A busca pelo torniquete segue, ao passo que a bolsa de valores brasileira contabiliza mais um mês de queda, o quinto consecutivo do Ibovespa.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Não bastassem todos os problemas internos, em vias de encerrar um mês que parecia terminar morno, somos acometidos por mais uma letra do alfabeto grego, dessa vez a Ômicron.

Pouco se sabe ainda sobre transmissibilidade, cobertura vacinal ou gravidade da nova variante do Covid-19, mas chama atenção a mudança de tom das autoridades sanitárias.

Voltam à pauta riscos de novos lockdowns, uma nova corrida pela vacina e protocolos mais rígidos.

Eu sei, estamos exaustos. E é até natural que um sentimento de frustração se sobreponha ao próprio sentimento de medo.

Mas a vida do investidor não para.

Não há descanso.

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Ser investidor se trata de percorrer uma estrada que não tem fim.

E se por um lado, tudo parece ruindo, vamos nos lembrar de alguns aprendizados desses quase dois anos vivendo a pandemia.

  1. Escolher boas ações e bons preços é super importante, mas a gestão de portfólio precisa ser anterior a isso.

Um investidor que comprou ótimas ações a ótimos preços ainda está sujeito a solavancos e não conseguirá aportar ainda mais se não tiver uma boa gestão de caixa.

A diversificação não passa apenas por dentro das classes de ativos, mas também sobre quais classes serão incorporadas ao portfólio.

2. A dinâmica do vírus muda muito de um país para outro.

A forma com que os países lidam com o vírus muda muito. A estrutura de negócios de cada país é afetada de maneiras diferentes.

Disso resulta que a diversificação geográfica é importante.

Esse ano vimos bolsas americanas batendo máximas enquanto o Brasil, mesmo mais barato, foi puxado para baixo por problemas internos.

3. Não sabemos de nada. Infelizmente, o futuro é impermeável.

A posteriori tudo parece óbvio, mas é impossível saber o que irá acontecer com precisão.

Mesmo que discursos pessimistas sempre pareçam mais sensatos e inteligentes, vale a pena lembrar que os melhores momentos para se alocar em ativos de risco são quando o pessimismo e a resignação estão alastrados.

E a consciência da ignorância nos levam para mais um aprendizado…

4. Não saber não significa não agir.

Mesmo que não saibamos sobre criptomoedas, parece assimétrico termos uma pequena exposição.

Durante todos esses anos o GuiaInvest foi omisso às criptomoedas, nos bons e nos maus momentos.

Nunca falando mal, nunca falando bem, nunca falando sobre.

Com toda humildade do mundo reconheço o erro, afinal, falar de um portfólio completo significa falar de criptos, mesmo que elas signifiquem uma proporção mínima da sua carteira.

Ouro, dólar e afins são ativos que devemos carregar por prudência, também em pequena quantidade.

Muitas vezes eles podem ser um fardo para a carteira de investimento, mas é muito importante termos eles na hora em que mais precisamos.

Como Investir no Cenário Econômico Atual? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização no Brasil.

5. O cenário pode pouco mudar de um mês para outro, mas as narrativas mudam muito rápido.

Há 5 meses estávamos em 130 mil pontos falando em terminar o ano em 150 mil. A reabertura do segundo semestre seria um estouro.

Hoje estamos tomando um “chopp aguado” e apreensivos com uma nova variante, será que agora o cenário ruim se intensifica? Não sabemos.

E sabe-se lá se o mercado em algum momento vira a chave da narrativa.

Onde Investir no Cenário Político Atual? Baixe Grátis o Relatório “Os Melhores Investimentos com a Política Atual".

E claro, no meio disso tudo, ainda começamos antecipadamente a corrida eleitoral.

Lula, Bolsonaro, Dória e Moro parecem ser os nomes mais fortes, ainda sem saber se os dois últimos atuarão em conjunto ou separados.

Se há um risco que parece bem precificado, é o eleitoral. Qualquer aceno ao centro de Lula ou Bolsonaro podem ser muito bem vistos, tal qual um fortalecimento de uma terceira via.

Por uma questão de sobrevivência política, o aceno ao centro vai ser uma necessidade e caberá agora saber quem fará isso melhor.

Por isso, reforço a tese de que a bolsa brasileira possui uma assimetria positiva para o investidor. Pode cair mais? Sempre pode, mas estando barato tal qual está, é melhor estarmos aproximadamente certos do que precisamente equivocados.

No Brasil, a cada semana que passa tudo mudou, mas passados 10 anos, tudo permanece igual.

E hoje o investidor está em busca de um torniquete para estancar a sangria ou mesmo que apareça algum salvador da pátria.

Talvez isso não exista e justamente por isso hoje viemos aqui lembrar da tão importante gestão de portfólio.

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Uma forma de ajudar você de maneira mais profunda em relação a isso é através de um serviço personalizado de consultoria com a equipe do Eduardo Voglino, onde o contato é direto e pensamos um portfólio adequado para você.

Se você tiver interesse, aqui você pode ter mais informações. 

O tempo passa e tudo passa. Então, que o mês de dezembro traga ares mais leves.