Warren Buffett é o investidor mais famoso do mundo e sua anual carta aos acionistas da Berkshire Hathaway é esperada ansiosamente pelos investidores.

Todos os anos, o megainvestidor escreve uma carta aberta aos acionistas da sua empresa.

Nos últimos 40 anos, essas cartas tornaram-se uma leitura obrigatória no mundo dos investimentos, pois fornecem insights sobre como Buffett e sua equipe pensam e gerenciam sua estratégia de investimento.

A mais recente carta aos acionistas da Berkshire Hathaway foi divulgada dia 27 de fevereiro.

O site The Motley Fool reuniu as principais lições que podemos tirar da última carta de Buffett:

1. Até os bilionários cometem erros. Aprenda com eles

Na carta aos acionistas de 2008, Buffett descreveu sua compra de US$ 433 milhões da Dexter Shoe usando ações da Berkshire como seu pior negócio de todos os tempos

Na época ele prometeu: "Cometerei mais erros no futuro. Pode apostar nisso." 

Este ano, Buffett confessou outro erro: pagar muito caro pela Precision Castparts Corp., fabricante de peças industriais e de aeronaves, em 2016.

Com a indústria aérea ainda gravemente ferida pela pandemia, a Precision demitiu cerca de 40% de seus trabalhadores no ano passado. 

O bilionário de 90 anos disse que a depreciação de quase US$ 11 bilhões que a Berkshire teve em 2020 foi o resultado de um julgamento incorreto dos ganhos futuros médios da empresa.

“Meu erro de cálculo se deu por desenvolvimentos adversos em toda a indústria aeroespacial.", disse.

A lição que fica é que até mesmo os investidores mais bem-sucedidos do mundo cometem erros e você deve aprender com eles. 

Se serve de consolo, quaisquer erros que você cometer, eles provavelmente não custarão US$ 11 bilhões.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

2. Paciência é mais importante do que sorte

Buffett é um defensor do investimento em longo prazo. Para ele, o melhor período de manutenção de uma ação é "para sempre". 

Na carta deste ano, Buffett defendeu a paciência com a negociação ativa novamente, escrevendo:

"... um macaco paciente e sensato, que constrói um portfólio jogando 50 dardos em um quadro que lista todos os S&P 500 , irá - com o tempo - aproveitar dividendos e ganhos de capital, contanto que nunca fique tentado a fazer alterações em suas 'seleções' originais.” 

Para defender a estratégia de investimento da empresa, descreve ela como um restaurante clássico.

“Na Berkshire, servimos hambúrgueres e Coca-Cola há 56 anos. Valorizamos a clientela que essa estratégia atraiu”, escreveu Buffett.

Ou seja, não espere que Buffett comece a investir em ações do momento.

Embora ele tenha mergulhado na tecnologia, com ações da Apple (AAPL34) e da Amazon (AMZO34), a maioria dos investimentos da Berkshire são em ações de "valor" de crescimento mais lento, como Chevron (CHVX34), Verizon (VERZ34), American Express (AXPB34)  e Coca-Cola.

Para ele, “é necessário deixar passar o tempo, ter calma interior, ampla diversificação e minimizar os riscos de transações e taxas”.

3. Os gestores de investimento não trabalham barato

O presidente da Berkshire há muito tempo chama a atenção dos administradores de fundos por suas taxas frequentemente altas e desempenho abaixo da média. 

Na carta deste ano, Buffett lembrou aos investidores que, ao contrário de seu macaco paciente e sensato, "os moradores de Wall Street não trabalham por amendoim".

Mais de uma década atrás, Buffett fez uma aposta de US$ 1 milhão com a indústria de fundos de hedge que um simples fundo de índice S&P 500 poderia superar uma carteira escolhida a dedo em 10 anos. 

Ele ganhou oficialmente a aposta em 2017.

Seu argumento era que, embora os gestores de fundos possam vencer o mercado em um determinado ano, o desempenho de longo prazo não é suficiente para justificar as taxas que corroem os retornos.

4. Você não ganha pontos extras por dificuldade

Buffett se preocupa em ter participação em grandes empresas, mas não dá a mínima para controlá-las. 

Ele escreveu que ele e o vice-presidente da Berkshire, Charlie Munger, continuarão colocando o dinheiro dos investidores para trabalhar da maneira que fizer sentido e quanto menos esforço, melhor.

“Em contraste com o sistema de pontuação utilizado em competições de mergulho, você não recebe pontos em empreendimentos de negócios por 'grau de dificuldade'”, escreveu ele. 

O Oráculo de Omaha também disse que não investe em negócios difíceis de entender.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

Assembleia anual de acionistas da Berkshire Hathaway

Na carta, Buffett também revelou que a assembleia anual de acionistas da Berkshire Hathaway em 1º de maio, será transmitida ao vivo de Los Angeles.

Normalmente o evento é realizado na cidade natal de Buffett, Omaha, Nebraska. Esse ano, a mudança de local é para que o vice-presidente Charlie Munger, que mora no sul da Califórnia, possa comparecer.

Munger, de 97 anos, não compareceu à reunião virtual de acionistas do ano passado devido à pandemia de Covid-19.