Usiminas (USIM3) Adia Reforma de R$ 2 Bilhões do Alto-Forno 3
| , , ,

Usiminas (USIM5) Adia Reforma de R$ 2 Bilhões do Alto-Forno 3

O Alto-Forno 3 da Usiminas continuará operando normalmente até meados de 2022, quando a reforma será iniciada.

Por
Atualizado em 21/05/2021

A siderúrgica Usiminas (USIM5) informou, em fato relevante nesta quinta-feira, 20, que o conselho de administração da empresa aprovou a postergação da reforma do Alto-Forno número 3 (AF3) da Usina de Ipatinga por dez meses.

A decisão se dá devido à continuidade da pandemia e seus efeitos, além do desempenho operacional estável do Alto-Forno.

Banner will be placed here

Dessa forma, o AF3 continuará operando normalmente até meados de 2022, quando a reforma será iniciada.

De acordo com a Usiminas, o valor da reforma foi revisto em função da expressiva desvalorização cambial acumulada desde a última atualização do projeto, além do incremento significativo no custo de materiais e serviços.

O valor atualizado da reforma passa a ser de R$ 2,09 bilhões, a ser desembolsado até 2023.

 “Esta atualização na reforma do AF3 não altera a projeção de investimentos relativa ao ano de 2021, que permanece conforme divulgado no Fato Relevante datado de 12/02/21″, diz a empresa.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da Usiminas no Primeiro Trimestre de 2021

O resultado da Usiminas (USIM5) no primeiro trimestre de 2021 (1t21), divulgado no dia 23 de abril, apresentou um lucro líquido de R$ 1,2 bilhão no 1T21, versus um prejuízo de R$ 423,9 milhões em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da Usiminas atingiu R$ 2,4 bilhões no 1T21, apresentando crescimento de 347% na comparação com o 1T20.

A margem Ebitda da Usiminas totalizou 34,1% no 1T21, apresentando crescimento de 19,9 pontos percentuais na comparação com o 1T20.

A Margem líquida da Usiminas atingiu 17,1% no 1T21, apresentando crescimento de 28,2 pontos porcentuais na comparação com o 1T20.

As ações da Usiminas (USIM5) acumulam queda de 9,30% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 322,27% nos últimos 12 meses.

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Estadão Conteúdo.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE
[Nova]
[Nova]