Na última sexta-feira (12), estreou na bolsa de valores brasileira um novo ETF (Exchange Traded Fund), negociado sob o ticker TRIG11.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

O ETF Trígono Teva Ações Micro Cap / Small Caps Fundo de Índice tem como objetivo permitir a alocação de forma ágil e diversificada nas menores empresas da bolsa de valores.

Gerido pela Trígono Capital e a Teva Indices, o ETF investe em 91 ativos de ações micro e small caps, buscando replicar o Índice Teva Ações Micro Caps.

As empresas por trás do ETF são a Trígono Capital, uma gestora referência nacional em ações micro e small caps, e a Teva Indices, pioneira no Brasil em prover índices para ETFs.

O TRIG11 é o primeiro ETF da Trígono, gestora de fundos com mais de R$ 2 bilhões sob gestão e 90 mil cotistas, possuindo o selo cinco estrelas da empresa internacional de análises Morningstar em todos os seus fundos.

Com uma carteira teórica de mais de 90 ativos, esse é o primeiro ETF a cobrir a chamada “cauda longa” da bolsa.

No mercado financeiro, a estratégia de cauda longa abrange empresas de baixo valor, que chegam a até 5% da capitalização total de mercado, mas juntas geram alto valor em vendas.

A Trígono ressalta que há boas oportunidades de investimento em empresas de menor porte, que não são contempladas pelo principal índice da bolsa, o Ibovespa.

Segundo Frederico Mesnik, CEO e sócio cofundador da Trígono Capital, o TRIG11 é o único ETF de small caps do mercado com estratégia genuinamente micro e small caps. 

O executivo ressaltou que alguns dos principais filtros na seleção dos ativos do fundo incluem empresas que:

Para garantir sua replicabilidade, o índice também observa fatores de liquidez, como 100% de presença de negociação nos pregões dos últimos dois meses.

O fundo de índice também conta com filtros ESG, ao excluir empresas dos setores de tabaco e armamentos, empresas com patrimônio líquido negativo e que não publicam demonstrativos financeiros.

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Atualmente, a carteira do fundo abrange 16 setores do mercado.

Dentre as ações do fundo de índice, estão empresas ligadas mais diretamente ao setor produtivo e negócios, entre elas:

O ETF também conta com marcas de consumo mais conhecidas pelo público, como:

Além dessas, a carteira também conta com muitas novatas com IPOs recentes, assim como:

Desempenho das Small Caps e TRIG11

Na estreia do ETF no pregão da B3, na última sexta-feira (12), o TRIG11 teve uma quda de -3,73%, sendo cotado a R$ 45,36 no fechamento.

Ainda assim, o patrimônio líquido do fundo de índice é de R$ 131,8 milhões, com uma taxa de administração de 0,6% ao ano

Apesar do desempenho de estreia do ETF, o índice de ações a ser replicado passa por um momento de bons retornos.

Até 14 de outubro de 2021, o índice Teva Ações Micro Caps acumulou um retorno de 20,4% em 12 meses, acima dos índices de Small Caps e Ibovespa.

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Sobre a Teva Indices

A Teva Indices é uma empresa especializada na criação de índices para ETFs e ESG data brasileiro.

Fundada em 2019, a Teva desenvolve metodologias próprias para criar e manter estratégias de investimento em diversos segmentos do mercado brasileiro.

A Teva também é a primeira a medir de forma quantitativa e sistemática fatores ESG e indexar carteiras multi-ativos.

Atualmente a Teva Indices calcula diariamente mais de 100 índices de ações, smart betas, títulos do governo, debêntures, fundos imobiliários, ESG, dentre outros.

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Sobre a Trígono Capital

Criada em outubro de 2017, a Trígono Capital é uma gestora de recursos independente, especializada em small caps.

Seus sócios cofundadores, Werner Roger e Frederico Mesnik, têm respectivamente cerca de quatro e três décadas de experiência no mercado financeiro.

A Trígono adota a metodologia de Valor Econômico Adicionado (EVA) como principal ferramenta de avaliação das empresas em que investe.

As melhores práticas ambientais, sociais e de governança (ESG) e os dividendos completam os três vértices utilizados na filosofia e nas práticas de investimento da Trígono.

Atualmente, a Trígono Capital possui sete alternativas de fundos disponíveis.

A Trígono não utiliza alavancagem financeira e nem derivativos em seus fundos e nem pratica o market timing, que se orienta pela adivinhação da direção do mercado.