A revista Forbes inaugurou esse ano o ranking das Melhores Empresas Amigas da Mulher no Mundo avaliando aspectos como remuneração, igualdade de gênero, representação no nível executivo, apoio em projetos, entre outros.

Sabe-se que a pandemia de Covid-19 teve um grande impacto na economia, vida social e saúde, sobretudo nas mulheres em todo o mundo. 

As questões são extremamente familiares: creches inadequadas, turnos duplos na gestão do trabalho e da casa, estresse, falta de oportunidades, baixos salários. Em muitos casos, o Covid apenas ampliou esse fardo.

Segundo dados divulgados pela Forbes, as mulheres perderam mais de 64 milhões de empregos e pelo menos US$ 800 bilhões em ganhos no ano passado em todo o mundo.

Como resultado, o tempo que levará para eliminar a disparidade salarial global de gênero aumentou de 99,5 anos para 135,6 anos, de acordo com o Fórum Econômico Mundial. 

Dito isso, a revista Forbes se juntou à empresa de pesquisa de mercado Statista para identificar as empresas líderes no que diz respeito a apoiar as mulheres dentro e fora de suas forças de trabalho.

Para chegar a lista das Melhores Empresas Amigas da Mulher no Mundo  foram entrevistadas 85.000 mulheres em 40 países que foram solicitadas para avaliar seus empregadores com base em  diversos critérios como:

  • Igualdade de remuneração;
  • Licença-maternidade;
  • Promoção da igualdade de gênero;
  • Representações nos níveis executivo e conselho. 

Das 300 maiores empresas do ranking, apenas 20 são dirigidas por mulheres. 

Uma delas é a Hershey (HSHY34), que conquistou o primeiro lugar na lista das Melhores Empresas Amigas da Mulher.

A CEO Michele Buck se tornou a primeira mulher a liderar a empresa em seus 127 anos de história quando foi promovida ao cargo mais importante em 2017.

Hoje, as mulheres representam 42% do conselho de negócios da companhia na Pensilvânia. 

Até 2025, a meta é aumentar o percentual de mulheres na força de trabalho para 50% e na liderança para 42%, ante os atuais 48% e 37%. 

Depois de alcançar a igualdade de remuneração nos Estados Unidos em 2020, Alicia Petross, diretora de diversidade da Hershey, diz que a empresa agora tem como objetivo reduzir a disparidade salarial globalmente.  

“Estou muito satisfeita por estarmos neste momento de igualdade de remuneração para mulheres em cargos assalariados nos EUA e também para pessoas de cor em cargos assalariados nos EUA”, disse ela à Forbes. 

“A igualdade de remuneração é um componente vital para garantir que as mulheres continuem avançando neste setor e em outros.”

Para atingir seus objetivos, a Hershey lançou, no auge da pandemia, uma iniciativa chamada Projeto Pathways, um plano para tornar seu local de trabalho e comunidades mais inclusivas, e o aplicativo HSY Care Connect. 

O produto é uma colaboração entre a equipe de recursos humanos e o grupo de recursos de negócios para mulheres e oferece recursos de creche, transporte, tutoria e assistência a idosos.

Enquanto isso, na Zoom Video Communications (Z1OM34), n° 9 na lista deste ano, a diretora de pessoal Lynne Oldham diz que a empresa de tecnologia do Vale do Silício redesenhou suas estratégias de recrutamento e contratação para reduzir o preconceito e aumentar o número de contratações de mulheres.

Dessa forma, a empresa disse ter diversificado seus canais, revisando descrições de cargos para que apresentassem linguagem inclusiva e introduzindo uniformidade em seus processos de entrevistas.

A Zoom também buscou apoiar mulheres por meio de parcerias com instituições de caridade como If Chloe Can, uma organização do Reino Unido que realiza workshops e conecta adolescentes com mentores para prepará-los para o mercado de trabalho. 

A Estée Lauder (ELCI34) é outra empresa que fez da filantropia uma prioridade. 

Desde 1989, quando Evelyn Lauder, nora do fundador da empresa, foi diagnosticada com câncer de mama, a empresa de cosméticos se  comprometeu a aumentar a conscientização e direcionar dinheiro para pesquisas.

Nas últimas três décadas a empresa doou mais de US$ 108 milhões para a causa.

Recentemente, a marca sediada em Nova York fez parceria com Amanda Gorman, a mais jovem poetisa inaugural da história dos Estados Unidos, para criar uma iniciativa de alfabetização para mulheres e meninas. 

Também se juntou à Iniciativa Cinco por 5 da Fundação das Nações Unidas, onde se compromete em alcançar metas como a igualdade de remuneração de gênero até 2023 e expandir suas oportunidades de desenvolvimento de liderança feminina. 

Sara Moss, vice-presidente da empresa, diz que já possui um programa de mentoria, além de uma força-tarefa focada na ampliação de benefícios, como atendimento a crianças e idosos, que promoverá a equidade de gênero.

“Temos a cultura, bem como a estratégia e, francamente, a evidência de que promovemos e apoiamos as mulheres”, afirma Moss, observando que 82% da força de trabalho global da empresa é feminina. 

As mulheres ocupam 59% dos cargos no nível de vice-presidente global e acima, e 44% dos assentos no conselho. 

“Isso diz às mulheres que olham para a empresa, você pode ter sucesso, você pode ser o que quiser nesta empresa, porque nós demonstramos isso. Não apenas neste ano ou no ano passado, mas ao longo da história. ”

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

Conheça as 50 primeiras empresas do ranking de Melhores Amigas da Mulher no Mundo de acordo com a Forbes:

ClassificaçãoNomeTipo de indústria
1The Hershey CompanyAlimentos, chocolates
2Southwest AirlinesTransporte aéreo
3Miele GruppeEletrodomésticos
4SkanskaConstrutora
5Citrix SystemsTI, Internet, software e serviços
6Spotify TechnologyMídia
7Merck KGaA, Darmstadt e afiliadasDrogas e Biotecnologia
8AptarGroupEmbalagens
9Zoom Video CommunicationsTI, Internet, software e serviços
10IberdrolaEnergia elétrica
11IlluminaDrogas e Biotecnologia
12VFRoupas, sapatos, equipamentos esportivos
13FlowserveEngenharia, Manufatura
14HasbroBrinquedos e jogos
15DiageoAlimentos, refrigerantes, álcool e tabaco
16HEBVarejo e atacado
17De'LonghiEngenharia, Manufatura
18International Airlines GroupTransporte e Logística
19The Estée Lauder CompaniesCosméticos 
20Salesforce.comTI, Internet, software e serviços
21TTECServiços e suprimentos empresariais
22CME GroupServiços bancários e financeiros
23EcolabServiços e suprimentos empresariais
24bioMerieuxDrogas e Biotecnologia
25Laboratoires Pierre FabreDrogas e Biotecnologia
26FielmannÓculos
27Edwards LifesciencesDrogas e Biotecnologia
28ENBWEnergia elétrica
29Booz Allen HamiltonServiços profissionais
30Blackstone GroupServiços bancários e financeiros
31American International GroupSeguradora
32ElectroluxEletrodomésticos
33GrandVisionÓtica
34SEIVATI, Internet, software e serviços
35ComericaServiços bancários e financeiros
36MaybankServiços bancários e financeiros
37CACI InternationalServiços profissionais
38Yves RocherCosméticos
39Grupa LOTOSConstrução, Operações de Petróleo e Gás, Mineração e Produtos Químicos
40Grupo ArmaniRoupas, sapatos, equipamentos esportivos
41PumaRoupas, sapatos, equipamentos esportivos
42ConocoPhillipsConstrução, Operações de Petróleo e Gás, Mineração e Produtos Químicos
43ZalandoRoupas, sapatos, equipamentos esportivos
44AAC Technologies HoldingsSemicondutores, eletrônicos, engenharia elétrica, tecnologia de hardware e equipamentos
45Boston ScientificEquipamentos e serviços de saúde
46Alexion PharmaceuticalsDrogas e Biotecnologia
47EnbridgeConstrução, Operações de Petróleo e Gás, Mineração e Produtos Químicos
48Empresas TJXRoupas, sapatos, equipamentos esportivos
49AstraZenecaDrogas e Biotecnologia
50Pitney BowesServiços e suprimentos empresariais

Fonte: Forbes