O vice-presidente da Berkshire Hathaway, Charlie Munger, aconselhou os investidores a não comprarem bitcoin. Ele acredita que a criptomoeda é muito volátil para servir bem como meio de troca. 

Munger também diz que não sabe o que é pior: Tesla (TSLA34), de Elon Musk, alcançando US$ 1 trilhão em capitalização de mercado ou o bitcoin atingindo US$ 50.000.

A declaração foi dada na durante uma entrevista na reunião anual de acionistas do Daily Journal,  a editora de jornais controlada por ele, em 24 de fevereiro.

O investidor de 97 anos e seu parceiro comercial de longa data, Warren Buffett, nunca foram fãs do Bitcoin.

Em 2017, Munger chamou a moeda digital de "uma insanidade total".

Agora, ele voltou a criticar o bitcoin descartando o recente frenesi ocasionado pela alta da criptomoeda e as chances do Bitcoin de se tornar um meio de troca.

Não acho que o bitcoin acabará sendo um meio de troca para o mundo. É muito volátil para servir bem como meio de troca.

Conselho de Munger: não compre Bitcoin ou ouro

O vice-presidente da Berkshire Hathaway também deu alguns conselhos sobre investimentos em bitcoin e ouro. Ele disse:

É realmente uma espécie de substituto artificial do ouro. E como nunca compro ouro, nunca compro bitcoin e recomendo que outras pessoas sigam minha prática.

Tesla x Bitcoin

Munger também foi questionado sobre o que ele considerava mais louco:

O preço do bitcoin chegando a US$ 50.000 ou a empresa de carros elétricos de Elon Musk, a Tesla, chegando a US$ 1 trilhão em capitalização de mercado.

Munger respondeu citando o famoso escritor inglês Samuel Johnson: “Senhor, não há como definir o ponto de precedência entre um piolho e uma pulga”.

Enfatizando que sente o mesmo em relação a essas escolhas. “Não sei o que é pior”.

A capitalização de mercado da Tesla está atualmente em US $ 655 bilhões, depois que suas ações caíram drasticamente desde a última sexta-feira. 

Já o preço do Bitcoin também caiu na última semana, mas ainda assim, a criptomoeda aumentou mais de 43% desde o início do ano.