O que são ADR e Como Investir em Ações Brasileiras no EUA
| ,

O que são ADRs e Como Investir em Ações Brasileiras no EUA

Saber o que são ADR e como como funciona, vai permitir que você investir em ações brasileiras na bolsa americana.

Por
Atualizado em 04/06/2020

As Blue chips brasileiras são negociadas nas bolsas americanas como ADR – American Depositary Receipt, em português, Recibos Depositários Americanos.

Ações como Vale, Petrobras, Gerdau, Itaú Unibanco, Bradesco e outros destaques da Bolsa de Valores brasileira podem ser adquiridas pelo investidor americano diretamente na Bolsa do seu país. 

Resumidamente, os ADRs são uma forma simplificada para empresas estrangeiras entrarem no mercado financeiro mais importante do mundo, o americano.

Para as empresas estrangeiras, o ADR é uma forma de aumentarem a captação de recursos e ganharem visibilidade.

Para os investidores dos Estados Unidos, a possibilidade comprar e vender ações de vários países e diversificar sua carteira.

O desempenho do índice de ADR reflete no mercado nacional e vice-versa, para não haver descompasso entre os valores negociados nas ações no Brasil e EUA.

Então, você está pronto para saber o que são ADR e como investir em ações nos EUA?

Leia até o final e descubra as vantagens e os riscos das ADRs.

O que são ADRs

ADR (American Depositary Receipt) é um recibo de ações emitido nos Estados Unidos e lastreado em ações de empresas estrangeiras.

Os Recibos Depositários Americanos foram criados em 1927 para que empresas estrangeiras pudessem participar das grandes Bolsas dos Estados Unidos.

Por sua vez, os investidores americanos conseguem comprar mais facilmente ações de outros países.

Não sendo necessário realizar transações em moedas estrangeiras nem abrir conta em corretoras fora dos EUA para investir em ações estrangeiras.

As ações ADRs são títulos americanos negociados em dólares que pagam dividendos também em dólares americanos e proporcionam transparência através da disponibilização de materiais da Companhia em inglês.

Banner will be placed here

Como Funciona as ADR

Os ADRs são títulos americanos vinculados a empresas estrangeiras que surgiram para facilitar a compra de ações de outros países.

Para que as ações de uma empresa brasileira, por exemplo, sejam negociadas nas bolsas dos Estados Unidos, elas precisam ser emitidas em forma de ADRs.

Os ADRs, por sua vez, são negociados como qualquer outra ação americana.

De modo que investidores estadunidenses conseguem investir na Bolsa de Valores brasileira, indiretamente ao comprar um ADR da Petrobras (PETR4), da Vale (VALE3) e outras grandes empresas brasileiras.

Para isso, bancos americanos compram um lote de ações, agrupam e emitem o ADR na New York Stock Exchange (NYSE), na American Stock Exchange (AMEX) e Nasdaq.

Veja passo a passo como um ADR é emitido:

  • Um banco nacional compra as ações de determinada empresa e fica comprometida pela sua custódia dessas ações;
  • Uma instituição financeira americana compra em grande quantidade essas ações dos bancos nacionais;
  • Nos EUA, essas ações são agrupadas em lotes e se transformam em títulos (ADRs) emitidos pela instituição americana, a qual fica responsável por intermediar e circular os recibos;
  • Os ADRs são lançados nas bolsas americanas.

As empresas estrangeiras, por sua vez, se comprometem em fornecer informações detalhadas sobre suas finanças em inglês, tornando a aquisição mais transparente para os investidores americanos.

Uma vez nas bolsas americanas, os ADRs são negociados como qualquer ação comum. 

Tipos de ADR

Existem três tipos de ADR que diferem por requisitos burocráticos e impactos na liquidez. Veja mais detalhes de cada um a seguir.

ADR Nível 1

O nível I é o tipo mais básico de ADR e possui menos exigências da Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos (Securities and Exchange Commission – SEC).

Esse tipo de ADR é negociado em mercado de balcão norte-americano e a empresa não precisa registrar o produto na SEC nem lançar novas ações no mercado.

ADR Nível 2

ADRs Nível 2 têm um pouco mais de exigência sendo necessário que o produto seja registrado nos órgãos reguladores

Apesar de não ser obrigada a lançar novas ações no mercado, a empresa é obrigada a divulgar suas informações financeiras ao banco depositário.

Estas devem estar de acordo com os US GAAP – United States Generally Accepted Accounting Principles e alinhadas com o padrão da SEC.

A negociação é realizada nas bolsas de valores dos Estados Unidos e costuma ter mais um volume maior de negociações do que o tipo anterior.

ADR Nível 3

O nível III é o mais prestigiado e capaz de levantar maior capital e visibilidade no mercado financeiro dos EUA.

Suas características se diferem do nível II pela necessidade de realizar um IPO (Initial Public Offering) no mercado norte-americano.

Ou seja, para ter um ADR de nível 3, a empresa precisa lançar novas ações no mercado através de uma oferta pública na bolsa.

Qual a Diferença entre ADR e BDR?

O funcionamento do ADR e BDR é semelhante. Ambos são certificados de ações estrangeiras emitidos como títulos.

Enquanto um ADR permite que investidores estadunidenses invistam facilmente em ações de empresas de fora dos Estados Unidos, no Brasil temos algo parecido, o BDR.

No mercado brasileiro são emitidos os BDRs – Brazilian Depositary Receipts, ou Recibos Depositários Brasileiros, que possibilitam ao investidor brasileiro investir em ações estrangeiras direto na B3.

Ou seja, a diferença entre ADR e BDR é somente o mercado de atuação de cada um.

Enquanto o primeiro serve ao investidor americano, o segundo está listado na bolsa brasileira.

Alguns exemplos de BDRs são: Apple (AAPL34), Microsoft (MSFT34) e Coca-Cola (COCA34).

ADR Patrocinado e ADR Não-Patrocinado

Além dos 3 níveis de ADRs eles também podem ser do tipo patrocinado ou não-patrocinado.

O ADR patrocinado é emitido em comum acordo entre o banco emissor do ADR e a empresa estrangeira cuja ação será negociada.

Nesse caso, a companhia faz um contrato diretamente com o banco depositário dos EUA e paga os custos de emissão, distribuição e demais serviços.

Os ADRs patrocinados estão em nível de conformidade com as regras da SEC e das normas contábeis americanas.

Como podem ser listados nas principais bolsas de valores americanas, são considerados mais seguros e possuem maior liquidez.

Os ADRs não-patrocinados são emitidos sem envolvimento, participação ou permissão da empresa estrangeira.

Desse modo, podem ser iniciados por qualquer instituição que deseja estabelecer um mercado de negociação nos EUA.

Inclusive, pode haver mais de um ADR de uma mesma empresa emitidos por diferentes bancos, o que não ocorre com os ADRs patrocinados.

Outra diferença é que os ADRs não patrocinados são negociados apenas no mercado de balcão.

ADRs Brasileiras na Bolsa Americana

O investidor americano pode investir nas principais empresas brasileiras por meio dos títulos ADRs emitidos por instituições americanas e disponibilizados nas Bolsas dos Estados Unidos.

Ambev (ABEV3), Bradesco (BBDC4), Gerdau (GOAU4), Petrobras (PETR4), Vale (VALE3), Itaú (ITUB4) são algumas das empresas brasileiras que têm ativos disponíveis nas grandes bolsas de valores americanas.

Empresas de diversos países possuem ADRs em negociação nos Estados Unidos, mas o Brasil ocupa lugar de destaque como um dos principais fornecedores de ADRs para o mercado americano. 

Das mais de 3.000 empresas estrangeiras listadas nas bolsas dos EUA cerca de 30 são brasileiras, com papéis movimentando uma média de 1,3 bilhão de dólares por dia.

Algumas empresas brasileiras inclusive estão abrindo capital apenas na bolsa americana, como o IPO da XP, maior corretora de valores da América do Sul, porém é possível comprar essas ações direto nos EUA.

Das ADRs brasileiras mais negociadas a Vale apresenta o maior volume diário, seguida da Petrobras.

O Itaú Unibanco (ITUB4) é a terceira, a Ambev (ABEV3) com a quarta posição e Bradesco (BBDC4) na quinta.

Desde 2017, 8 empresas brasileiras decidiram abrir capital no mercado acionário norte-americano, sendo duas este ano, em 2019 a última foi a corretora de valores XP, que abriu capital na Nasdaq.

A aposta nos mercados internacionais, sobretudo nos Estados Unidos, visa uma melhor arrecadação em um mercado já consolidado e com maior volume de negociações.

Banner will be placed here

Vantagens do ADR

Os ADRs trazem vantagens tanto para os investidores americanos quanto para as empresas estrangeiras que têm suas ações negociadas no mercado norte-americano de renda variável.

Para os investidores americanos

Para os investidores americanos, investir em ADR é uma maneira fácil e barata de comprar ações de empresas estrangeiras e diversificar seus ativos.

Como são negociadas dentro do próprio país, nas bolsas americanas, os custos e a burocracia para investir do exterior são menores.

Dessa forma, não precisa converter moeda, enviar dinheiro para o exterior, abrir conta em corretora estrangeira.

Há também a maior segurança jurídica, uma vez que as empresas estrangeiras precisam se submeter à legislação financeira americana. 

Para as empresas estrangeiras

Através do mercado de ADRs as empresas estrangeiras têm acesso ao maior mercado financeiro do mundo, os Estados Unidos.

Com a maior quantidade de investidores, a possibilidade de captação de recursos também aumenta.

Em relação ao mercado brasileiro, o mercado de ações dos EUA oferece uma maior liquidez, o acesso a fundos específicos e avaliação da empresa em dólar.

Há também a exigência de um volume menor de ações em circulação (free float) e a possibilidade de ter ações com poder de voto especial.

Desvantagens do ADR

Mesmo com todas as vantagens do ADR, as empresas que desejam ingressar no mercado de ações dos EUA devem considerar algumas questões.

Em geral, abrir capital nos EUA é mais caro do que no Brasil. Enquanto por aqui, os custos com a operação variam de 2,5% a 5,6% do volume captado, no mercado americano esse percentual vai de 4% a 11,7%.

Outra desvantagem para as empresas estrangeiras são os requisitos burocráticos.

Embora o ADR nível I ser menos exigente, muitos investidores não compram esses produtos justamente pela falta de registro.

Uma limitação dos ADRs para os investidores é que nem todas as empresas estrangeiras estão disponíveis para investir no mercado americano.

Riscos do ADR

Além dos riscos tradicionais de qualquer investimento, os ADRs possuem alguns dos riscos específicos a considerar:

Risco Político

O risco político se refere à possibilidade de que medidas do governo de um determinado país impactem negativamente os investimentos realizados, tais como alterações na regulamentação, tributação, entre outros.

Se o país de origem do ADR possui um governo instável, novas regras e a própria relação do país com os EUA podem afetar diretamente os ativos.

Risco Cambial

O risco cambial diz respeito à variação do câmbio. Dessa forma, se a moeda do país de origem do ADR for desvalorizada, isso afetará o investimento.

Isso acontece porque como o ADR representa uma empresa estrangeira, seu desempenho está ligado à moeda daquele país.

Risco Inflacionário

A inflação pode corroer os lucros dos investimentos. Esse risco é uma consequência do risco cambial.

Se a moeda do país de origem da empresa está instável, a inflação (IPCA) diminui o poder de compra no país e o ativo pode se desvalorizar.

Como é Formado o Preço dos ADRs

O preço do ADR no mercado é definido pelo banco americano emissor do título, também chamado de banco depositário.

É esse banco que define a proporção de ADRs por ação, ou seja, quantos ADRs nos EUA equivalem a uma ação da empresa no país de origem.

Dessa forma, é possível se estabelecer um preço alto para torná-lo substancial, ou mais baixo para torná-lo acessível a pequenos investidores.

Se as ações no país de origem valem pouco, cada ADR representa várias ações.

Dessa forma, cada ADR pode representar uma ação, um lote de várias ações, ou até mesmo uma fração daquela ação.

Por exemplo, uma ação que no Brasil, custa US$ 100, pode ser equivalente a 10 ADRs de US$ 10.

ADRs de Empresas Brasileiras nos EUA

Veja abaixo a lista das principais empresas brasileiras listadas na bolsa dos EUA, seu código no Brasil, código na bolsa americana, e a quantidade de ações por ADR.

EmpresaCódigo B3Código ADRQtd.
AmbevABEV3ABEV1
AzulAZUL4AZUL3
BradescoBBDC3 e BBDC4BBD e BBDO1
BraskemBRKM5BAK2
BRFBRFS3BRFS1
CemigCMIG3 e CMIG4CIGC e CIG1
CopelCPLE6ELP1
CPFL EnergiaCPFE3CPL2
EletrobrasELET3 e ELET6EBR e EBRB 
EmbraerEMBR3ERJ 
Fibria CeluloseFIBR3FBR1
GerdauGGBR4 GGB
GolGOLL4GOL2
Itaú UnibancoITUB4ITUB1
OiOIBR4OIBRC5
PetrobrasPETR4PBR2
Telefônica BrasilVIVT4VIV1
TimTIMP3TSU5
ValeVALE3VALE1
Banner will be placed here

Investir em ADR Vale a Pena?

O ADR é uma estratégia para investidores americanos investirem facilmente em empresas estrangeiras e diversificarem sua carteira.

Como são emitidos por bancos depositários americanos, esses títulos seguem a regulamentação local, o que representa uma segurança a mais para o investidor.

Com o ADR não é necessário converter moeda, enviar dinheiro para o exterior, abrir conta em corretora estrangeira. Esses ativos eliminam todo esse processo.

Para as empresas estrangeiras, o ADR é uma ferramenta para acessar o forte mercado norte-americano, aumentar a sua liquidez e a captação de recursos.

Existem ADRs de empresas do mundo inteiro sendo negociados no mercado acionário americano, o que possibilita uma boa alocação de ativos.

O ADR é uma opção de investimento apenas para quem já possui dinheiro nos EUA e gostaria de investir em ações brasileiras.

Para investidores residentes no Brasil, a melhor opção é investir nessas ações diretamente na Bolsa de Valores brasileira.

Para isso, basta abrir uma conta em uma das melhores corretoras de valores disponíveis.

Mas essa modalidade não é exclusiva dos Estados Unidos. Ela está presente nas bolsas do mundo inteiro facilitando o acesso dos investidores a ações estrangeiras.

No Brasil, por exemplo, existem os BDRs (Brazilian Depositary Receipts), que permitem ao investidor brasileiro investir em ações americanas diretamente do seu Home Broker.

Existe basicamente 3 formas de investir em ações nos Estados Unidos: BDRs, S&P500 e dólar.

Deixe um comentário abaixo, caso tenha alguma dúvida sobre as ADRs, BDRs ou investir em ações da bolsa de valores aqui no Brasil.

Quer Investir em Boas Ações? Baixe Grátis o Relatório com as 3 Melhores Ações para Investir Hoje.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais