O que é cosseguro?

Cosseguro é uma forma de seguro em que há a divisão do risco entre duas ou mais seguradoras.

Mais especificamente, o cosseguro estabelece que cada uma das seguradoras participantes devem se responsabilizar por uma quota-parte determinada do valor total do seguro. 

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Para que serve o cosseguro?

Como todos devem saber, um seguro consiste em um instrumento que protege uma pessoa ou organização de um eventual prejuízo (sinistro) causado por várias coisas possíveis.

Os riscos possíveis que são cobertos pelo seguro devem estar especificados na apólice do seguro.

Em outras palavras, o seguro é um mecanismo em que o contratante paga para que uma empresa (seguradora) assuma o risco de uma situação negativa acontecer.

O mais comum é o seguro de carro. Ao contratar um seguro, o proprietário deverá pagar uma taxa mensal. 

Em troca terá assegurado o seu veículo contra casos de roubo ou acidente.

Caso algo ruim aconteça com o carro, caberá à seguradora arcar com o prejuízo, pagando o conserto ou a compra de um carro novo ao segurado.

Neste caso, o pagamento recebido pela seguradora é referente ao valor estimado do risco de haver um prejuízo. 

Quanto maior a probabilidade do risco se concretizar, maior será o valor do seguro.

Para que a seguradora consiga lucrar, é necessário que o valor cobrado pelo seguro seja aquele em que o retorno esperado da operação seja elevado o suficiente para valer a pena assumir o risco.

Esse valor é chamado de prêmio do seguro

Ou seja, se nenhum risco jamais se concretizar, a seguradora ganhará todo o valor pago pelo segurado. 

Já no caso de algum risco se concretizar, a seguradora poderá perder mais do que ganha com o contrato do seguro.

Considerando isso, a seguradora tentará diminuir o máximo possível o risco de perda, visando maximizar seus lucros possíveis com a venda de seguros.

Nos casos em que o valor do contrato e da avaliação dos riscos são muito elevados, as seguradoras podem optar por não assumir tudo sozinhas.

Em vez disso, elas podem optar por dividir os riscos com outras seguradoras, bem como o valor do prêmio. 

É aqui que entra o cosseguro

Como funciona o cosseguro?

No geral, o cosseguro pode ser realizado de duas formas:

  1. por meio da emissão de uma única apólice;
  2. por meio da emissão de uma apólice para cada seguradora envolvida na operação de seguro. 

No caso de ser emitida uma única apólice, uma das seguradoras envolvidas assume o comando da operação, sem que isso quebre o vínculo das demais com o seguro. 

No contrato de cosseguro, cada seguradora terá uma parte de responsabilidade no negócio.

A divisão dessa responsabilidade é feita em um anexo da apólice de seguro, que recebe o nome de Distribuição de Cosseguro

Neste anexo, ficam expressamente determinadas as seguradoras participantes e a porcentagem de participação de cada uma no risco e no ganho do seguro.

A seguradora líder é aquela que assume a responsabilidade de administrar o contrato, e representar todas as demais no relacionamento com o segurado, inclusive em caso de sinistro. 

Qual a importância do cosseguro?

Como regra, as seguradoras jamais irão se envolver em um negócio cujo risco de perder é maior do que o de ganhar. 

Além disso, caso os riscos sejam consideráveis, o prêmio para que seja atraente entrar no negócio deverá ser elevado. 

Assim, considerando o resultado geral, a seguradora tenderá a ganhar na maioria das vezes.

Porém, existem alguns contratos específicos em que o custo para a seguradora, se algum risco se concretizar, seria muito alto, podendo colocar em risco todos os negócios que ela saiu ganhando. 

Então, em vez de assumir a responsabilidade sozinhas, elas optam por dividir o risco por meio do cosseguro.

O ponto negativo é que isso reduz o potencial de ganhos, já que os prêmios pagos pelo segurado serão divididos. 

Por outro lado, isso permite que, se algum risco se concretizar, o impacto sobre as finanças das seguradoras seja menor, permitindo que haja uma estrutura de risco saudável no negócio. 

Geralmente o cosseguro é utilizado por seguradoras que prestam serviços de seguro para grandes empresas, como usinas, mineradoras, construtoras, entre outras.

Cosseguro x resseguro

A modalidade de cosseguro pode ser confundida com o resseguro.

A diferença do resseguro para o cosseguro é que, no primeiro, existe um repasse da responsabilidade, ainda que parcial, para outra seguradora, enquanto que no cosseguro há a divisão do risco.

O resseguro é uma operação que assegura um segurador através da emissão de uma apólice, ou um conjunto delas, reduzindo a responsabilidade na aceitação de um risco considerado excessivo.