É hora do mercado sair de um mundo de taxa zero, onde os investidores fazem "coisas bobas". Este é o recado do economista Mohamed El-Erian, principal conselheiro econômico da Allianz para uma crise mundial econômica.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Segundo ele, os bancos centrais estão finalmente acordados para a necessidade de lidar com a persistente inflação em brasa ao aumentarem as taxas de juros pelo mundo esta semana.

"Já é hora de sairmos deste mundo artificial massivas injeções de liquidez, onde todo mundo se acostuma a taxas de juros zero, onde fazemos coisas bobas", disse ele à CNBC na quinta-feira.

"Seja investindo em partes do mercado que não deveríamos investir, ou investindo na economia de maneiras que não fazem sentido, como empresas 'zumbis' , etc", disse ele.

"Estamos saindo desse regime, e vai ser turbulento", alerta.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

As falas de El-Erian aconteceram depois que o Federal Reserve dos Estados Unidos elevou as taxas de juros em 75 pontos porcentuais, na quarta-feira, o triplo do tamanho de sua alta típica e seu maior aumento de taxa único desde 1994.

Esta semana, os bancos centrais do Reino Unido, Suíça, Taiwan e Brasil também elevaram as taxas de juros. 

Enquanto isso, o Banco Central Europeu realizou uma reunião de emergência onde decidiu criar uma ferramenta de combate à crise, depois de prometer na semana passada começar a aumentar as taxas de juros em 25 pontos base em julho.

Níveis de inflação em brasa significam que os bancos centrais estão enfrentando um dia de ajuste de contas, disse El-Erian. 

"Este é o grande despertar dos bancos centrais para o fato de que estão muito atrasados ​​em relação à inflação. Palavras não são suficientes, são necessárias ações", disse ele. 

"Seja os 75 pontos base ontem, ou do Banco Nacional Suíço hoje."

O Banco Nacional Suíço surpreendeu os mercados nesta quinta-feira ao aumentar as taxas em 50 pontos-base, sinalizando um pivô de manter sua moeda sob controle para se concentrar no aumento da inflação. 

"É mais significativo do que aconteceu ontem à noite, porque o Banco Nacional Suíço sempre luta contra uma moeda forte", disse El-Erian.

"Estamos no meio de uma mudança de regime secular", disse ele. "Ninguém quer uma moeda fraca. Eles olham para o Japão, o Reino Unido. Eles não querem ser isso." 

O iene japonês caiu quase 2% em relação ao dólar na sexta-feira, depois que o Banco do Japão confirmou que está mantendo taxas de juros ultra baixas para priorizar o apoio à economia em vez de domar a inflação. 

Em todo o mundo, os preços ao consumidor vêm subindo rapidamente, o que levou os bancos centrais a combater agressivamente a inflação com taxas de juros mais altas.

Alguns analistas temem que o movimento leve as economias a uma recessão.

Os aumentos das taxas colocam uma pressão especial sobre as empresas zumbis, que ganham dinheiro apenas o suficiente para operar e pagar suas dívidas, mas são incapazes de liquidar o princípio real. 

Com as taxas de juros subindo, essas empresas provavelmente fecharão enquanto lutam para pagar os juros de suas dívidas.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Fonte: Business Insider