O que é core business?

Core business (núcleo do negócio) significa a atividade principal de um determinado negócio, é o ponto forte de uma empresa.

Mais especificamente, podemos separar o conceito de core business em duas partes.

Primeiro, o core business é o tipo de coisa em que uma companhia é especializada, ou seja, é aquilo que se sabe fazer de melhor

Segundo, o core business classifica a atividade que é a principal geração de renda para uma empresa.

Ou seja, é o principal ramo de negócio que mantém a empresa funcionando.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como definir o core business

Conhecer o core business de uma empresa é fundamental por várias razões.

A principal delas é que o core business faz parte da definição da identidade organizacional da empresa. 

Conseguir definir o core business corretamente é importantíssimo para que a empresa tenha direcionamento estratégico.

No geral, este esforço é um exercício de autoconhecimento para toda a empresa. 

Para encontrar o core business de uma empresa basta responder algumas perguntas sobre o próprio negócio.

Algumas destas perguntas a serem feitas são:

  1. O que a empresa faz? 
  2. Quais são seus diferenciais?
  3. Quem são seus clientes?
  4. Quem são os stakeholders (parceiros do negócio)?
  5. Quais são os pontos de venda?

Para que serve o core business?

Toda empresa deve ter bem definido o seu core business.

A definição do core business é importante pois é a partir dele que uma companhia irá formatar a sua estratégia para agir no mercado.

Ao definir o core business, a empresa conhecerá vários aspectos de seu mercado.

Vejamos os principais pontos.

Estrutura concorrencial

Há várias formas de uma empresa concorrer no mercado: por preço, por qualidade, por diferenciação, por design, por localização.

Ao definir o core business a empresa conhecerá seus concorrentes e como será a disputa pelos clientes.

Uma empresa que tem como core business a produção de laranja, por exemplo, terá que disputar com seus competidores a partir do preço, pois este é um bem praticamente homogêneo.

Assim, a empresa deverá investir em melhorias técnicas para aumentar a produção da plantação e diminuir os custos.

Caso queira vender mais terá que abaixar os preços.

Já uma empresa cujo core business seja a venda de celulares, terá outros vetores de competição. 

Neste caso, a competição deverá ser feita por qualidade, design, diferenciação, e também preço.

Barreiras à entrada

Uma empresa já estabelecida no mercado deve ter conhecimento do seu core business para saber quais são os potenciais entrantes no mercado.

Os potenciais entrantes poderão ser tanto empresas que ainda não foram constituídas quanto aquelas que já existem e queiram disputar novos mercados.

Assim, a empresa deve formular uma barreira à entrada de novos competidores para evitar perder participação no mercado e ser extinta no futuro.

Ao conhecer o core business é possível criar barreiras para que outras empresas não queiram competir.

As barreiras podem ser  criadas a partir de preços baixos, inovação constante, gastos com marketing entre outras opções.

Pontos de risco

Todo core business tem seu risco, de modo que cada empresa deve cuidar para que estes riscos não atrapalhem os negócios.

Os riscos podem vir de vários lados: entrada de novos concorrentes, surgimento de produtos substitutos, mudança de hábito do consumidor, interferência no mercado pelo governo, etc.

Por isso, ao definir o core business a empresa deverá traçar quais os riscos daquele mercado e formatar uma estratégia de proteção.

Possíveis vetores de crescimento

O core business é importante ao indicar possíveis caminhos para que a empresa cresça naquele mercado.

Ao conhecer os aspectos do produto, como ele agrada aos consumidores e como se dá a concorrência no mercado, é possível traçar uma estratégia para o crescimento da empresa.

Conhecer o core business é importante tanto para os gestores quanto para os investidores da empresa.

É a partir disso que se consegue fazer a análise fundamentalista da empresa e saber se vale ou não a pena investir nela.