O que é Transição de Carreira?

A Transição de Carreira é um movimento de mudança em que um profissional decide mudar de área na qual atua, podendo ser uma mudança de emprego ou até de profissão.

A transição é opção para a pessoa que não está satisfeita com os rumos da vida profissional.

Não existem requisitos para definir quando uma mudança se caracteriza ou não o movimento de transição de carreira, mas a ideia é de que hajam transições maiores e mais demoradas e menores com mais rapidez.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Vários motivos levam a transição de carreira, entre eles a insatisfação com a área de atuação escolhida pelo profissional, saturação na área do mercado de trabalho, entre outros. 

Um dos principais motivos que também levam a essa mudança são as perspectivas de baixa oferta de salário e pouca oferta de vagas no mercado.

O profissional que planeja uma mudança de carreira, está buscando uma estabilidade financeira, maior satisfação profissional ou por questões pessoais que estejam afetando o profissional.

Existem transições dentro de uma área de conhecimento, por exemplo, um advogado que atua com direito criminal decide se especializar na área de direito trabalhista e direcionar sua carreira para esse segmento.

Trata-se de uma transição de carreira, mas dentro de um mesmo campo de conhecimento: o Direito, por isso não é necessário que ele tenha que estudar para se adequar em outra área, devido à bagagem adquirida na área.

Já a transição fora da área de atuação, necessita que o profissional precise fazer cursos, faculdade para se adequar à nova área no qual o profissional pretende se adequar.

Como planejar uma Transição de Carreira?

Quem busca uma Transição de Carreira provavelmente já está insatisfeito com o atual trabalho, há algum tempo.

O profissional começa a pensar que, talvez, o ciclo encerrou e uma transição de carreira é necessária.

Antes de qualquer decisão é necessário que o profissional mapeie suas oportunidades de trabalho na área em que pretende atuar, também é necessário estar preparado financeiramente para a mudança.

Os próximos passos são a imersão para se inserir na nova carreira, dependendo da mudança, uma formação como um MBA, pós-graduação ou especialização pode ser suficiente, que são ótimas oportunidades de fazer contatos profissionais.

Por fim, trace um plano de ação com objetivos, metas, estratégias e prazos. Desbrave o mercado, explore as oportunidades participando de processos seletivos, conferências, meetups, workshops, mentorias, etc. 

Mais do que sair disparando currículos aleatoriamente, é necessário se envolver no cenário de atuação para o qual pretende entrar. 

Quais fatores indicam uma Transição de Carreira?

A vontade de mudar de profissão é muito pessoal e pode estar relacionada a diferentes fatores, tanto pessoal, emocional, profissional ou uma nova descoberta de interesses.

De qualquer forma, a transição de carreira é um fato que reflete muito os tempos atuais. Antigamente, havia um peso muito grande na hora de escolher uma área de atuação, pois isso significava seu ofício da vida toda.

O sonho de grande parte das pessoas é conseguir um emprego em uma boa empresa e permanecer nela até chegar à fase da aposentadoria, mesmo que não seja tão feliz durante todo esse tempo.

Hoje, as pessoas descobrem novos interesses e oportunidades ao longo de suas trajetórias, sem contar que se sentem mais livres para fazer esse tipo de mudança.

Geralmente os indícios de uma transição chegam quando o profissional sente alguns dos seguintes sentimentos: a desmotivação, a descoberta de interesses e a falta de perspectiva profissional.

A idade também pode ser um dos fatores que indicam uma mudança de carreira, em geral as pessoas com 40 ou 50 anos tendem a ficar mais inseguros com os riscos de uma mudança profissional.

Independentemente da idade, o importante é que seja uma escolha consciente e que agregue aos planos do profissional positivamente.