Depois de constatar que tem uma presença mais fraca no interior do que em grandes capitais, a XP traçou uma nova estratégia para crescer fora dos grandes centros.

Para isso, resolveu retornar às origens e lançar uma espécie de curso profissionalizante para formar 1,5 mil novos agentes autônomos até o fim deste ano.

A meta é de que cada Estado brasileiro tenha, pelo menos, 30 selecionados.

A estratégia vai ao encontro do recente anúncio de abertura de pontos físicos da XP pelo País, uma mudança da postura da corretora que nasceu digital.

A companhia pretende abrir ao menos cinco "agências" até o fim do ano, com expectativa de cem unidades de atendimento nesse prazo.

O objetivo é aproximar a participação média da XP daquela que a plataforma possui em São Paulo e Rio de Janeiro, de cerca de 25%.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

"Ainda há muito mercado para captar nas grandes cidades, mas agora olharemos regiões em que não tínhamos grande foco", afirma o responsável da relação com consumidores da XP, Julio Mello.

A ideia é que os 1,5 mil profissionais que sairão formados do curso - que incluirá duas semanas de imersão na sede da companhia em São Paulo - sejam absorvidos pela companhia ou por escritórios acoplados à sua plataforma.

Hoje, a XP tem mais de 10 mil agentes autônomos, número que pretende triplicar em cinco anos.

Fonte: Estadão Conteúdo.