O simpósio de Jackson Hole discute anualmente questões econômicas importantes enfrentadas pelas economias dos EUA e do mundo.

A conferência é esperada com ansiedade pelo mercado financeiro global já que comentários vindos do simpósio têm o potencial de afetar os mercados de ações e moedas.

O Simpósio de Jackson Hole acontece desde 1978 e é organizado pelo Federal Reserve (FED) de Kansas, um dos vários bancos centrais regionais dos EUA.

Todos os anos economistas, representantes do governo dos Estados Unidos, empresários e presidentes dos principais bancos centrais do mundo se reúnem em Jackson Hole, cidade do estado norte-americano de Wyoming para discutir questões atuais.

Mesmo sendo focada na economia dos EUA, o Simpósio de Jackson Hole acaba influenciando a economia global devido ao peso do país no cenário mundial

Por isso, a conferência é considerada a mais importante do mundo, sendo capaz de catalisar movimentos nos mercados financeiros ao redor do mundo.

Conheça mais da história do Simpósio, as questões debatidas e por que Jackson Hole é acompanhado com atenção pelos investidores.

O que é Simpósio de Jackson Hole

O Simpósio de Jackson Hole é uma conferência anual do Federal Reserve Bank de Kansas, Estados Unidos, para promover a discussão sobre questões econômicas importantes e atuais.

Realizado desde 1978, Jackson Hole é uma das conferências de bancos centrais mais antigas do mundo e se notabilizou por ser um oráculo sobre o futuro da política monetária global.

Atualmente, participantes de 70 países se reúnem anualmente na cidade norte-americana de Jackson Hole, para compartilhar suas perspectivas e experiências.

São banqueiros centrais, economistas, acadêmicos, representantes do governo dos Estados Unidos e participantes do mercado financeiro do mundo inteiro discutindo sobre os rumos da economia global.

Como funciona o Simpósio Econômico de Jackson Hole

A cada ano, o Federal Reserve Bank do Kansas seleciona um tópico específico para ser discutido no simpósio de Jackson Hole.

Os temas são escolhidos com base na sua importância para o momento político e econômico atual.

Em 2007, por exemplo, o tema foi o mercado imobiliário e a influência da política monetária que já começava a dar sinais. No ano seguinte, o colapso desse setor gerou uma das maiores crises econômicas da história.

Em 2021, o simpósio discutirá o impacto desigual da pandemia na população. 

Depois do tema pré-definido, um grupo de participantes é escolhido com base no tópico de cada ano, levando em consideração a diversidade regional, histórico e indústria. 

Em um ano típico, cerca de 120 pessoas participam do evento que possui um número de participantes limitado. 

A participação da imprensa também se limita a um grupo selecionado. Essa medida ajuda a manter o foco do simpósio e fornece transparência.

Todos os participantes do simpósio, incluindo membros da imprensa, pagam uma taxa para cobrir as despesas do evento.

Depois de receberem o tema do simpósio, os especialistas escrevem artigos que são fornecidos ao Banco Central com antecedência e apresentados no simpósio anual de política econômica.

Os trabalhos são publicados on-line no momento da apresentação junto com as transcrições completas do evento.

Qualquer pessoa poderá visualizá-los gratuitamente online ou obter uma cópia impressa gratuita após a publicação.

Desde 1982 o evento conta com a presença do presidente do Federal Reserve, o que atraiu representantes de bancos centrais de todo o mundo. 

O tradicional discurso do presidente do Fed, aguardado com ansiedade pelos mercados mundiais, começou apenas em 1989.

Como são os bancos centrais que determinam a política econômica de um país, o mercado quer saber o que pensam seus presidentes. Sua fala pode determinar o rumo das economias e movimentar os mercados globais.

Histórico dos Simpósio de Jackson Hole 

O Simpósio de Jackson Hole é conhecido por antecipar cenários econômicos e monetários

O ano de 1978 marca o primeiro simpósio do Federal Reserve Bank de Kansas com o tema “Comércio Agrícola Mundial: O Potencial de Crescimento”, realizado em Kansas City, estado do Missouri. 

Em 1982 o evento mudou-se para Jackson Hole, local que permanece até os dias de hoje. O ano marca também a primeira vez que o presidente do FED participou do simpósio. 

Nos anos seguintes, além dos presidentes do FED, atraiu também dirigentes de bancos centrais de todo o mundo.

Em 1985 o título provisório era “O dólar alto e em ascensão”, no entanto, conforme o valor do dólar começou a cair, os organizadores optaram por reformular para “O dólar americano - desenvolvimentos recentes, perspectivas e opções de política”.

O ano de 1989 marca a primeira vez que um presidente do FED teve um papel formal no programa ao discursar no evento, dando início a uma tendência que continua até hoje.

A edição de 1990 teve o foco nas “Questões Bancárias Centrais em Economias Orientadas a Mercados Emergentes”, com oito nações do Bloco Oriental falando sobre o momento em que se encontravam e os desafios futuros de suas economias. 

A edição de 1996 levantou a importância da estabilidade de preços. A de 1999 a interação da política monetária com os mercados de ativos.

Com a aposentadoria do presidente Greenspan se aproximando, o tópico de 2005 foi “A era Greenspan: Lições para o futuro” onde as políticas de um dos presidentes de mandato mais antigos da história do Fed foram elogiadas.

Em 2007 o tema “Habitação, financiamento habitacional e política monetária” do que veio a ser a Crise Financeira Global de 2008.

Como consequência dos impactos da crise, o tema nas edições de 2008 e 2009 deu maior atenção à estabilidade financeira.

No ano passado, 2020, o evento aconteceu virtualmente em decorrência da pandemia de COVID-19.

Nele, o atual presidente do Federal Reserve, Jerome Powel apresentou sua nova estratégia sobre o regime de metas de inflação.

Dado o papel dos bancos centrais no ambiente econômico global de hoje, o simpósio continua a explorar tópicos relevantes que afetam os mercados do mundo inteiro.

Simpósio de Jackson Hole 2021

Pela segunda vez seguida, o simpósio de Jackson Hole é realizado em formato virtual devido à pandemia de covid-19.

O tema título deste ano é “Política macroeconômica em uma economia desigual”, uma vez que a economia global tem estado altamente desigual devido ao choque pandêmico com aumento da inflação em meio a perspectivas de crescimento estagnadas.

O evento começou oficialmente na quinta-feira, 26 de agosto, mas as atenções se voltaram para sexta-feira, 27, quando o presidente do Fed, Jerome Powell, fez seu discurso de abertura.

Existia uma grande expectativa em relação ao futuro do programa de compra de ativos do Fed.

Desde o ano passado, para manter a liquidez no sistema financeiro por conta do impacto da pandemia, o banco central dos EUA compra US$ 120 bilhões de ativos.

No simpósio de Jackson Hole, Powell indicou que a economia dos EUA fez progresso suficiente para que o banco central começasse a reduzir suas compras de ativos no final deste ano.

Para o presidente do Federal Reserve, caso a economia continue a evoluir "em geral conforme antecipado", seria "apropriado começar a reduzir o ritmo das compras de ativos neste ano".

Melhores Ações de Dividendos? Baixe o Ranking com Maiores Pagadoras de Dividendos.