O que é Conglomerado?

O conglomerado diz respeito à união de empresas trabalhando em função de uma estrutura corporativa, sendo as empresas de diferentes segmentos.

O conglomerado é uma forma de oligopólio, e também é conhecido por conglomerado industrial ou grupo empresarial.

O oligopólio se dá quando poucas empresas promovem o domínio sobre determinada oferta de serviço e produtos.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Essa estrutura tem como objetivo obter cada vez mais empresas a seu favor e, através dessa expansão, buscar o aumento do lucro.

Atualmente os maiores conglomerados são asiáticos e norte americanos. Podemos citar alguns exemplos:

Um exemplo muito conhecido é a Mitsubishi que diversifica sua fabricação desde carros até canetas.

Outro exemplo é a GE (General Electric), que atua em diversos setores, fabricando lâmpadas, geladeiras, camas, entre outros. O que a torna uma das empresas mais internacionalizadas do mundo.

Vantagens do Conglomerado

Uma das grandes vantagens do conglomerado é o grande volume de negócios que acarreta a vantagem competitiva diante dos concorrentes.

Outro importante ponto é relacionado à maior chance de sobrevivência diante de grandes crises, muito por conta de seu próprio tamanho.

Vale ressaltar que é nesses momentos (de crise) que eles aproveitam para expandir seus poderes, como por exemplo, a compra de uma nova empresa do segmento.

A crise sofrida por uma subsidiária pode ser compensada pela expansão em outra divisão.

Portanto, quando ela (subsidiária) sofre algum tipo de crise, outros segmentos estarão atuando de forma independente, fazendo com que o lucro não afete todo o conglomerado.

Dito isto, podemos ressaltar que a diversificação, que reduz os riscos de investimentos e gera diferentes fontes lucrativas, é uma das principais vantagens desse tipo de estrutura.

Mesmo com grande capacidade de desenvolvimento e crescimento do capital interno, há dificuldade na gestão dos recursos.

Apresentaremos na sequência os principais riscos e dificuldades dessa estrutura de mercado.

Riscos e Desvantagens

Nesses casos nos deparamos com maiores dificuldades na gestão desses grupos.

 A cada nova empresa captada, os custos com contabilidade se tornam maiores e a complexidade de contas fica mais complicada para os investidores e gestores.

Outros pontos de desvantagens dessa estrutura de mercado podem estar relacionados com a divergência cultural e a resolução de possíveis conflitos.

Portanto, a divergência cultural pode gerar um desafio para essa estrutura, além de prejudicar as análises e dificultar a resolução de conflitos.

Sendo assim, a complexidade de contas torna-se mais difícil para os gestores quando se trata de conglomerados.

Principais Conglomerados

Muitas empresas mundialmente conhecidas podem ser citadas como conglomerado, alguns exemplos são: Samsung, Coca Cola e McDonald 's.

A Samsung foi fundada em 1938 e atuava no comércio de exportação de pescados, frutas e legumes. Anos depois passou a investir na produção de pequenos equipamentos eletrônicos, até se tornar uma multinacional.

A Coca Cola, criada em 1886, iniciou-se produzindo medicamentos e, posteriormente, incrementando sua fórmula, passando a produzir refrigerantes. Após isso, diversificou sua produção, como por exemplo, para o ramo de calçados.

O McDonald 's criado em 1937, iniciou-se com focos em produtos grelhados, diversificando e investindo na transformação da churrascaria em uma rede de lanches.

Esses são alguns exemplos da criação de grandes conglomerados, citando empresas mundialmente conhecidas, a fim apresentar para o leitor.

Exemplos no Brasil

Apresentaremos, na sequência, alguns exemplos de conglomerados no Brasil, são eles:

  • COSAN: fundada em 1936, a companhia que detém ações na Bolsa de Valores e é composta por algumas empresas, como a Moove, Comgás, Radar, Raízen e Rumo;
  • AMBEV: considerada uma das maiores empresas do país, dedicada ao ramo de bebidas (chá, suco, cerveja, água, dentre outras);
  • Grupo Safra: considerado um dos maiores conglomerados financeiros do Brasil, contando com diversas empresas em seu grupo;
  • LEOLAR: a sede do grupo se encontra no PARÁ, seu início foi no ramo de grafia, expandindo para informática, telecomunicações, siderurgia, dentre outros.