar a participação.

Essa aquisição acontece no mercado primário. Se o investidor estiver interessado em negociar sua participação com um terceiro investidor, aí estamos lidando com o mercado secundário.

O mercado secundário é o outro mercado e é nele onde os investidores que adquirirem a participação através do mercado primário poderão negociar suas participações com outros investidores.

Benefícios do ECM

O ECM oferece às empresas uma forma eficiente de levantar recursos. Sendo que os valores levantados por meio da ECM são substâncias que podem fazer toda a diferença para uma companhia e seu futuro.

Outro ponto que traz benefícios à empresa que adere ao ECM é a valorização da companhia. 

Como uma das formas de conseguir levantar dinheiro é através da venda de uma fração da participação na empresa para outro investir, a valorização de tal participação pode influenciar  na valorização do negócio como um todo.

Posteriormente a busca pela empresa pode gerar vários benefícios aos sócios e ao próprio negócio.

Se existe a opção de vender parte do negócio, ou vender ele todo, com a valorização das ações, a possibilidade pode se tornar uma realidade.

Inclusive os recursos levantados e a valorização do negócio podem impulsionar ainda mais a empresa dentro do mercado.

Tudo isso tende a gerar ainda mais riquezas aos sócios e aqueles que colaboram com a companhia.

Sem falar que ao contrário de um empréstimo, a empresa que levantou os recursos por meio da ECM, não precisará se preocupar com juros ou encargos.

Desvantagens do ECM

Uma das principais desvantagens está relacionada à burocracia e aos custos para conseguir acessar a ECM.

Na tentativa de conseguir buscar investidores no mercado, os trâmites exigidos pelas instituições financeiras e demais órgãos e agentes são custosos.

Por se tratar de um custo elevado, as empresas podem acabar recuando e não dando continuidade a burocracia para acessar o ECM.

Outro ponto está relacionado ao interesse sobre a companhia. Ao conseguir financiamento junto ao mercado, os investidores se tornam cada vez mais interessados na companhia que a atenção sobre a companhia se torna maior.

Com mais atenção à margem para erros, ou simplesmente para um mau resultado operacional, torna menores e a expectativa cresce sobre o negócio em si.

Se por um lado os recursos provenientes do ECM são relevantes, do outro a responsabilidade com a empresa e sobre os seus negócios se tornam ainda maiores.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE