A Via (VIIA3) (dona da Casas Bahia e do Ponto), apresentou nesta segunda-feira, 9, lucro líquido de R$ 86 milhões no primeiro trimestre de 2022.

O número indica queda de 52% na comparação com o mesmo período de 2021.

A empresa explica, porém, que, se considerado o resultado comparável do ano anterior, houve um crescimento de 36,5%.

Já o lucro líquido contábil, que leva em conta os custos das provisões para processos trabalhistas, foi de R$ 18 milhões.

"No primeiro trimestre de 2022, houve R$ 29 milhões de incentivo de subvenção de maneira recorrente. Já no mesmo trimestre de 2021, houve efeito do incentivo de subvenção recorrente de R$ 33 milhões e R$ 117 milhões de períodos anteriores, totalizando R$ 150 milhões", informa a companhia.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

O Ebitda ajustado foi de R$ 758 milhões no período, alta de 30% ante o mesmo trimestre de 2021.

A margem foi de 10,2%, com avanço de 2,5 pontos porcentuais.

A companhia afirma que a alta tem se relaciona com "fortes ganhos de produtividade e bom controle de despesas".

"Na linha do Ebitda, os ajustes não recorrentes relacionados atualizações processos trabalhistas (legado) foram de R$ 85 milhões no trimestre", escreve a Via, no comunicado que acompanha os resultados.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Ou seja, o Ebitda contábil, que leva em conta as provisões trabalhistas, foi de R$ 673 milhões.

A receita líquida caiu 2% em relação ao reportado um ano antes e ficou em R$ R$ 7,4 bilhões.

Fonte: Estadão Conteúdo.