O que é URV - Unidade Real de Valor?

Com a grande inflação sofrida no Cruzeiro Real nos anos 90, durante o mandato do ex-presidente do Brasil Itamar Franco, houve a necessidade de implantação de um novo plano monetário para o Brasil.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Com isso, a Unidade Real de Valor – URV foi uma medida provisória nº 434 criada em 1994, com o intuito de ajudar na realização do Plano Real.

As URVs consistiam em uma moeda de transição, entre o Cruzeiro Real e o Real (atualmente utilizado), as URVs ajudaram a controlar a inflação neste período de transição.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

A moeda de Unidade Real de Valor teve grande importância no país no período de transição monetária enfrentado, contribuindo positivamente para a estabilidade do plano real e econômico, sem medidas de choque como confiscos e congelamentos.

Com a transação completa, a Unidade Real de Valor e o Cruzeiro Real deixaram de circular até o dia 1 de julho de 1994, começando assim o início do plano real que é utilizado até os dias de hoje no Brasil.

A inflação, que finalizou 1994 com 916% no Cruzeiro Real, atingiu 22% em 1995 com o novo plano monetário brasileiro, o plano real.

Desde o plano real, mesmo com as várias crises internacionais e internas que prejudicam a estabilização econômica, o IPCA acumulado em 12 meses passou de 9% em poucas ocasiões.

Como surgiu a URV – Unidade Real de Valor?

A URV – Unidade Real de Valor surgiu após o final da segunda guerra mundial, no qual foi visto a Alemanha passando por uma grande hiperinflação e adotando novas políticas monetárias que viriam a ser exemplos para o Brasil.

A fim de evitar os surtos inflacionários que vinham sendo constantes no Brasil, chegando a 2500% a inflação em 1993, foram adotadas medidas para controlar os surtos inflacionários.

Como o Cruzeiro Real era desvalorizado continuamente, os preços flutuavam a todo momento, praticamente, de hora em hora.

Sendo assim, os economistas do governo Itamar Franco desenvolveram uma nova política monetária baseada no que foi adotado na Alemanha.

O plano monetário que viria a ser utilizado para controlar a inflação, seria o Plano Real e consistia em três etapas para implantação:

  • Realizar o equilíbrio das contas públicas, reduzindo as despesas e aumentando as receitas do governo;
  • Criar uma moeda de transição, no caso a URV para preservar o poder de salarial da faculdade;
  • Lançar uma nova moeda para ser efetivada no plano monetário chamado Real.

Com todas essas etapas cumpridas, quando a Unidade Real de Valor chegou, foi vinculada à taxa de câmbio, pois era uma unidade de valor protegida contra a inflação, tornando-se uma moeda estável e ótima para a transição dos planos monetários.

Transição para o Real

Após a conclusão do plano real, havia outro grande desafio ao Banco Central e ao governo Itamar Franco, que era a criação e distribuição de moedas e cédulas do real.

A distribuição do novo numerário para a rede bancária começou a ser feita em abril de 1994 para acelerar a substituição integral do meio circulante.

Até 30 de junho daquele ano de 1994, mais de 940 milhões de cédulas e mais de 688 milhões moedas já tinham sido distribuídas em todo o país.

Em uma megaoperação criada, o Banco Central do Brasil realizou paralelamente o fornecimento físico das moedas e cédulas do Real.

O Banco Central também o recebeu os depósitos à vista feitos na nova unidade monetária e o recolhimento de numerário em cruzeiros reais, que circularam até setembro de 1994 no país.

Dentro de poucos meses o real já estava disponível em todo país começando a fomentar a nova política monetária.