Vulcabras (VULC3) Compra Mizuno por R$ 32,5 M e Ação Dispara
SIMULE AGORA
| , ,

Vulcabras (VULC3) Compra Mizuno por R$ 32,5 M e Ação Dispara

As subsidiárias poderão desenvolver, produzir, distribuir e comercializar produtos, incluindo calçados, vestuários e acessórios.

Por
Atualizado em 22/09/2020

A Vulcabras Azaleia (VULC3) informou na última segunda-feira (21), através de fato relevante, que, suas subsidiárias Vulcabras Azaleia – CE, Calçados e Artigos Esportivos e Vulcabras Distribuidora de Artigos Esportivos, celebraram um contrato de compra e venda com a Alpagartas (ALPA4), pelo qual comprometem-se a assumir as operações da marca Mizuno no Brasil e a adquirir certos ativos, constituídos, essencialmente, por estoque e ativos imobilizados pelo valor de R$ 32,5 milhões.

O pagamento será realizado com R$10 milhões de reais até o fechamento da operação, e o valor remanescente em até 5 dias úteis após a determinação final do preço.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Enquanto operado pela Alpargatas, o negócio Mizuno aferiu receita operacional líquida de aproximadamente R$ 444 milhões no exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2019.

Como condição ao fechamento da operação descrito, as subsidiárias celebrarão com a Mizuno Kabushiki Kaisha um contrato de licenciamento, distribuição e comercialização exclusiva de produtos da marca.

Através desse contrato, as subsidiárias poderão desenvolver e produzir produtos, incluindo calçados, vestuários e acessórios, distribuir e comercializar em território nacional os produtos da marca, diretamente ao consumidor, através de lojas próprias e/ou através do canal de venda eletrônica, por um prazo que será superior a 10 anos.

A consumação das operações descritas está sujeita ao atendimento de determinadas condições suspensivas típicas às adotadas em operações semelhantes, incluindo a aprovação pelas autoridades brasileiras de defesa da concorrência.

A celebração das operações foi aprovada pelo Conselho de Administração da Companhia, nos termos do artigo 17 do seu Estatuto Social, e não foram verificadas as hipóteses previstas no artigo 256 da Lei nº. 6.404, de 15 de dezembro de 1976, conforme alterada.

Resultado da Vulcabras no Segundo Trimestre de 2020

O resultado da Vulcabras (VULC3) no segundo trimestre de 2020 (2t20), divulgado no dia 10 de agosto, apresentou um prejuízo de R$ 75,4 milhões.

O Ebitda da Vulcabras atingiu um prejuízo R$ 55,1 milhões no 2t20, apresentando retração de -209,1% na comparação com o 2t19.

A margem Ebitda da Vulcabras totalizou -55,8% no 2t20, apresentando retração de -71,2 pontos percentuais na comparação com o 2t19. 

A Margem líquida da Vulcabras atingiu -76,4% no 2t20, apresentando retração de -85,6 pontos percentuais na comparação com o 2t19.

As ações da Vulcabras (VULC3) acumulam alta de 3,02% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 14,96% nos últimos 12 meses.

Notícias do Mercado Financeiro

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE