Os termos da aprovação da venda da Oi Móvel em julgamento desta quarta-feira, 9, do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) foram considerados positivos pela TIM (TIMS3).

A operadora publicou uma nota afirmando que "a decisão de aprovação preserva o interesse do negócio e da sociedade", bem como garante "a manutenção do ecossistema de competição e investimentos necessários para o desenvolvimento" do setor, segundo palavras atribuídas ao CEO, Alberto Griselli.

A declaração indica que a compra da rede móvel da Oi permaneceu atraente, em termos financeiros, a despeito do aumento das condicionantes definidas pelo Cade nas últimas reuniões.

Griselli disse ainda, em nota, que a TIM está preparada para assumir a maior parte dos ativos móveis da Oi, em caráter definitivo, após mais de um ano de espera para o julgamento pelo órgão antitruste.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

A venda da Oi Móvel ocorreu por meio de leilão realizado em dezembro de 2020, quando TIM, Vivo e Claro saíram vencedoras com um lance de R$ 16,5 bilhões.

Caberá à TIM o maior desembolso pela compra da Oi Móvel.

Ela pagará R$ 7,3 bilhões (44% do total).

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Além da maior parte dos clientes, a TIM é a empresa que receberá a maior parte das radiofrequências da Oi Móvel.

"A retomada de eficiência e produtividade desses ativos móveis, combinada com a chegada da tecnologia 5G, vai permitir a aceleração tecnológica de um setor estratégico para a economia, com efeitos benéficos pelas próximas décadas", completou Griselli.

Sem citar nomes, o comunicado referiu-se ainda ao fato de que o dinheiro da venda das redes móveis ajudará a Oi a investir na expansão das suas redes de fibra ótica - a maior do tipo no Brasil.

"A solução encontrada pelas autoridades traz um ganho adicional de alta relevância, ao permitir que progrida a instalação de uma rede neutra nacional de fibra, infraestrutura decisiva para o desenvolvimento do setor e do país", descreve a nota.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da Oi no Terceiro Trimestre de 2021

resultado da Oi (OIBR3) no terceiro trimestre de 2021 (3t21), divulgado no dia 10 de novembro, apresentou um prejuízo de -R$ 4,8 bilhões no 3T21, apresentando alta no prejuízo de 86,5% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

Ebitda da Oi atingiu R$ 1,4 bilhão no 3T21, apresentando retração de -5,9% na comparação com o 3T20. 

margem Ebitda da Oi totalizou 30,9% no 3T21, apresentando retração de -0,7 ponto percentual na comparação com o 3T20.  

margem líquida da Oi atingiu -214,4% no 3T21, apresentando retração de -102,8 pontos percentuais na comparação com o 3T20. 

As ações da Oi (OIBR3) acumulam queda de 2,88% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 51,83% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.