O que é DOC?

DOC ou Documento de Ordem de Crédito é um tipo de transferência bancária que quando executada pode levar um dia útil para ser completada.

Em caso de um DOC na sexta-feira, a transferência é executada até a segunda-feira. Um DOC ocorrendo no final de semana (sábado ou domingo) acaba sendo executado na segunda-feira e concluído na terça-feira.

Em feriados o DOC também não é concluído ou executado, ficando a conclusão ou realização para o próximo dia útil.

O DOC possui um limite de transferência de até R$ 4.999,00. Valores maiores devem ser transferidos em mais vezes.

Por exemplo: se a pessoa tem R$ 9.000,00 para ser transferido, o cliente precisa fazer dois DOC, um de R$ 4.999,99 e outro com a diferença (R$ 4.000,01).

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

DOC na Prática

Para fazer um DOC a pessoa precisa dos dados da pessoa que irá receber os valores. Dentre os dados é necessário:

  • CPF da pessoa;
  • Banco;
  • Agência bancária;
  • Conta bancária;
  • Tipo de conta: se é conta corrente ou poupança, por exemplo;
  • Se a transferência for agendada, é preciso colocar a data de execução;
  • Valores do DOC.

Todos os dados supracitados são de fácil acesso e a pessoa que vai receber os valores pode enviar para você com facilidade.

O trâmite para fazer o DOC no aplicativo do celular, caixa eletrônico, boca do caixa, ou pelo computador é bem simples.

Geralmente os bancos possuem uma área de transferências e ali já dá para escolher qual tipo de transferência realizar, nesse caso é o DOC.

Se a transferência for feita após as 17 horas, existem grandes chances de a transferência ser agendada e somente executada no dia útil seguinte.

Por isso, fique de olho nas instruções e avisos que o próprio banco fornece na hora de realizar o DOC.

Diferença entre o DOC e o TED

Depois da criação do DOC houve o lançamento do TED (Transferência Eletrônica Disponível). O TED diferente do DOC acontece no dia.

Ou seja, se você transferir valores para outra conta por meio do TED em um dia útil, é bem provável que a pessoa receberá os valores ainda no mesmo dia.

Vale destacar que o TED é permitido para valores maiores do que R$ 4.999,99, uma grande vantagem em comparação ao DOC.

Outra diferença está relacionada às regras do TED e DOC. Grande parte dos bancos não limita os DOC 's devido ao próprio limite de valor no DOC.

O que acontece é que uma pessoa só pode transferir por DOC até um determinado valor por semana.

Já o TED, geralmente exige uma liberação do cliente junto à agência bancária ou por telefone.

Para limites é possível verificar a possibilidade de alteração junto à agência bancária ou pelo telefone, SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor).

Custos do DOC

Diferente do que acontece com o PIX, o DOC e o TED possuem custos. As duas formas de transferência tradicionais dos bancos costumam ter um custo próximo dos R$ 10,00 por operação.

Vale destacar que existem bancos que não cobram mais taxas para executar o DOC ou o TED. Os bancos digitais, ou os bancos de pequeno e médio porte, geralmente isentam seus clientes de tais taxas.

O PIX é uma alternativa nova que foi criada pelo BC (Banco Central) para baratear as transferências, gerar mais segurança e agilizar as transferências.

Com o PIX uma transferência que poderia levar alguns minutos para ser executada (no caso do TED) agora é instantânea e pode acontecer em finais de semana ou em feriados.

Vale mencionar que o DOC dentre as opções de transferência vem perdendo espaço e bancos já não oferecem mais o DOC como alternativa, havendo só o TED e o PIX.