O que é CCB?

O CCB ou Cédula de Crédito Bancário é um título de renda fixa, emitido pelos bancos aos seus clientes.

Como Saber a Hora de Entrar e Sair dos Investimentos? GI Wealth faz Gestão para Investimentos Superior a R$ 300 mil.

A emissão do CCB está vinculada a alguma operação de crédito que o banco está realizando.

Por exemplo:

a empresa XXX está buscando uma linha de crédito junto ao banco YYY. Essa linha de crédito é vendida por meio de um CCB a um investidor.

Esse investidor faz o aporte dos recursos e recebe uma quantia de remuneração mensal. Vamos supor que o banco esteja cobrando da empresa XXX 10% de juro ao ano.

Enquanto a rentabilidade do CCB oferecido ao investidor é de 5% ao ano. Em outras palavras, o banco consegue lucrar 5% ao ano, com uma operação onde não há capital próprio envolvido.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Diferenças entre o CDB e o CCB

O CCB e o CDB (Certificado de Depósito Bancário) são dois títulos emitidos pelos bancos. Ambos os papéis são considerados de renda fixa.

A primeira diferença entre os dois papéis está relacionada às garantias. Enquanto o CDB possui garantia do Fundo Garantidor de Crédito, o FGC, o CCB possui garantias vinculadas à operação de crédito.

Segundo a Lei 10.931, o CCB é obrigado a oferecer garantias reais ao investidor.

Ao invés de contar com garantia do FGC, o CCB vai contar com garantia em imóveis ou qualquer outro tipo de bem que possa ser deixado como garantia.

Além disso, os recursos recebidos através do CCB são investidos em letra do Tesouro Selic.

Assim, os recursos recebidos por meio do pagamento do devedor, são aplicados em um dos investimentos mais seguros do Brasil.

A segunda diferença fica por conta da rentabilidade. O CCB pode gerar rendimentos muito mais atraentes do que o CDB.

Esses ganhos podem ser de até 6% mais a Selic. Atualmente isso seria algo em torno de 8% ao ano.

Vantagens do CCB

Por ser um título de renda fixa, o CCB é uma boa alternativa de investimento para aqueles investidores mais conservadores.

A possibilidade de conseguir mensurar com antecedência a eventual rentabilidade é muito bom. Isso, inclusive, ajuda no planejamento financeiro da pessoa.

Outra vantagem está relacionada à rentabilidade. Com um ganho acima da média do mercado, o CCB se torna ainda mais interessante.

O fato de contar com garantias reais também é algo que pode ser considerado como uma vantagem do investimento.

Em uma situação onde o devedor está inadimplente, o banco junto do investidor podem executar a garantia e tentar tomar a posse dos bens.

Assim, o investidor não fica desamparado. Sendo que a execução das garantia pode ser feita de forma rápida, quando comparado ao processo do FGC, por exemplo.

Desvantagens do CCB

Diferente do CDB, o CCB não possui tanta liquidez e o mercado não é tão amplo. Ao menos, os bancos não oferecem o CCB aos seus clientes menores.

Como os investidores são aqueles que existem em maior quantidade no mercado, a falta de CCB acessíveis é uma desvantagem do produto.

Se a garantia real até certo ponto é interessante, a garantia oferecida pelo FGC também. É bom destacar que a garantia oferecida pelo FGC é em dinheiro.

Ou seja, se o banco vir a falir, o FGC vai cobrir até 250 mil reais em dinheiro. Já a garantia real do CCB, até pode ser executada com mais rapidez, mas, pode ser que a mesma seja um bem e não dinheiro.

Em uma situação assim, é provável que o banco ou o investidor ainda precisem vender o bem para conseguir reaver os valores.

E por último ainda temos a questão da pouca familiaridade com o produto. O CDB é um produto oferecido por todas as instituições financeiras, sendo de fácil acesso.

Já o CCB não possui tantas informações e os bancos não oferecem alternativas de fácil acesso. Isso acaba gerando uma limitação com relação ao acesso ao produto.