As ações do Twitter (TWTR34) subiram cerca de 4,5% com a abertura dos mercados nesta quinta-feira (26), depois que Elon Musk prometeu investir mais de sua própria riqueza para financiar sua oferta de compra de US$ 44 bilhões.

Musk investirá mais US$ 6,25 bilhões em ações para o acordo, elevando o total para US$ 33,5 bilhões de US$ 27,25 bilhões iniciais, de acordo com um documento da SEC 13D na quarta-feira.

Assim, ele não dependerá mais de empréstimos de margem garantidos por ações da Tesla, informou o Wall Street Journal.

O bilionário também estaria conversando com acionistas do Twitter, como o ex-CEO da plataforma de mídia social Jack Dorsey, sobre a possibilidade de manter as ações após a aquisição proposta, como forma de obter mais financiamento para o negócio.

O compromisso renovado de Musk com a oferta do Twitter segue um período de incertezas, depois de declarar que a aquisição estava "temporariamente suspensa". 

Isso ocorreu depois que um arquivamento da empresa disse que menos de 5% das contas da plataforma são spam ou falsas, algo que Musk colocou em dúvida. 

O Twitter disse em abril que aceitou a oferta de compra de Musk, aguardando a aprovação regulatória dos acionistas. O acordo deve ser concluído ainda em 2022.

Os acionistas da empresa votaram contra a reeleição de um aliado de Musk, Egon Durban, para o conselho em uma reunião anual na quarta-feira. Durban é co-diretor da empresa de private equity Silver Lake.

Qualquer uma das partes pode desistir do acordo por uma taxa de desmembramento de US$ 1 bilhão. O CEO do Twitter disse na semana passada que a empresa continua comprometida em cumprir o acordo de fusão de Musk com uma oferta de US$ 54,20 por ação.

Apesar do rali do Twitter, as ações caíram cerca de 12% no acumulado do ano. Sua queda ocorreu em meio a uma ampla venda de ações de tecnologia, à medida que os investidores avaliam o aumento das taxas de juros, a invasão da Ucrânia pela Rússia e a recessão.

Enquanto isso, a Tesla (TSLA34) subiu 0,2%, com pouco menos de US$ 661, enquanto os investidores avaliavam o impacto da mudança de Musk nas ações. Seu preço caiu cerca de 38% este ano. 

Essas perdas atingiram o patrimônio líquido de Musk , que caiu para menos de US$ 200 bilhões, segundo o Bloomberg Billionaires Index.

Fonte: Business Insider