O que é Valor Extrínseco?

O valor extrínseco, literalmente falando, é alguma coisa ou algo que vem de fora de um objeto, pessoa ou elemento.

Dentro do mercado financeiro, o conceito de valor extrínseco segue a mesma lógica, mas desta vez usada no mercado financeiro.

Normalmente quando se utiliza esse método, os investidores fazem comparação ao valor no tempo de um investimento, geralmente relacionado a investimentos com as ações e com o mercado financeiro em geral.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

O valor extrínseco também pode ser abordado de outro modo pelos investidores, no qual se usa muito a expressão como valor de expectativa.

Normalmente o conceito do valor extrínseco é usado principalmente no mercado de ações e opções, para se referir ao valor no tempo de uma aplicação ou investimento.

Em geral, o valor no tempo de um ativo financeiro se concentra nos riscos que envolvem o tempo em que o capital fica exposto. 

Entretanto, além de ajudar na determinação dos riscos e incertezas de um ativo, ele pode ser utilizado de modos diferentes.

Isso se deve, pois, um investidor pode dar preferência ao ativo com maior risco, visando os maiores retornos financeiros, ao passo que outro pode preferir vender os ativos arriscados. 

Como funciona o Valor Extrínseco

O valor extrínseco está ligado diretamente aos riscos de exposição de uma aplicação ao longo do tempo, seja ela uma ação ou não.

O método é utilizado para verificar o nível de incerteza de um ativo financeiro. Sendo assim, deve ser usado como indicador de incerteza, orientando a decisão do investidor

Como o valor extrínseco literalmente falando é algo que vem do externo ou de fora do objeto, sendo assim o estabelecimento do valor extrínseco de um ativo está concatenado ao externo do mercado econômico.

Para exemplificar de modo geral o valor extrínseco, podemos usar como exemplo as influências externas e as expectativas do mercado e a sua flutuação. Além disso, os riscos de oportunidade também impactam o valor extrínseco.

Um ativo financeiro com valor extrínseco alto, possui um alto risco de perdas em relação ao tempo. Isso quer dizer que o investimento neste ativo possui uma alta incerteza.

Já quando o valor externo é baixo, os riscos envolvidos ao se investir no ativo financeiro serão menores. 

Portanto, o valor extrínseco funciona como um indicador dos ativos que podem ser evitados ou investidos. Porém é necessário lembrar que quanto maior o risco, maior a probabilidade de altos rendimentos. 

Por fim, dependendo do perfil do investidor o indicador pode ser utilizado de forma consciente e benéfica.

Diante disto, o investidor mais conservador provavelmente evitará ativos com valor extrínseco alto. Ao contrário, os investidores com o maior perfil de risco, podem preferir os ativos mais arriscados por representarem uma possibilidade de ganho maior. 

Valor Extrínseco X Valor Intrínseco

Essa é uma pergunta muito comum entre os investidores. Uma das maiores diferenças entre os dois valores é o fato do valor intrínseco analisar o impacto de aspectos internos no valor do tempo de um ativo.

Por outro lado, o valor extrínseco avaliará os impactos de aspectos externos no valor do tempo de um ativo financeiro.

Existe também o questionamento para saber se um é melhor que o outro. Podemos dizer que não, pois o valor intrínseco e o valor extrínseco são indicadores para complementar um investimento de um ativo. Portanto, não se anulam.

Através disso, é interessante usar os dois métodos para encontrar boas oportunidades de investimentos em ativos financeiros.

Porém, é necessário acertar essas métricas aos objetivos e seu perfil de investidor para tomar decisões no mercado financeiro. O conceito terá relação com o que o investidor busca ao investir.