O que são ciências contábeis
SIMULE AGORA

Ciências Contábeis

O que são ciências contábeis. Significado, conceito, para que serve e como funciona.

O que são ciências contábeis?

As ciências contábeis são uma das áreas responsáveis por organizar e cuidar das finanças, seja de uma organização ou de uma pessoa física.

O profissional responsável por atuar no ramo de ciências contábeis é chamado de contador.

O contador faz todo o monitoramento e registro dos negócios, como as compras, as dívidas, os recebimentos das vendas, os investimentos e aplicações financeiras.

À esse exercício se dá o nome de demonstração contábil.

É a partir da demonstração contábil que é possível ter conhecimento do resultado financeiro de uma atividade (lucro ou prejuízo) e do valor do patrimônio possuído pela organização o u pessoa física.

Banner will be placed here

O que faz um contador

No geral, as ciências contábeis trata das demandas relacionadas às movimentações financeiras

É de responsabilidade do contador registrar todas as movimentações financeiras, escrever relatórios e elaborar o demonstrativo contábil da organização.

Entre as atividades relacionadas estão: 

  • prestação de contas;
  • escrituração fiscal e contábil;
  • registros de transações financeiras;
  • cálculos de impostos;
  • elaboração de demonstrativos financeiros e balancetes;
  • acompanhamento de contas, receitas, despesas, análise de contas patrimoniais, entre outras.

As ciências contábeis também podem ajudar a traçar planos de investimento e replanejar a estratégia da empresa, diante de alguma dificuldade financeira. 

Suas ações podem interpretar os eventos econômicos e fornecer informações aos dirigentes da companhia para a tomada de decisões.

O contador pode atuar em vários tipos de negócios. Pode trabalhar em uma determinada empresa, banco, órgão governamental ou com alguma pessoa física.

Ele também pode abrir seu próprio escritório de contabilidade, auxiliando pequenas e médias empresas que terceirizam o setor contábil ou ajudando pessoas a abrir seu próprio negócio. 

Para exercer a atividade, o profissional precisa estar registrado no Conselho Regional de Contabilidade do seu respectivo estado.

Como funciona a contabilidade?

Para  registrar as movimentações financeiras e patrimoniais, por meio da demonstração contábil, o contador precisa fazer uso de alguns documentos.

Os principais são:

  • Balanço Patrimonial (BP);
  • Demonstração de Resultado de Exercício (DRE);
  • Demonstração de Fluxo de Caixa (DFC).

Balanço Patrimonial:

O Balanço Patrimonial é o demonstrativo contábil mais utilizado. 

Nele, são agregadas resumidamente informações sobre todos os ativos e passivos da empresa. Ou seja, todos os bens e direitos a receber, como também as dívidas e obrigações a pagar.

No Balanço Patrimonial o lado dos ativos são divididos entre circulantes e não circulantes. 

A diferenciação entre as duas categorias se dá no prazo de liquidez. 

O ativo circulante é ligado aos valores a serem recebidos dentro do exercício financeiro em vigor. Já o não circulante está ligado aos direitos a serem recebidos em longo prazo.

Nos lado dos passivos são registradas as informações acerca das obrigações financeiras da empresa com terceiros, como parcelas a pagar aos fornecedores e empréstimos. 

Da mesma forma que ocorre com os ativos, os passivos são categorizados como circulantes e não circulantes.

Por fim, há também o registro das informações sobre o Patrimônio Líquido.

Neste, deve ser explicado qual é o capital social da empresa, sendo esse o investimento inicial dos sócios e suas reservas de lucro.

Demonstração de Resultado de Exercício

O DRE é uma outra forma de registro das atividades financeiras. Nele é mostrado qual a situação e a relação entre receitas e despesas no período de um ano.

A estrutura do DRE é dada da seguinte forma: a primeira parte deve mostrar a receita bruta, enquanto o resto do demonstrativo vai listar todas as deduções na receita.

Estas deduções são, por exemplo, os impostos, pagamentos aos fornecedores, parcelas de empréstimos, contas etc.

Neste caso, se pega tudo o que será deduzido da receita bruta até chegar ao resultado final, que poderá ser de lucro ou prejuízo. 

Demonstrativo de Fluxo de Caixa

O Demonstrativo de Fluxo de Caixa é um demonstrativo voltado a informar sobre todas as entradas e saídas do dinheiro que circula no caixa da empresa durante um ano.

A maior utilidade desse registro é informar de forma clara como a empresa tem empregado seus recursos. 

A diferença do DFC e do DRE é que o primeiro mensura os recursos que efetivamente entram e saem do caixa da empresa, enquanto o segundo registra o regime de competência.

Ou seja, o DRE registra as receitas e rendimentos, custos, despesas, encargos e perdas independente da sua realização em moeda.

Já o DFC regista estas contas que foram efetivamente realizadas.

No geral, a análise tanto do BP, quanto do DRE e do DFC é fundamental para o investidor. 

A contabilidade permite extrair informações importantíssimas que poderão ser utilizadas para encontrar o valor justo de uma ação, a partir da análise fundamentalista.

Quer aprender um pouco sobre análise fundamentalista? Temos um material excelente para quem quer iniciar seus investimentos em ações.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE