A aprovação da venda da rede móvel da Oi (OIBR3), em votação apertada do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), marcou o fim do "capítulo crítico" na história da tele, afirmou o presidente da companhia, Rodrigo Abreu.

Segundo ele, agora começa a fase da "construção da Nova Oi".

Ao sair do mercado de telefonia e internet móveis, o principal negócio da Nova Oi será a oferta de fibra óptica pela V.tal, que tem o BTG como sócio.

A Oi tem a maior rede de fibra do Brasil e um plano de investimentos em expansão.

 A rede servirá tanto para a oferta de banda larga para consumidores da Oi quanto para outras operadoras regionais.

Paralelamente, a Nova Oi terá de amortizar as dívidas gigantescas.

Dos R$ 16,5 bilhões a ser recebidos da venda da Oi Móvel, a tele destinará R$ 12 bilhões a credores.

A empresa pretende encerrar até o fim de maio sua recuperação judicial, iniciada em 2016.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da Oi no Terceiro Trimestre de 2021

resultado da Oi (OIBR3) no terceiro trimestre de 2021 (3t21), divulgado no dia 10 de novembro, apresentou um prejuízo de -R$ 4,8 bilhões no 3T21, apresentando alta no prejuízo de 86,5% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

Ebitda da Oi atingiu R$ 1,4 bilhão no 3T21, apresentando retração de -5,9% na comparação com o 3T20. 

margem Ebitda da Oi totalizou 30,9% no 3T21, apresentando retração de -0,7 ponto percentual na comparação com o 3T20.  

margem líquida da Oi atingiu -214,4% no 3T21, apresentando retração de -102,8 pontos percentuais na comparação com o 3T20. 

As ações da Oi (OIBR3) acumulam queda de 12,50% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 55,11% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.