O que é Valor de Liquidação?

O termo Valor de Liquidação é utilizado para avaliar o valor de uma empresa ou organização através de todos os seus ativos e o pagamento da dívida.

Geralmente o Valor de Liquidação é menor que o Valor Justo de Mercado. Diferente do valor em caixa ou do valor mobiliário, alguns ativos ilíquidos, como imóveis, levam um período de meses até obter o seu justo valor de mercado em vendas.

Porém, normalmente, antes disso ocorrer ele será vendido por um preço muito menor se uma venda forçada ocorrer em um curto período de tempo.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

O Valor de Liquidação pode ser o resultado de uma liquidação forçada ou liquidação ordenada, ambos supõem que a venda seja feita por um vendedor compelido a vender e um período de exposição que é menor do que o do mercado normal.

Com isso, caso a empresa tenha diversos ativos líquidos imobiliários, provavelmente há grande chance de que eles não tenham atingido seu valor completo e sejam vendidos abaixo do preço.

Valor de Liquidação Forçada

Normalmente na hora de uma empresa vender seu ativo, é necessário que se chame uma pessoa para realizar o laudo de avaliação do bem e determinar seu valor para o comprador e o vendedor.

Geralmente essa empresa tem um determinado prazo de liquidez e necessita da venda imediata do ativo para que garanta o sucesso da operação.

Quando alguém precisa se desfazer com urgência de um bem, dificilmente realiza a operação pelo seu valor de mercado, que aponta este valor, normalmente é a pessoa que realiza o laudo de avaliação do bem.

Além do tempo determinado de venda do ativo, a liquidação forçada também se dá pelos gastos e custos que o bem tem, depreciando ainda mais o ativo na sua venda liquidada.

As instituições financeiras gostam deste tipo de operação porque não possuem interesse em ficar com um ativo tomado de um cliente inadimplente como quitação do saldo devedor, pois isso representa custo.

Assim, as instituições financeiras colocam os ativos a leilão ou a venda para recuperar financeiramente o valor emprestado e que não foi quitado pelo devedor.

Por esse motivo, no laudo de avaliação muitas instituições consideram o valor de liquidação forçada e não o valor de mercado, já que é aquele valor que será utilizado em caso de necessidade de recuperação de crédito.

Liquidação Financeira

A liquidação financeira nada mais é que o cumprimento de um pagamento, ou seja, quando o comprador entrega ao vendedor o montante acordado para a operação

Referindo-se ao acordo da operação em questão, tanto para valores imobiliários quanto para ativos.

A liquidação financeira só é efetivada de fato quando o comprador passa para o vendedor a quantia que havia sido acordada na negociação.

Em outras palavras, quando o comprador paga ao vendedor o valor anteriormente combinado de uma transação ou negociação.

A liquidação financeira existe, pois toda transação, seja ela de compra ou venda, não é concluída apenas com a ordem de execução dada pelo investidor.

Depois que a ordem é dada, outros processos se seguem até que se dê a liquidação física (transferência de títulos) e financeira (pagamento).

A operação de liquidação é o último passo para os processos de compra e venda serem considerados finalizados.

A maioria dessas transações é concluída em e dias úteis, seja para pagamento (em caso de compra) ou recebimento (em caso de venda). Mas, algumas exceções podem ocorrer.

Com isso essa operação recebeu o nome de liquidação financeira por se tratar de um dos passos de compra e venda sejam de ativos imobiliários, ativos comuns ou outros bens.