A exchange Binance anunciou na segunda-feira (1) uma nova criptomoeda que funciona como uma espécie de certificado de verificação de identidade.

Como Saber a Hora de Entrar e Sair dos Investimentos? GI Wealth faz Gestão para Investimentos Superior a R$ 300 mil.

Chamado de Binance Account Bound (BAB), o token será a prova de que o usuário que o detém passou pelo processo de KYC (Know Your Client, ou Conheça Seu Cliente), em que a empresa coleta dados pessoais.

O ativo digital só poderá ser emitido pelo usuário que teve a identidade verificada, que, por sua vez, poderá enviá-lo para seu endereço usado na exchange.

Inicialmente, ele estará acessível apenas por meio do aplicativo móvel da Binance.

Além de indicar que o dono da carteira teve a identidade verificada na Binance, o token BAB poderá, no futuro, ser utilizado nas finanças descentralizadas (DeFi) como meio de evitar bots em airdrops ou na emissão de NFTs.

O token BAB da Binance é uma aplicação do SoulBound Token (SBT), um novo tipo de criptoativo intransferível proposto por Vitalik Buterin, criador do Ethereum, junto com E. Glen Weyl e Puja Ohlhaver, no início deste ano.

Melhores Oportunidades do Mercado Financeiro? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização Hoje.

“O Soulbound Token desempenhará um papel significativo na maneira como as credenciais da Web 3 funcionarão em uma sociedade descentralizada. Prevemos vários casos de uso para o token BAB e colaboraremos ativamente com a comunidade para desenvolver essa visão revolucionária da sociedade descentralizada”, disse Changpeng Zhao, fundador e CEO da Binance.

Apesar da iniciativa, a Binance se vê no centro de discussões justamente em torno do seu sistema de verificação de identidade no Brasil.

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, o Banco Central suspeita que parte dos R$ 40 bilhões movimentados pela corretora em 2021 tenha ligação com o crime de lavagem de dinheiro.

Fonte: InfoMoney.