O que é Bear Market e as Maiores Quedas da Bovespa
| ,

O que é Bear Market e as Maiores Quedas da Bovespa

Saiba o que é Bear Market, como identificar e quais são as ações com as maiores quedas na Bovespa.

Por
Atualizado em 17/03/2020

Bear Market é um estado de pessimismo generalizado no mercado financeiro, sendo anunciado quando a bolsa de valores cai 20% do seu topo histórico. Saber o que fazer permitirá que você ganhe dinheiro nesses momentos.

A expressão “bear market” está em evidência, já que estamos passando por um período de fortes quedas nas bolsas de valores.

O urso está solto e as bolsas de valores estão nos dando patadas. Mas, você sabe o que isso significa?

Quem opera no mercado de ações já deve ter escutado as expressões “Bull Market” e “Bear Market”.

O touro e o urso são símbolos das tendências do mercado financeiro e podem estar relacionados tanto ao mercado de ações como um todo, quanto às ações específicas.

O urso representa uma tendência de baixa e descrédito perante os mercados.

Se por um lado os períodos de queda podem ser dolorosos, por outro abre muitas oportunidades de investimento

É possível aproveitar a euforia e o pessimismo generalizado para comprar ações de boas empresas a preços abaixo dos seus valores intrínsecos.

Essa é a estratégia de grandes investidores de sucesso, como Warren Buffett, o value investing.

“Você precisa ter medo quanto os outros estão gananciosos e ser gananciosos quando os outros estão com medo.” – Warren Buffett

Então, você está pronto para saber o que é Bear Market e como lucrar em tempos de crise?

Leia até o final e veja as maiores quedas da Bovespa e como aproveitar o Bear Market.

O que é Bear Market

Bear Market significa mercado de baixa. Representa a queda dos preços das ações e o pessimismo dos investidores.

Em geral, é definido por uma queda de 20% ou mais em relação a um pico recente.

O mercado de ações sofre grande influência da confiança dos investidores no mercado e da economia nacional e mundial.

Assim, o adjetivo “bearish” descreve um momento ruim da economia.

Seja motivado por inflação alta, desemprego crescente, segmento em baixa e pandemias, por exemplo.

“Bear Market” é o oposto do “Bull Market”. Dois termos em inglês para explicar momentos específicos das bolsas de valores.

Existem várias teorias para o Mercado do Urso ter ganho esse nome.

O mais famoso, por assim dizer, faz analogia ao ataque do urso que vem de cima para baixo, ou seja, suas patadas descem.

O mesmo acontece no mercado de ações quando ele passa por uma onda de pessimismo. O preço dos ativos é empurrado para baixo.

Banner will be placed here

Como o Bear Market funciona

O Bear Market corresponde a períodos em que ocorre a queda dos preços das ações, títulos, imóveis, entre outros, em consequência de uma onda de pessimismo generalizado nos mercados.

Porém, é importante diferenciar o mercado “baixista” ou de baixa, de uma correção, as quais acontecem durante várias vezes num período de curto prazo.

O mercado em baixa é definido como um período em que os principais índices de ações caem, no mínimo, 20% em relação a uma alta recente.

A perspectiva é que permaneçam baixos por algum tempo.

Outras variações na definição do mercado em baixa são ainda mais específicas.

Segundo a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, o Bear Market ocorre quando um índice de mercado cai 20% ou mais ao longo de pelo menos dois meses.

Foi o que aconteceu recentemente com o índice Dow Jones.

Na última quarta-feira (11), a forte queda nos ativos empurrou o índice Dow Jones para o “Bear Market” nos EUA pela primeira vez em mais de uma década.

Embora o mercado de ações não seja a economia, ele reflete as preocupações e ansiedades em relação à economia.

Por isso, muitas vezes os mercados em baixa são acompanhados de recessões.

Muitas são as causas de um “Bear Market”, então, fica impossível prever com exatidão quando ocorrerá uma mudança de tendência.

Porém, alguns indicadores estão ligados a mercados de baixa. São eles:

  • Diminuição do PIB;
  • Aumento da inflação;
  • Aumento dos juros;
  • Maior taxa de desemprego;
  • Acúmulo de dívidas em setores industriais.

Já em outras vezes, o cenário parece ótimo, mas alguma notícia internacional desencadeia o medo e pessimismo, derrubando o preço dos mercados mundiais.

Como aconteceu recentemente com o impacto do Coronavírus nas ações e a queda do petróleo que provocou o circuit breaker na B3.

Qual a diferença entre Bear Market e Bull Market?

Bear market e bull market são estados opostos do mercado financeiro.

Enquanto Bear Market está relacionado às quedas e pessimismo, o Bull Market é uma condição de preços subindo e otimismo.

Apesar de serem opostos, o Bull Market e Bear Market estão intimamente ligados, sendo que o início de um decreta o fim de outro. E vice versa.

Foi o que aconteceu recentemente na bolsa americana e na bolsa brasileira.

Existem algumas teorias de como surgiu estas expressões em inglês refletem a tendência do mercado.

A que ficou mais conhecida, foi a do professor de Harvard, Richard S. Tedlow.

Segundo ele, elas refletem a forma como estes animais, o urso e o touro, atacam suas presas.

A patada do urso vem de cima para baixo, fazendo uma alusão movimentos do mercado de baixa.

Já os touros jogam suas vítimas para o alto com os chifres, movimento que pode ser comparado com a ascensão dos preços dos papéis durante o mercado em alta.

Outros defendem que a origem do Bull e Bear Market está no antigo provérbio do século XVII: 

não venda a pele de um urso antes de pegá-lo.

Isso porque, na época os caçadores vendiam a pele antes mesmo de pegar um urso.

Essa frase foi levada para o mercado acionário, onde os especuladores vendem a descoberto antes de pagarem por elas tentando lucrar com a queda no preço. 

Eram, portanto, chamados de “trabalhadores de pele de urso”, mais tarde reduzido somente a “ursos”.

Por outro lado, aqueles que esperavam que os preços subissem passaram a ser chamados de “touros”.

Quer Investir em Boas Ações? Baixe Grátis o Relatório com as 3 Melhores Ações para Investir Hoje.

Como lucrar no Bear Market

A melhor estratégia para lucrar no Bear Market é manter a calma e ter paciência.

Quando o mercado está em baixa o pessimismo impera.

Com o medo generalizado, mais pessoas querem vender suas ações na esperança de reduzir prejuízos, o que pode gerar prejuízos ainda maiores.

Por outro lado, investidores do Value Investing encontram boas oportunidades para adquirir ações a preços descontados.

O ideal é comprar ações ao longo do Bear Market, uma vez que os preços podem continuar caindo por semana ou meses.

A história mostra que tanto situações de alta quanto de baixa são passageiras.

Portanto, não há motivos para desespero quando se tem perspectiva para o longo prazo e sua estratégia baseada na análise fundamentalista.

Os investidores que possuem uma boa alocação de ativos se dão muito bem nesse período.

Além de continuarem a lucrar com dividendos, se tiverem caixa podem aproveitar oportunidades para comprar ações abaixo do seu valor intrínseco.

Porém, não use sua reserva de emergência para investir em ações.

Momentos de crise muitas vezes são acompanhados de demissões e demais problemas em que você, eventualmente precise usar o dinheiro.

Veja o que diz Warren Buffett sobre o Bear Market nas Bolsas de Valores e como o investidor deve se posicionar.

Dow Jones em Bear Market

O índice Dow Jones entrou em bear market na quarta-feira (11) encerrando o ciclo de alta para o mercado de ações e o início de uma nova fase de baixa.

Esta foi a queda mais rápida desde a Grande Depressão e o primeiro bear market em mais de uma década.

A forte queda do Dow Jones Industrial Average (DJIA) veio depois que a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou o surto de coronavírus (COVID-19) uma pandemia.

A doença infecciosa identificada pela primeira vez em Wuhan, China, em dezembro, já infectou mais de 124.000 pessoas e causou a morte de aproximadamente 4.600 em todo o mundo.

O temor do mercado é que o surto interrompa as cadeias de suprimento globais e leve a economia global à recessão.

O índice Dow Jones, composto por ações de 30 empresas de primeira linha norte-americanas, entrou em mercado de baixa puxado pelo declínio de 18% nas ações da Boeing Co (BOEI34).

Isso aconteceu depois da gigante fabricante de aviões anunciar novos esforços para economizar dinheiro diante de uma queda global nas viagens aéreas por conta do coronavírus.

Somado a isso, o mercado entendeu que Trump não anunciou estímulos concretos para combater os efeitos do vírus na economia.

Assim, Dow Jones fechou em queda de –5,86% e encerrou nos 23.553 mil pontos completando um declínio de 20,3% em relação à alta alcançada em fevereiro.

Gráfico queda down jones e bear market
Gráfico queda down jones e bear market

Histórico do Bear Market na bolsa americana

Em 11 de março de 2020, o Dow Jones Industrial Average entrou no mercado em baixa pela primeira vez após 11 anos. 

Foi a queda mais rápida do índice para um mercado em baixa desde 1931, apenas 19 dias.

Em novembro de 1931, durante a Grande Depressão nos EUA, o Dow Jones levou 15 dias de um recorde para uma queda de pelo menos 20%.

Data da alta recenteData da entrada em Bear MarketRecente alta até entrada no Bear Market
09/11/193127/11/193115 dias
12/02/202011/03/202019 dias
08/03/193205/04/193223 dias
07/09/193207/10/193226 dias
25/08/198719/10/198738 dias

5 declínios mais rápidos para o Bear Market

Assim, o mercado de urso dos EUA em 2020 pode ficar marcado um dos mais severos da história.

A causa imediata foi uma combinação de preocupações com o efeito da pandemia de COVID19 na economia mundial e uma guerra de preços nos mercados de petróleo.

Entre 1926 e 2017 a bolsa americana teve oito mercados em baixa, com duração de seis meses a 2,8 anos. Conforme podemos ver no gráfico abaixo:

tempo de duracao do bull market vs bear market bolsa americana
Tempo de duração do bull market vs bear market. Fonte: First Trust

O mercado de baixa da Grande Depressão foi o pior da história dos EUA, com duração de 2,8 anos e queda de 83,4% do valor do S&P 500.

O segundo pior, em porcentagem, o bear market de 2008 causado pelo colapso hipotecário nos EUA. A crise durou 1,3 anos e reduziu o S&P 500 em 50,9%

O terceiro maior mercado em baixa em percentuais foi o de 1973 onde o S&P 500 caiu -27,2%.

No início dos anos 2000 o colapso das pontocom encerrou o maior mercado em alta da história dos EUA. 

Quanto tempo duram os mercados de urso?

A duração dos mercados de baixa varia muito, podendo durar apenas algumas semanas a anos dependendo dos fatores que contribuem para isso.

Historicamente, o período dos mercados nas garras do urso pode ser longo.

De acordo com dados da Dow Jones Market Data, o Bear Market do Dow Jones dura, em média, 206 pregões, enquanto a média para a S&P 500 é de cerca de 146.

Veja como se comporta o mercado na tabela abaixo: 


S&P 500 Dow Jones
Do topo até a entrada no Bear Market137136
Da entrada no Bear Market até a mínima83143
Do topo até a mínima220280
Da mínima até saída do Bear Market6363
Em Bear Market146206

Quer Investir em Boas Ações? Baixe Grátis o Relatório com as 3 Melhores Ações para Investir Hoje.

Maiores Quedas do Ibovespa

Segundo dados da consultoria Economatica, durante toda a trajetória do Ibovespa, é possível identificar quatro grandes quedas:

  • 1971 – fim do milagre brasileiro
  • 1986 – colapso do Plano Cruzado, crash da NYSE e aperto de liquidez do plano Collor
  • 1997 – crise dos tigres asiáticos, estouro da bolha da internet e ascensão do candidato Lula
  • 2008 – crise do subprime nos EUA e desequilíbrio fiscal do governo PT

Veja no gráfico abaixo as 4 grandes quedas da história do Ibovespa.

maiores quedas da historia do ibovespa
4 maiores quedas da historia do Ibovespa. Fonte: Economatica

Nos últimos 23 anos, o circuit breaker acionado pela bolsa essa semana já foi acionado outras 5 vezes.

A última foi em 18 de maio de 2017, no dia que conhecido no mercado como “Joesley Day”.

Nesse dia que a bolsa caiu 8,8% devido ao vazamento de uma gravação entre o então presidente Temer e o empresário Joesley Batista, decorrente do seu acordo de delação premiada.

Principais quedas do Ibovespa desde 2000:

  • Crise asiática (1997-1998) – 10,20%
  • Crise da Rússia (1998-1999) – 15,83%
  • Câmbio flutuante (1999-2000) – 9,97%
  • Crise do subprime (2008-2009) – 11,39%
  • Joesley Day (2017-2018) – 8,8%

Maiores Baixas da Bolsa 2020

Confira abaixo as maiores baixas do Ibovespa em 2020:  

SiglaNomeAno
IRBR3IRBBRASIL RE ON-74,33%
GOLL4GOL PN-69,65%
CVCB3CVC BRASIL ON-64,95%
AZUL4AZUL PN-57,60%
BRFS3BRF SA ON-53,15%
HGTX3CIA HERING ON-51,20%
PETR3PETROBRAS ON-50,44%
PETR4PETROBRAS PN-48,97%
BPAC11BTGP BANCO UNT-45,06%
CSNA3SID NACIONAL ON-43,66%
COGN3COGNA ON-41,64%
EMBR3EMBRAER ON-40,80%
GOAU4GERDAU MET PN-38,75%
GGBR4GERDAU PN-37,64%
SANB11SANTANDER BR UNT-36,94%
SMLS3SMILES ON-35,96%
SULA11SUL AMERICA UNT-35,73%
UGPA3ULTRAPAR ON-35,61%
MRVE3MRV ON-35,17%
BBDC3BRADESCO ON-34,31%
BRML3BR MALLS PAR ON-33,94%
BRKM5BRASKEM PNA-33,77%
RAIL3RUMO S.A. ON-33,14%
GNDI3INTERMEDICA ON-32,31%
CIEL3CIELO ON-32,00%
ABEV3AMBEV S/A ON-31,98%
HAPV3HAPVIDA ON-31,61%
USIM5USIMINAS PNA-31,44%
BRDT3PETROBRAS BR-31,33%
BBAS3BRASIL ON-30,09%
QUAL3QUALICORP ON-29,92%
BBDC4BRADESCO PN-29,86%
IGTA3IGUATEMI ON-29,69%
CYRE3CYRELA REALT ON-29,10%
MULT3MULTIPLAN ON-27,66%
YDUQ3YDUQS PART-27,58%
ITUB4ITAUUNIBANCO PN-27,28%

Data de Cotação: 13/03/2020. Fonte: GuiaInvest.

Conclusão

O Bear Market pode ser entendido como um movimento de queda acentuada nos preços dos ativos negociados na bolsa de valores.

Esses períodos de baixa do mercado são marcados por euforia e pessimismo que acabam por jogar os mercados ainda mais para baixo.

Nesse cenário de caos no mercado, muitos investidores entram em pânico e vendem seus ativos com a esperança de reduzir os prejuízos com as quedas.

Já os investidores inteligentes, deixam a emoção de lado e aproveitam o momento para comprar ações mais baratas.

Este é um bom momento para comprar bons ativos a preços descontados.

Eventos como esse não mudam a estratégia de investimentos de investir em ações de boas empresas com foco no longo prazo.

Tome o exemplo dos grandes investidores da Bolsa que lucraram em tempos de crise.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE