Warren Buffett: Impacto “Extremamente Desigual” da Pandemia Ainda Não Acabou
|

Warren Buffett: Impacto “Extremamente Desigual” da Pandemia Ainda Não Acabou

Para o renomado investidor o maior aprendizado da pandemia é o quão mal preparado o mundo está para tais situações.

Por
Atualizado em 30/06/2021

Warren Buffett disse que o impacto econômico da pandemia de coronavírus teve consequências desiguais e que a imprevisibilidade ainda está longe do fim.

Em entrevista à rede americana CNBC, que foi ao ar na terça-feira (29), o lendário investidor falou sobre as consequências econômicas da pandemia que estão caindo desproporcionalmente nas pequenas empresas.

“O impacto econômico foi extremamente desigual onde … muitas centenas de milhares ou milhões de pequenas empresas foram prejudicadas de forma terrível, mas a maioria das grandes empresas se saiu bem”, disse o CEO da Berkshire Hathaway (BERK34).

Em muitos países, incluindo os EUA, os bloqueios induzidos pelo COVID-19 prejudicaram as pequenas empresas, já que suas fábricas e lojas foram forçadas a fechar suas portas enquanto grandes varejistas e gigantes do e-commerce conquistaram de vez esses clientes. 

“Não acabou”, disse o investidor de 90 anos. 

“Quero dizer, em termos de imprevisibilidade … tem sido muito imprevisível, mas funcionou melhor do que as pessoas esperavam para a maioria das pessoas e empresas. E isso não é culpa deles, mas dizimou todos os tipos de pessoas e suas esperanças. ”

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Impacto desigual

Para algumas empresas, como concessionárias de automóveis, a pandemia criou um “sucesso fabuloso” e trouxe até lucros inesperados, disse Charlie Munger, vice-presidente da Berkshire.

“Não criou apenas um retorno ao normal; criou um sucesso fabuloso que eles não previam”, disse Munger. “As concessionárias de automóveis estão ganhando dinheiro que não teriam recebido, exceto pela pandemia.”

Devido ao fechamento de fábricas e à escassez global de semicondutores, as montadoras e as concessionárias tiveram lucros maiores e venderam veículos antes mesmo deles chegarem às concessionárias.

Munger sabe o que está falando, já que a Berkshire Hathaway Automotive é um dos maiores grupos de concessionárias da América, com mais de 78 revendas operadas de forma independente. 

Banner will be placed here

A maior lição da pandemia

Buffett disse que a maior lição que aprendeu com a pandemia é o quão mal preparado o mundo pode estar para situações de emergência. Tanto para esta como para as que estão prestes a acontecer.

“Aprendi que as pessoas não sabem tanto quanto pensam que sabem. Mas a maior coisa que você aprende é que a pandemia estava prestes a ocorrer, e esta não é a pior que se possa imaginar ”, disse Buffett. 

“A sociedade passa por um período terrível de preparação para coisas que são remotas, mas são possíveis e ocorrerão mais cedo ou mais tarde.”

“Haverá outra pandemia, nós sabemos disso. Sabemos que existe uma ameaça nuclear, química, biológica e agora cibernética. Cada um deles tem possibilidades terríveis ”, disse Buffett. 

“E fazemos algumas coisas a respeito, mas … simplesmente não é algo que a sociedade pareça particularmente capaz de enfrentar por completo.”

“Charlie e eu temos tido muita sorte em muitos aspectos. Mas a coisa mais sortuda foi realmente estar por perto nesta época e lugar ”, disse Buffett. 

“Como podemos realmente fazer isso para que a humanidade, daqui a 50, 100 e 200 anos, possa desfrutar de uma vida incrivelmente melhor que poderia ser desfrutada sem estragar tudo?”

Notícias do Mercado Financeiro

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE