Warren Buffett Analisa o Bear Market nas Bolsas de Valores
| ,

Warren Buffett Analisa o Bear Market nas Bolsas de Valores

Warren Buffett Analisa o Bear Market do Dow Jones e outras Bolsas, veja o que o investidor faz no circuit breaker.

Por
Atualizado em 12/03/2020
Avalie esse texto

Warren Buffett analisa os colapsos do mercado: É um soco duplo de direita, mas não  tão ruim quanto foi em 2008 ou 1987. 

Warren Buffett, reconhecido como o maior investidor da era moderna, conversou com Andy Serwer, editor-chefe do Yahoo Finance, na terça- feira (10), manifestando seu ponto de vista sobre a atual situação do mercado. 

Assim como no Brasil, a bolsa americana também teve o circuit breaker acionado na segunda-feira(09), dia anterior à entrevista, e esse foi um dos temas do bate-papo.  

Além de compartilhar sua experiência, o investidor falou sobre a estratégia de Buffett nos investimentos e declarou que os colapsos de 2008 e 1987 foram muito mais assustadores que os eventos recentes. 

Crise do Subprime na Bolsa de Valores

Os episódios citados por Warren Buffett foram nefastos para o mercado financeiro.

Em 2008, a falência do tradicional banco de investimentos Lehman Brothers foi o estopim de um longo período de recessão nos Estados Unidos e em diversos outros países, incluindo o Brasil. 

Os eventos de 1987 foram igualmente desastrosos.

Na fatídica segunda-feira negra, como ficou conhecido aquele 19 de outubro, o índice Dow Jones despencou 22,6%. 

Foi a maior queda da diária na história da bolsa americana, e disseminou o caos pelo mundo.

O mercado tardou 4 anos para retomar o nível anterior a ela. 

Banner will be placed here

Crise do Petróleo e Pandemia do Coronavírus

Ante os eventos recentes, Warren Buffett declarou que é preciso manter a calma e não cair no que chamou de ‘pânico financeiro’.  

A conversa com Serwer coincidiu com o anúncio da OMS (Organização Mundial da Saúde), que declarou a pandemia do coronavírus após mais de 118 mil casos confirmados em 114 países e 4.200 mortes. 

No entanto, o investidor já havia se manifestado sobre o assunto. 

Na segunda-feira (09), Buffett concedeu sua entrevista anual ao canal CNBC, onde afirmou que os investidores focados no longo prazo não devem se preocupar muito com as notícias e o impacto do coronavírus nas ações da bolsa de valores

O guru dos investimentos apontou que não se deve esquecer que ao investir em ações, se compram empresas. 

Segundo ele, é necessário pensar na perspectiva para o longo prazo.  

“A grande pergunta é: as perspectivas dessas empresas para os próximos 10 ou 20 anos mudaram nessas 24 ou 48 horas?”, questionou. 

Ele reforçou ainda que os investidores não devem se preocupar com a oscilação das ações, mas considerar a avaliação atual da empresa.  

A estratégia de Warren Buffett não é nova: vem rendendo resultados excepcionais ao longo de sua trajetória.

Em 2019, a Berkshire Hathaway, holding comandada por Buffett, lucrou mais de R$ 81 bilhões, mantendo o retorno médio superior aos 20% registrado nas últimas 5 décadas. 

Warren Buffett aplica eficazmente o que ensina. Apenas para citar um exemplo, participações da Coca Cola permanecem em sua carteira, rendendo há mais de 40 anos. 

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Circuit Breaker na Bolsa de Valores

Na entrevista ao Yahoo Finance, Buffett reiterou suas declarações anteriores, expôs sua visão e comentou sua experiência em outros momentos de crise no mercado. 

Leia a tradução do trecho da entrevista: 

Andy Serwer:

Estamos conversando hoje, 10 de março, um dia após o crash da bolsa.

O Dow Jones registrou baixa de mais de 2 mil pontos, o preço do barril de petróleo despencou para a faixa dos US$ 30 e os rendimentos do tesouro norte americano (títulos de 10 anos) caíram abaixo dos 0,5%.

Que diabos está acontecendo?

Warren Buffett:

Eu te disse há muitos anos que se você ficar por aqui tempo suficiente, verá de tudo no mercado.

Pode ter me levado 89 anos de idade para viver essa experiência, mas conhecemos os mercados: trabalham segundo a segundo e reagem às notícias de maneira extrema.

Não é como no mercado de imóveis, na agricultura ou outros desse tipo. 

Claro que ontem tivemos o circuit breaker, mas é algo normal. Além disso, você sabe que é  necessário que existam preços, mesmo durante as crises. Há de se seguir navegando. 

Não chegou a ser um 19 de outubro de 1987, mas dá para dizer que foi um princípio, uma imitação, por assim dizer. 

A verdade é que a combinação entre o coronavírus e o que vem acontecendo com o petróleo durante a semana foi um tremendo soco duplo de direita.

Andy Serwer:

Isso recorda outros tempos? 

Warren Buffett:

Bom, eu já passei por isso algumas vezes. Enfrentei vários momentos onde o pânico reinou na Wall Street, como o próprio 19 de outubro de 1987 e os dias próximos à data.

No final daquele dia, a maioria das empresas especializadas que eram importantes na Bolsa de Nova York quebraram.

Na manhã seguinte houve uma operação na câmara de compensação de Chicago que não foi concluída, mas enfim…quando um credor toma essa decisão (numa circunstância dessas), é preciso permanecer com a mente aberta. 

Nesta ocasião chegamos bem perto, de fato. O pânico financeiro surgiu.  

Depois, em 1º de setembro, vimos 35 milhões de pessoas que não estavam nada preocupadas com suas contas bancárias, mas que ali pelo dia 15 ou 16 do mês entraram em pânico. 

Andy Serwer:

Em que ano foi isso? 2008? (referindo-se comentário sobre o mês de setembro)

Warren Buffett:

Sim, em 2008. Na época, eram mais de US$ 3 trilhões em contas no mercado monetário, que as pessoas consideravam equivalentes a dinheiro vivo ou a recibos de depósitos bancários. 

Isso era a metade do montante total de recibos de depósitos bancários assegurados no país, com a diferença de que não eram assegurados. 

Me recordo disso com clareza porque todos os meus amigos tinham dinheiro em suas contas e eu sequer tinha uma.

Eu estava numa festa de aniversário me divertindo e eles só falavam sobre isso.

Naquele momento fiquei muito popular, me senti um astro do esporte ou algo assim por um breve momento.  

Foram mais de US$175 bilhões sendo sacados em apenas alguns dias. Em minha opinião, o caso é que qualquer pessoa que sabia o que estava acontecendo entrou em pânico, basicamente. 

Então Hank Paulson (secretário do tesouro norte-americano na época) fez uma coisa meio estúpida, em minha opinião, abusando do fundo de estabilização de câmbio, que foi criado nos anos 30 por causa da reavaliação do ouro. 

Não tinha nada a ver com a gente, mas ele interveio e depósitos que valiam US$ 3,5 trilhões caíram. 

Teria sido muito melhor não intervir, pois esses fundos detinham todos os papéis comerciais. Ainda assim tudo chegou ao fim.

Mas, posso afirmar que foi muito mais assustador do que qualquer coisa que tenha acontecido ontem.

O que Fazer no Circuit Breaker

A história mostra que situações como a que o mercado enfrenta neste momento são recorrentes, acontecendo de tempos em tempos.

Porém, o equilíbrio sempre é restabelecido. 

Os comentários de Warren Buffett, notadamente o investidor mais bem-sucedido da atualidade, reforçam o que ele mesmo já diz há anos: 

Fazer a análise fundamentalista permite investir em boas empresas e manter as ações por longo prazo, é o caminho para resultados na bolsa de valores

Essa percepção é alinhada ao pensamento de outros analistas de mercado, onde me incluo: é preciso afastar o pânico financeiro e confiar no processo. 

Já comentei antes e repito: Nessas situações, o melhor é não fazer nada.

Decisões tomadas no calor da emoção trazem maiores possibilidades de erro. Atitudes radicais durante a crise podem levar a grandes prejuízos.


A conclusão é clara: No longo prazo, o que conta é a perspectiva para as empresas onde se investe, e não a oscilação da bolsa de valores.

Não devemos tentar acertar a mínima, temos que fazer diversos pequenos aportes ao longo do caminho.

Muitos investidores acabam perdendo dinheiro por tomar risco excessivo sem saber a sua tolerância a risco.

O ideal agora é fazer alocação de ativos adequada, sempre respeitando os princípios de diversificação e de tolerância a risco.

É importante lembrar também que nessas horas é muito importante portar investimentos que protejam a carteira, como dólar, ouro e renda fixa.

Para saber qual é o seu nível de tolerância a risco e qual é a alocação ideal para você neste momento, faça o Teste de Perfil de Investidor.

Fiz um artigo para o momento que estamos vivendo hoje, onde revelo 14 Conselhos para Lidar com a Queda da Bolsa de Valores, espero que lhe ajude a saber onde investir o seu dinheiro.

Entrevista de Warren Buffett

Assista a entrevista de Warren Buffett do Yahoo na íntegra:

Entrevista de Warren Buffett a Andy Serwer

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais