O que é Política Cambial

Política Cambial é um instrumento político, utilizado pelo Banco Central, para determinar as relações financeiras e comerciais entre o Brasil e outros países.

Através de Política Cambial, é possível determinar se a nossa atual moeda, o Real, está valorizada ou não perante uma moeda padrão, que serve como referência.

Desde o Acordo de Bretton Woods, de 1944, a moeda padrão, utilizada no sistema internacional financeiro, por parte dos países capitalistas, é o dólar norte-americano

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

História de Política Cambial 

Desde o final da Segunda Guerra Mundial, surgiu a necessidade de recuperar as relações entre países, já que o cenário pós-guerra, especialmente dos países envolvidos nela, estava desgastado.

Assim, os países do Ocidente, especialmente as grandes potências capitalistas, buscavam sua reordenação, pretendo fechar acordos comerciais e criar instituições que facilitassem o sistema financeiro internacional.

O intuito era desestimular a arbitrariedade na fixação de Política Cambial, de interesses unilaterais, pois, assim, incentivou-se e restaurou a confiança entre países, em suas transações cambiais. 

Até esse momento, as transações internacionais financeiras baseavam-se na conversibilidade através do ouro em moedas, e/ou nas cotações através das libras esterlinas - moeda do Reino Unido.

Então, nesse período, com o Acordo de Bretton Woods, em 1944, iniciou-se o padrão do sistema de conversibilidade internacional, cuja moeda padrão tornou-se o dólar norte-americano.

A partir de então, a base de todas as transações internacionais é contabilizada em dólar, iniciando-se um novo marco econômico mundial, através da internacionalização das economias nacionais.

Dessa forma, os países capitalistas e suas economias passaram a ter grande influência das oscilações da economia dos Estados Unidos da América, tornando-se, em grande parte, dependentes desse câmbio.

A moeda norte-americana se tornou, e ainda é, uma das mais fortes, pois, além de ser padrão internacional nas transações financeiras, acabou se tornando segura, sempre sendo o foco dos investidores. 

Por outro lado, os países, como o Brasil, têm certa autonomia para compensar efeitos inesperados das suas economias.

Podem fixar a taxa cambial, sendo âncora cambial, ou seja, encontrando uma forma de manter o câmbio artificialmente, de forma que valorize ou não sua moeda nacional, a depender do objetivo.

Caso um país queira, por exemplo, investir em maquinário que não exista em seu território, visando melhorias em infraestrutura, pode manter seu câmbio artificialmente.

Assim, os produtos importados ficarão com um melhor preço de compra, o que acaba desvalorizando os produtos nacionais, pois ficam mais caros, desestimulando a compra destes.

Características de Política Cambial 

Política Cambial engloba vários mecanismos que interferem nas relações comerciais e financeiras dos países capitalistas.

Investidores podem investir em Fundo Cambial, sendo uma forma de buscar proteção de patrimônio a partir das variações das moedas estrangeiras.

Há várias medidas de Política Cambial que podem conter efeitos indesejáveis, e que podem auxiliar nas transações comerciais e financeiras entre países.

Um dos modos de realizar isso é através de âncora cambial, operação na qual a taxa de câmbio é fixada, de forma artificial, para cumprir um objetivo que determinado país tem na época.

Política Cambial tem três tipos de políticas diferentes, em relação ao mecanismo de âncora cambial:

  • Ca^mbio fixo;
  • Câmbio flutuante;
  • Banda cambial.

Câmbio fixo é uma forma, determinada pelo Banco Central, de fixar uma dada taxa de câmbio em um valor determinado.

Seu uso é benéfico para que se estabeleça uma cotação monetária em um certo valor, conforme a Política Cambial considere interessante para o cenário do país no momento.

Câmbio flutuante é a variação de Política Cambial, de forma que oscile conforme a oferta e a demanda da moeda em questão no sistema financeiro. 

O valor dessa variação, no caso do Real, é livre e relaciona-se com a quantidade de dólar que há na economia em determinada época.

Por fim, Banda cambial pode ser definida como um câmbio misto. O valor da moeda do país é determinado assim como no Câmbio flutuante

Mas também há a possibilidade de fazer uma previsão futura deste valor, com intuito de saber em qual valor pode chegar.