Que 2020 não foi o ano dos bancos, isso já sabemos.

Mas qual foi o tamanho dessa bronca? O que será que nos aguarda para 2021?

A Economatica fez um levantamento sobre os maiores bancos no Brasil em 2020 e trouxe alguns números interessantes. 

Os bancos analisados foram Itaú (ITUB4), Bradesco (BBDC4), Banco do Brasil (BBAS3) e Santander (SANB11).

Esses quatro “bancões” pagaram R$ 29,7 bilhões em dividendos durante 2020. 

Parece muito, mas isso é 48,7% menos do que o que foi pago em 2019.

Antes que você pense que isso é ruim para os bancos e se preocupe demais observe este gráfico:

Gráfico histórico de proventos pagos por bancos
Gráfico histórico de proventos distribuídos por bancos. Fonte: Economatica.

Perceba que até 2019, ou seja antes da crise gerada pela pandemia, os dividendos pagos pelos bancos vinham numa crescente muito boa.

Em 2020 eles foram proibidos de distribuir mais do que estava previsto como dividendo mínimo em seus estatutos, coisa que todos eles faziam sistematicamente. 

Isso explica em parte a queda nos proventos.

Outra parte importante do motivo da queda nos proventos está naturalmente na queda dos lucros dos bancos em 2020. 

Menos lucro, menor é a base para distribuição de dividendos

É importante notar que a queda nos lucros foi bem menor do que a queda nos proventos.

Em 2020 os bancos lucraram R$ 61,6 bilhões, contra R$ 81,5 bilhões em 2019. 

Isso representa uma queda de 24,4%.

Se em termos de retorno o ano não foi bom, os bancos ganharam corpo em 2020. 

Seus ativos totais cresceram 18,5% no ano. 

É o maior crescimento anual desde 2008.

No final das contas, eles tiveram sim um ano ruim, mas não foi um ano perdido

As provisões para devedores duvidosos foram ultraconservadoras, de maneira que boa parte desse valor provisionado deve se manter no caixa desses bancos e, aos poucos, sendo revertidos em dividendos.

No canal Seleção de Dividendos os bancões possuem cadeira cativa.

São empresas sólidas, previsíveis, rentáveis e que, hoje, apresentam dividend yields bastante atrativos.

Quem quer receber dividendos na conta, precisa colocar bancões na carteira.