O processo de venda de ações da petroquímica Braskem (BRKM5) pode dar R$ 4 bilhões para a Petrobras (PETR4), operação vista como positiva pela corretora de valores XP Investimentos.

No fim de semana, a Braskem informou que a Petrobras e o grupo Novonor (ex-Odebrecht, em recuperação judicial), por meio da holding NSP Investimentos, deram a largada na alienação de suas participações na petroquímica.

Eles registraram pedido de oferta pública de distribuição secundária de ações, simultânea no Brasil e no exterior, que pode movimentar até R$ 8,06 bilhões. O período de reserva vai até o dia 26 de janeiro.

"Lembramos que a Petrobras ainda detém 212,4 milhões de ações ordinárias da Braskem (aproximadamente R$ 11 bilhões). Uma participação que a empresa também pretende alienar", segundo a avaliação dos analistas Andre Vidal, Victor Burke e Thales Carmo, da XP Investimentos, em relatório divulgado nesta segunda-feira, 17.

Nessa primeira oferta pública, serão vendidas até 154,9 milhões de ações preferenciais da série A.

As duas sócias manterão o controle da petroquímica neste primeiro momento.

Melhores Oportunidades do Mercado Financeiro? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização Hoje.

Conforme o prospecto preliminar da oferta subsequente publicado no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na madrugada do sábado, 15, também não haverá colocação de lote adicional ou suplementar.

Para a SEC (Securities and Exchange Commission, regulador do mercado americano parecido com a CVM no Brasil), nos Estados Unidos, foi pedido um "registro de prateleira", o que agiliza a realização de outras ofertas adiante, bastando que seja publicado um prospecto adicional com informações atualizadas sobre a companhia.

Melhores Oportunidades do Mercado Financeiro? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização Hoje.

Resultado da Petrobras no Terceiro Trimestre de 2021  

resultado da Petrobras (PETR4) no terceiro trimestre de 2021 (3t21), divulgado no dia 28 de outubro, apresentou lucro líquido de R$ 31,1 bilhões no 3T21, uma alta de 2.114,4% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.  

O Ebitda ajustado da Petrobras atingiu R$ 60,7 bilhões no 3T21, apresentando crescimento de 81,7% na comparação com o 3T20.

A margem Ebitda ajustada da Petrobras totalizou 59,0% no 3T21, apresentando crescimento de 12,0 pontos percentuais na comparação com o 3T20.

A margem líquida da Petrobras atingiu 25,6% no 3T21, apresentando crescimento de 27,8 pontos percentuais na comparação com o 3T20.

As ações da Petrobras (PETR4) acumulam alta de 11,82% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 30,69% nos últimos 12 meses.

Informe o DDD + 9 dígitos

Fonte: Estadão Conteúdo.