O que é Cheque de Oferta?

O choque de oferta é um acontecimento que está relacionado com o fornecimento de mercadorias ou serviços, ligado diretamente aos custos e preços das empresas.

O choque pode ser positivo ou negativo, determinado por vários fatores que analisaremos ao decorrer do texto, e ocasiona o deslocamento da curva de oferta agregada

Podemos definir oferta agregada como o total de bens e serviços que todas as empresas do país estão dispostas a produzir em determinados níveis de preços.

Normalmente a oferta agregada aumenta em decorrência do aumento da demanda agregada

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Portanto, o choque de oferta é uma situação em que a curva de oferta se desloca para a direita ou para a esquerda, acarretando alteração no nível de preço e produção.

Alterações na economia

Primeiramente precisamos entender o que é a curva de oferta agregada, mais conhecida como curva AO.

A curva AO é positivamente inclinada e cruza com curva de demanda agregada (DA), que é negativamente inclinada.

O ponto em que as duas curvas se encontram (ponto de intercessão) é caracterizado como ponto de equilíbrio entre produção e nível de preço.

Um choque de oferta positivo acarreta no deslocamento da curva de oferta agregada para a direita, aumentando a produção e diminuindo o nível dos preços.

Por outro lado, um choque de oferta negativo, acarreta no deslocamento da curva AO para a esquerda, diminuindo a produção e aumentando o nível dos preços.

Como acontecem os choques de oferta?

Na sequência, apresentaremos alguns exemplos que podem ocasionar os choques de oferta positivamente (deslocando a AO para direita) ou negativamente (deslocando a AO para esquerda).

Podemos citar o aumento da produtividade como um exemplo de choque de oferta positivo.

Ou seja, com o ganho de produtividade a produção irá crescer sem modificação no número de trabalhadores e no tempo de trabalho.

Tal fato, como já vimos, irá deslocar a curva AO para direita, aumentando a produção e diminuindo o nível de preço. Ou seja, as empresas produzirão maiores quantidades a cada nível de preço.

Por outro lado, um exemplo de choque de oferta negativo pode ser causado por alterações nos preços dos insumos.

Ou seja, o aumento do preço de algum insumo pode desencorajar a produção, devido às perspectivas de quedas nos lucros.

Portanto, quando há um aumento no preço de algum insumo necessário para a produção de um determinado bem, a curva AO se desloca para a esquerda.

Isso significa uma mudança no ponto de equilíbrio, acarretando em um aumento de preços para cada nível de produção.

Portanto, podemos concluir que existem vários motivos que causam choques de ofertas e, esses, podem ser positivos (deslocando a curva AO para direita) ou negativos (deslocando a curva AO para esquerda).

Tipos de choques de ofertas

Temos como exemplos de choques de oferta:

  • Políticas governamentais (subsídios ou aumento das cargas tributárias).
  • Aumento da produtividade.
  • Incremento tecnológico.
  • Efeitos naturais.
  • Descoberta de matéria prima.
  • Expectativa de aumento da demanda.

Para finalizar, devemos ressaltar que os choques de oferta podem ser pensados e planejados ou pode ocorrer por algo imprevisível.

Um choque de oferta planejado e positivo pode se dar pelo investimento em educação, tanto pelas empresas como pelo governo, com intuito de acarretar no aumento da produtividade dos trabalhadores.

Por outro lado, um choque negativo pode ser consequência do aumento de tributos relacionados à importação de determinadas matérias primas.

No caso de choques não previsíveis, podemos destacar a descoberta de uma nova matéria prima, que terá uma relevância positiva.

Um exemplo negativo pode ser pela ocorrência de uma tragédia natural, como terremoto, fortes chuvas, geadas, dentre outros. Esses exemplos podem afetar tanto a oferta agregada quanto a demanda agregada.