10 Hábitos Ruins que te Deixam Sem Dinheiro
SIMULE AGORA
|

10 Hábitos Ruins que te Deixam Sem Dinheiro

Não seja vitima desses maus hábitos financeiros.

Por
Atualizado em 18/08/2021

Grandes ou pequenos, alguns hábitos podem destruir um plano financeiro sólido e deixar sem dinheiro até mesmo os poupadores inteligentes. 

Para evitar o remorso e a culpa por negligenciar suas finanças, você precisa saber quais hábitos podem estar custando caro para sua vida financeira.

Para te ajudar a identificar e reduzir esses gastos, o site GoBankingRates fez uma lista dos  10 hábitos ruins que você pode estar esquecendo de considerar no seu plano financeiro.

Presumir que a vida será sempre como é hoje

Não planejar o futuro é um dos piores hábitos que podem sabotar sua vida financeira.

Se as coisas estão boas, é fácil presumir que a vida sempre será tão tranquila quanto é hoje, mas, para algumas pessoas, esse não será o caso. 

Se você não se planeja para as desvantagens da vida, você não deixa espaço para erros, eventos inesperados ou emergências, e isso pode prejudicar seu orçamento.

Por isso, é preciso sempre deixar uma reserva financeira para imprevistos.

Agora, se as coisas não vão bem, você também não deve presumir que sempre será ruim e difícil.

Faça o que precisa ser feito, mas mude sua mentalidade financeira para atrair coisas boas.

Se está ruim agora, além de mais planejamento e trabalho, a mudança de mindset ajudará na sua prosperidade.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Aplicativos de celular

Na lista de coisas hábitos ruins que desperdiçam dinheiro, os aplicativos de smartphone são um grande problema. 

As compras dentro dos aplicativos parecem baratas, mas podem ser uma bola de neve, especialmente se você tiver filhos que estão aumentando o preço total de compra ou a frequência.

Considere downloads de aplicativos gratuitos ou limite-se a um orçamento mensal de aplicativos.

Taxas bancárias

Muitas taxas bancárias podem ser evitadas, portanto, não há razão para pagá-las.

Em vez disso, encontre uma instituição financeira que permita evitar certas taxas, como manutenção de conta, transferências e anuidade de cartão de crédito.

O valor mensal pode não parecer alto, mas experimente pagar todo mês e verá que se torna um valor considerável que você pode evitar.

Cartões de crédito de loja

As lojas de varejo são famosas por oferecer um desconto em uma compra inicial se você se inscrever para o cartão da loja. 

Embora aquele desconto de 10 ou 20% possa parecer ótimo quando você está na fila do caixa, inscrever-se está longe de ser uma boa ideia.

A loja oferece esse desconto porque sabe que a maioria de seus clientes vai gastar mais do que pode e não vai pagar a fatura do cartão. Dessa forma, eles vão compensar o desconto e muito mais no pagamento de juros.

Portanto, cuidado para não cair na tentação de fazer esses cartões, principalmente se você sabe que corre o risco de não usá-los bem.

Banner will be placed here

Cheque especial

A falta de educação financeira faz com que as pessoas utilizem o cheque especial de forma equivocada, mas isso se torna uma dívida bem cara.

O cheque especial nada mais é do que aquele limite de crédito pré-aprovado disponibilizado em conta corrente e que é utilizado sempre que não houver saldo suficiente para pagamento de contas.

De acordo com o Banco Central, ao longo do ano de 2018, 19,5% do total de usuários do cheque especial utilizaram a modalidade de crédito em todos os doze meses do ano. Mais de 50% tomaram esse crédito em mais de seis meses. 

Entrar no cheque especial pode ser uma bola de neve. Portanto, sempre faça um planejamento financeiro e não use essa modalidade de crédito.

Pagar academia que não usa

Sua assinatura em uma academia não é um bom negócio se você não a estiver usando de fato. 

Atrair membros que não vão realmente malhar é um movimento estratégico de muitos proprietários de academias, de acordo com o Planet Money da NPR.

A maioria das academias da Planet Fitness, por exemplo, pode acomodar cerca de 300 pessoas, mas a localização média tem 6.000 membros, relatou o programa. 

A razão pela qual esse modelo de negócios funciona é porque apenas uma pequena fração dos membros usa as instalações regularmente.

O segredo é conhecer a si mesmo. Se você não vai malhar, não se inscreva para pagar a academia.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Não ter plano de saúde

“Os jovens, especialmente os homens, muitas vezes pensam que são invencíveis e não precisam de seguro saúde”, disse Steven Fox, planejador financeiro da Next Gen Financial Planning em San Diego. 

“No entanto, tragédias inesperadas como um acidente de carro ou lesão esportiva podem resultar em reveses financeiros significativos além de outros problemas.”

Independentemente da idade, não ter seguro saúde pode sair caro, mais caro que o plano, já que você terá que pagar do próprio bolso se precisar de cuidados médicos mais específicos.

Esse hábito pode ser ainda pior se você não tiver um fundo de emergência.

Não Manter um Fundo de Emergência

Sem uma reserva de emergência é fácil se endividar e arruinar um orçamento planejado se o carro quebrar, estourar um cano ou acontecer qualquer outro imprevisto.

Ter uma reserva de três a seis meses de despesas pode manter seu plano em vigor quando ocorrerem eventos inesperados.

Acompanhar os vizinhos

Tentar acompanhar as aparências e corresponder aos padrões de gastos financeiros das pessoas ao seu redor é uma receita para o desastre.

“As pessoas geralmente pensam que gastam menos do que realmente gastam”, disse Chad Smith, CFP e sócio da Financial Symmetry em Raleigh, Carolina do Norte. “Comprar casas maiores, carros e outros ‘brinquedos’ pode facilmente ultrapassar as metas de gastos originalmente assumidas nos planos financeiros.”

Por isso, mantenha um padrão de vida abaixo do que realmente pode gastar e não se importe com o que os outros estão fazendo, pois você está comprometido a economizar e investir para seus objetivos.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Pagar-se por último

Investir o que sobra é um dos piores hábitos que impedem você de atingir a independência financeira.

Além de colocar sua vida financeira e seu futuro em último lugar, geralmente não vai “sobrar”. Ao deixar aquele dinheiro parado você tende a gastar mais porque sente que “tem dinheiro” para isso.

Para mudar de vez esse hábito ruim, sempre pague-se primeiro. Assim que o dinheiro cai na sua conta, destine uma parcela para seus investimentos.
Saiba como dar os primeiros passos para uma vida financeira mais saudável baixando grátis o e-book Como Investir Começando do Zero.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE