O que é Viés de Automação e como funciona

Viés de Automação

O que é Viés de Automação. Significado, conceito, para que serve e como funciona.

O que é Viés de Automação?

Viés de automação é um tipo de viés cognitivo que nos induz a confiar mais em processos feitos por sistemas tecnológicos do que por seres humanos.

Esse viés existe pois acreditamos que as máquinas são mais constantes do que a mente humana, que julgamos ser mais falhas.

Entretanto, tendemos a negligenciar o fato de que as máquinas são regidas por algoritmos que, por sua vez, são feitos por mentes humanas.

Neste caso, cada um tem as suas vantagens e desvantagens, as quais devem ser consideradas antes de confiar totalmente nos resultados.

Banner will be placed here

Mente humana versus sistemas tecnológicos

Enquanto os algoritmos permitem ações padronizadas e constantes por parte de sistemas tecnológicos, a mente humana tem a vantagem de ser flexível e se adaptar mais rapidamente às mudanças no ambiente.

Dessa forma, as máquinas podem atuar de maneira errada caso alguma coisa mude de repente, causando prejuízos.

Por outro lado, a mente humana tem um poder de processamento menor, de modo que, vez ou outra, podemos esquecer alguma etapa de um procedimento, ou executar de forma falha.

Mesmo que possamos ensinar os sistemas tecnológicos a aprender e se adaptar, ainda assim é seria, ao menos a princípio, um processo limitado.

Na verdade, hoje em dia há vários avanços em Inteligência Artificial (IA), Machine Learning e Deep Learning, que, no geral, são processos automáticos de aprendizagem.

Apesar de ser um avanço interessante e abrir caminho para várias melhorias futuras, ainda assim é difícil que este processo substitua a mente humana.

Isso porque os sistemas tecnológicos somente poderão se adaptar com base em dados passados, desconsiderando vários fatores que nem sempre podem se traduzir em dados objetivos.

Neste caso, a mente humana consegue lidar melhor com certas situações, uma vez que conseguimos abarcar em nossos cálculos mentais as informações não mensuráveis.

Dessa forma, podemos inferir que a mente humana e os sistemas tecnológicos não são rivais, de modo que um deve dominar sobre o outro.

Ambos são complementares, visto que cada um pode ajudar nas limitações do outro.

Como funcionam os vieses cognitivos?

O cérebro humano é um instrumento muito poderoso para avaliar e tomar decisões. Porém ele é sujeito a limitações. 

Os vieses cognitivos geralmente são resultado da tentativa do nosso cérebro de simplificar o processamento de informações. 

Esse fenômeno psicológico nos induzem a preconceitos que funcionam como regras básicas para ajudar a entender o mundo e tomar decisões com relativa rapidez.

Todos os dias precisamos tomar algumas decisões importantes, seja em qualquer campo de atuação, como nos estudos, no trabalho, nos investimentos ou mesmo nos relacionamentos.

Alguns dos preconceitos derivados dos vieses cognitivos estão relacionados à memória

A maneira como você se lembra de um evento pode ser tendenciosa por uma série de razões, e isso pode levar a um pensamento tendencioso e à tomada de decisões.

Outros vieses cognitivos podem estar relacionados a problemas de atenção

Como a atenção é um recurso limitado, as pessoas precisam ser seletivas sobre o que prestam atenção no mundo ao seu redor.

Por causa disso, tendências sutis podem se infiltrar e influenciar a maneira como você vê e pensa o mundo.

O conceito de viés cognitivo foi introduzido pela primeira vez pelos pesquisadores Amos Tversky e Daniel Kahneman em 1972. 

Desde então, os pesquisadores descreveram vários tipos diferentes de vieses que afetam a tomada de decisão em uma ampla gama de áreas, incluindo comportamento social, educação, gestão, saúde, negócios e finanças.

Daniel Kahneman, inclusive, ganhou o Prêmio Nobel de Economia em 2002 por suas críticas à hipótese de agentes racionais.

Infelizmente, Amos Tversky não foi premiado pois faleceu em 1996.

Caso queira saber sobre o tema, e seus impactos nos investimentos, saiba que temos um artigo completo sobre os vieses cognitivos aqui no site.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE