O Twitter e Elon Musk vão se enfrentar em um tribunal pela primeira vez nesta terça-feira, 19, enquanto a empresa de mídia social busca acelerar seu processo exigindo que Musk conclua a compra da companhia acertada por US$ 44 bilhões.

Os advogados do Twitter e de Musk discutirão sobre quando um julgamento deve ocorrer perante a chanceler Kathaleen St. Jude McCormick, a juíza-chefe do Tribunal de Chancelaria de Delaware.

O Twitter quer um processo de quatro dias em setembro, enquanto Musk quer esperar até fevereiro para iniciar o julgamento.

Os advogados esperam uma decisão rápida da chanceler McCormick, que pode anunciar sua decisão assim que a audiência terminar, a pedido do Twitter por um cronograma acelerado, de acordo com especialistas jurídicos que praticam ou estudam os tribunais de negócios exclusivos de Delaware.

A juíza começará a audiência - que será realizada remotamente - depois de ler as moções opostas e "terá uma boa ideia para onde está indo", disse David Margules, chefe da prática de governança corporativa da Ballard Spahr LLP.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

"Supondo que ela concorde em acelerá-lo, ela não vai querer atrasar a capacidade das partes de iniciar o processo", acrescentou.

O Twitter diz que o caso deve ser acelerado porque os acionistas e seus negócios foram deixados no limbo pela decisão de Musk neste mês de cancelar acordo, citando a prevalência de contas falsas na plataforma.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Musk diz que precisa de mais tempo para investigar o problema, que ele diz ser fundamental para o valor do Twitter e a preparação para o julgamento será "extremamente intensiva em fatos e especialistas, exigindo tempo substancial para descoberta".

Fonte: Estadão Conteúdo.