O que é Linha d’água

Linha d’água é a representação de uma cota-base de um determinado Fundo de Investimento, que tem como função calcular a taxa de desempenho cobrada pelo gestor desse fundo.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Entender a importância e a função da Linha d’água é muito importante para investidores de mercado de capitais, visto que ela é um conceito importante para que se tenha mais conhecimento sobre as aplicações em fundos de investimento.

Para tanto, é necessário saber o que é e como funciona a taxa de performance dos fundos, porque ela está diretamente conectada com o papel da Linha d’água. 

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Linha d’água e Taxa de Performance 

Entender o que é a Taxa de Performance é fundamental para compreender melhor o que é e como funciona a Linha d’água, uma vez que as duas taxas estão correlacionadas. Assim, deve-se encontrar uma para depois entender a outra.

A taxa de performance é uma remuneração paga ao gestor de investimentos para que se gere retornos positivos. Isso significa que a taxa de performance é um percentual que o gestor cobra sobre uma parcela da rentabilidade do fundo de investimento.

Ela é cobrada pela parte da rentabilidade que supera o benchmark, ou seja, que ultrapassa um índice de referência previamente estipulado.

Esse benchmark, no geral, são: o Ibovespa usado em Fundo de ações, o CDI , para Fundos de Renda Fixa e o dólar utilizado para Fundo Cambial.

A justificativa para a existência da taxa de performance é simples: todo gestor de investimentos deseja que o seu investidor tenha a melhor rentabilidade. Contudo, é necessário haver algo em troca.

Nesse sentido, a taxa de performance serve para tentar alinhar os interesses dos gestores dos fundos com os interesses daqueles que estão investindo nesses fundos, de forma de que gere um incentivo para que os gestores tenham retornos positivos.

Assim, todos ganham: os investidores possuem altas rentabilidades com o investimento nos fundos e os gestores ganham em cima dessa rentabilidade alcançada. 

A taxa de performance é cobrada pelos fundos automaticamente e de forma semestral. Normalmente, o percentual da taxa de performance no Brasil é de 20%.

Vale dizer, também, que a taxa de performance não é obrigatória. Ela depende de cada gestor de fundo de investimentos. Assim, para aqueles que decidirem cobrá-la, deve-se estipular a cobrança no regulamento de cada fundo. 

Como funciona a Linha d’água 

Após a explicação de como funciona a taxa de performance, fica um pouco mais claro compreender a importância da Linha d’água.

A Linha d’água nada mais é do que a metodologia utilizada para que o gestor do fundo de investimentos possa cobrar a taxa de performance. Ela é a referência do preço da cota-base que será utilizada para calcular a taxa de performance.

No próprio regulamento do fundo de investimentos está descrito o referencial da cota-base e o indicador que será utilizado.

Assim, a taxa de performance só pode ser cobrada se o fundo tiver uma rentabilidade maior do que o benchmark.

Por outro lado, se a rentabilidade do fundo for menor do que esse índice de referência previamente estipulado, a taxa de performance negativa pode ser abatida no próximo período que tiver uma taxa positiva.

Se não houvesse uma Linha d’água, a taxa de performance seria calculada da mesma forma, porém, quando o resultado fosse negativo, a taxa cobrada não seria devolvida ou, ao menos, abatida no período seguinte.

Dessa forma, a Linha d’água e a taxa de performance estão diretamente relacionadas e são dependentes uma da outra. A cota-base do fundo serve para calcular a taxa de desempenho, assim como também é ela que irá gerar a Linha d’água.