O que é Classe de Ativos
SIMULE AGORA

Classe de Ativos

O que é classe de ativos. Significado, conceito, tipos, para que serve e como funciona.

O que é classe de ativos?

Classes de ativos são grupos de ativos com características semelhantes entre si, e que se comportam de forma similar no mercado. 

Assim, cada classe de ativo possui características próprias e podem existir diversos veículos para representá-la.

Banner will be placed here

Para que serve a classe de ativos?

Como de costume em várias áreas de conhecimento, agrupamos coisas para entendê-las e lidar com elas de uma maneira mais organizada.

No mercado de investimentos o conceito de classe de ativos é muito útil para o gerenciamento dos portfólios.

É a partir das análises das características de diferentes classes de ativos que os investidores individuais e os gestores de fundos de investimentos buscam tomar as melhores decisões.

Como cada classe de ativo apresenta comportamentos diferentes, conhecê-los é fundamental para formar uma carteira que gere rendimento de acordo com o perfil e objetivos de cada um.

Cada perfil de investidor deverá priorizar um tipo específico de classe de ativos.

Aqueles que são mais arrojados, e que preferem correr maiores riscos em busca de retornos elevados, irão preferir classes de ativos mais voláteis.

Já os agentes mais conservadores, que optam pela segurança, tendem a escolher classes de ativos menos voláteis mas com retornos garantidos, embora menores.

Tipos de classes de ativos

No mercado financeiro e de capitais existem várias classes de ativos, com características diversas que permitem os investidores formar carteiras diversificadas e que atendam perfeitamente seus perfis de investidor.

Renda Fixa

Ativos de renda fixa são títulos que pagam certa remuneração ao investidor em forma de juros com duração de tempo pré-determinado.

A remuneração pode ser determinada no momento de aplicação (títulos pré-fixados) ou no momento do seu vencimento (títulos pós-fixados). 

Via de regra, no momento da emissão do título é estabelecido o prazo do seu vencimento.

Os títulos de renda fixa podem ser emitidos tanto por entidades privadas, como empresas e bancos, nos formatos de LCI, LCA, CDB e Debêntures, como também pelo governo (títulos públicos).

Mais informações sobre renda fixa podem ser encontradas aqui.

Renda Variável – Ações

Ações são valores mobiliários emitidos por sociedades anônimas (S/A) e representam uma fração mínima do seu capital social. 

Em outras palavras, são títulos de propriedade que conferem a seus detentores (acionistas) a participação na sociedade da empresa.

As ações costumam apresentar volatilidade bem superior à média dos títulos de renda fixa. 

Isso pois, as ações são negociadas em Bolsa de Valores, cujo valor do ativo oscila a todo momento, a depender da quantidade de ofertas de venda e compra. 

As ações, portanto, formam uma classe de ativos com risco maior do que a classe de renda fixa. Por outro lado, as ações permitem ao investidor ter um retorno maior.

Caso queira saber mais sobre ações, aqui temos tudo o que você precisa saber para iniciar seus investimentos.

Ativos monetários

A classe de ativos monetários nada mais é do que a posse de moedas, seja nacional (Real), ou estrangeiras (Dólar, Euro, Iene, etc).

Investimento em ativos monetários apresenta algumas das características das ações.

Apresentam volatilidade semelhante, têm seus preços determinados pelas ofertas de compra e venda no mercado financeiro, apresentam maior risco em relação aos ativos de renda variável.

Entretanto, a diferença são os fundamentos por trás do seu valor. 

Enquanto as ações são desejadas por fatores relacionados aos seus negócios, as moedas são exclusivamente afetadas por questões de política econômica (monetária e fiscal) dos países.

Derivativos

O derivativo é uma classe de ativos que tem como característica principal o fato do seu valor derivar da volatilidade de um outro ativo.

Na prática, o valor dos derivativos vai depender do valor do ativo de referência.

Como o nome indica, ela engloba ativos que derivam de outros e, portanto, seu desempenho está atrelado ao que acontece com o ativo principal. 

Os derivativos são muito utilizados como forma de proteção, mas também especulação.

Contratos futuros e opções são ativos pertencentes à classe de derivativos.

São ativos de maior nível de risco, acima inclusive das ações.

Nesta classe de ativos, o investidor pode ter ganhos astronômicos como também perder todo o capital aplicado.

Para aprender mais sobre derivativos, basta acessar este link.

Ativos imobiliários

A classe de ativos imobiliários são todos aqueles que têm o seu valor e sua renda atrelada a algum imóvel.

Esta classe é composta basicamente de Fundos Imobiliários (FIIs) e os próprios imóveis.

Apesar de parecerem bem diferentes, os dois estão vinculados pelas regras bem particulares do mercado de imóveis.

Quer investir no mercado imobiliário? Aqui você verá tudo o que precisa saber.

Commodities

Commodities é uma classe de ativos que tem como característica ser formado por ativos concretos, não papéis. 

As commodities apresentam vários tipos: agrícolas, pecuárias, minerais.

Outra característica das commodities é que são produtos que servem como unisinos na produção de vários bens industriais.

Caso tenha se interessado, aqui tem mais informações  mais sobre o mercado de commodities.

É importante ter em mente, que a separação feita aqui é apenas uma demonstração de como podemos separar os vários produtos em classes de ativos diferentes.

Ou seja, nada impede que outras formas de classificação existam e sejam utilizadas para a administração dos investimentos.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE