Theta (THETA) é uma rede de distribuição de vídeo descentralizada que fornece soluções em blockchain para os problemas enfrentados pelo setor de streaming de vídeo tradicional. 

Como Saber a Hora de Entrar e Sair dos Investimentos? GI Wealth faz Gestão para Investimentos Superior a R$ 300 mil.

Enquanto as plataformas de vídeo centralizadas sofrem com altos tempos de carregamento e grande uso de dados, a Theta Network reduz a carga na distribuição de conteúdo, colocando parte dela na rede ponto a ponto.

Os próprios usuários contribuem voluntariamente compartilhando conteúdo de vídeo umas com as outras e, em troca, são recompensados ​​com a moeda da Theta pela participação.

A rede Theta não está tentando substituir o YouTube ou outras plataformas de streaming. Em vez disso, busca fornecer uma nova infraestrutura para essas empresas que, além de descentralizada, é muito mais barata.

Por isso, é tida como o próximo grande disruptor na distribuição de vídeos e entretenimento pelo próprio co-criador do Youtube.

Nas palavras de Steve Chen, a Theta está pronta para mudar a indústria de vídeo online de hoje da mesma forma que o YouTube fez décadas atrás.

Um dos nossos maiores desafios tinha sido os altos custos de entrega de vídeo para várias partes do mundo, e esse problema só está ficando maior com streamings de vídeo HD, 4K e de maior qualidade. Estou animado por fazer parte da próxima evolução do espaço de streaming, ajudando a Theta a criar uma rede descentralizada ponto a ponto que pode oferecer uma melhor entrega de vídeo a custos mais baixos.

A ascensão das plataformas de streaming de vídeo veio quase junto do desenvolvimento da tecnologia blockchain, levando os entusiastas a fundirem ambas em um único ecossistema chamado Theta Network.

A criptomoeda Theta cresceu 17.000% no ano de 2020. Atualmente ocupa a 30ª colocação na classificação da CoinMarketCap, com capitalização de mercado acima dos US$ 7 bilhões.

Conheça mais dessa plataforma vista como a próxima geração do streaming. 

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022.

O que é Theta?

Theta é uma rede descentralizada alimentada por uma blockchain dedicada ao streaming de vídeo de forma mais rápida e barata.

Lançada em março de 2019, a Theta permite que usuários compartilhem recursos e conteúdo via ponto-a-ponto (P2P) oferecendo recompensas em tokens.

Segundo os desenvolvedores do projeto, ele tem o intuito de resolver um grande problema que existe na distribuição de vídeos tradicionais: ser uma rede centralizada, infraestrutura fraca e custo elevado.

Em vez de buscar os vídeos em um servidor distante com alta latência, a Theta permite que seu grupo global de usuários retransmita vídeos, oferecendo sua largura de banda sobressalente e recursos de computação.

À medida que mais usuários ingressam na rede, mais largura de banda fica disponível, melhorando assim a qualidade de streaming dos vídeos na rede.

Para executar as operações em sua blockchain, a Theta possui diferentes criptomoedas nativas.

Por ser um software de código aberto, a  rede também possui o potencial de permitir que qualquer pessoa crie novos aplicativos e serviços em cima dele.

O problema do streaming de vídeo e a solução da Theta

As redes de entrega de conteúdo (CDN) de hoje não têm alcance. Por serem restritos por suas localizações, eles não conseguem acompanhar os fluxos, causando re-buffering de vídeo e tempos de carregamento altos em muitas partes do mundo.

Os  usuários exigem fluxos de 4k, 8k e de qualidade superior, criando um gargalo na infraestrutura.

Com isso, os espectadores recebem streams de baixa qualidade e poucas recompensas.

A natureza centralizada significa menos fluxos de receita para criadores de conteúdo e plataformas e são os CDNs centralizados que colhem a maior parte das recompensas.

A solução Theta é entregar uma rede descentralizada de vídeo ponto a ponto, desenvolvido por usuários.

Os espectadores ganham recompensas como Theta Fuel por compartilhar recursos e largura de banda em excesso, fornecendo fluxos de maneira eficiente em todo o mundo.

Dessa forma, o custo de entrega de streams de vídeo é reduzido. As plataformas de vídeo não precisam mais construir uma infraestrutura cara, o que significa mais inovação e modelos de negócios exclusivos.

No final, os usuários se beneficiam ao compartilhar sua largura de banda e construir uma comunidade e todos os criadores de conteúdo e plataformas ganham mais com custos de streaming mais baixos.

Fundadores da Theta

A Theta foi criada por dois grandes profissionais do ramo Mitch Liu, fundador de startups em jogos móveis e publicidade online e Jieyi Long, que já desenvolveu várias tecnologias de transmissão de vídeos ao vivo, bem como replays instantâneos para videogames.

A empresa por trás da Theta Network é chamada Theta Labs

Além disso, a rede também conta com uma lista de conselheiros de peso, como Steve Chen, cofundador do YouTube, Justin Kana, cofundador do Twitch e Rakuten Viki e CJ Hello, executivos seniores da Verizon.

A plataforma ainda é apoiada por uma série de grandes corporações como Sony, Samsung e CAA, firmas de capital de risco tradicionais, incluindo DCM e Sierra Ventures Fund, e investidores institucionais focados em blockchain como Node Capital e DHVC. 

Como a Theta funciona

A rede Theta é dividida em duas partes. A primeira é o blockchain e a segunda, a distribuição de conteúdo descentralizada. Para que a rede funcione, as duas partes precisam estar interligadas e em plena sincronia.

A rede de distribuição da Theta é a responsável por distribuir suas bandas de internet e o conteúdo disponível para streaming. 

Sua camada de consenso é composta por 3 tipos de validadores:

1. Profissionais: as grandes empresas que entram como parceiras da Theta são os primeiros validadores de blocos na blockchain. Os validadores corporativos atuais incluem Samsung, Google, Blockchain.com, Gumi e Sony.

2. Guardiões: caso você tenha um valor de 1.000 THETA, poderá virar um “nó guardião” e ficar responsável por confirmar as transações dos profissionais. Ao fazer isso, receberá como recompensa uma cripto chamada TFUEL.

3. Edge Nodes: usuários que ajudam na distribuição de conteúdo ao compartilhar suas bandas de internet ou retransmitir fluxos de vídeo pela rede Theta. Em troca recebem a criptomoeda TFUEL.

O mecanismo de consenso da rede Theta difere da prova de aposta (PoS) tradicional porque ambos os nós, validadores e guardiões, participam do mecanismo de consenso, adicionando um nível extra de segurança ao protocolo.

A rede Theta também permite que os desenvolvedores criem aplicativos descentralizados em cima de seu blockchain. 

THETA e demais tokens da Theta Network

A rede Theta possui 2 tokens principais, o THETA e o TFUEL.

O THETA é um token de governança projetado para ajudar a comunidade a gerenciar o blockchain Theta e controlar sua direção no futuro.

Ele possui um suprimento limitado de 1 bilhão de tokens sem inflação distribuídos em diferentes proporções entre os usuários da rede.

A Theta Network também possui a criptomoeda TFUEL ou ThetaFuell para pagar pelos dados transmitidos e recompensar aqueles que ajudam na validação dos dados.

Os usuários da rede Theta podem baixar uma wallet no próprio site oficial para manter ou apostar seus tokens THETA e TFUEL, além de permitir a integração com outras carteiras.

Tanto o Theta quanto o Theta Fuel podem ser negociados nas principais bolsas de criptomoedas.

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022.

Histórico de preço THETA

O token nativo da Theta Network, THETA, permaneceu com o preço na marca de US$ 0,10 nos primeiros anos de sua existência.

Em 2020 as coisas começaram a mudar. 

Histórico de preços do token THETA
Fonte: Crypto.com

Em maio de 2020 ele rompeu a barreira dos US$ 0,20, atingiu US$ 0,70 no início de dezembro e ultrapassou  US$ 1 pela primeira vez em 22 de dezembro.

Então o preço disparou.

Preço do token THETA no último ano
Fonte: Crypto.com

Em janeiro de 2021 atingiu US$ 2,13 e US$ 3,19 em fevereiro. 

A partir de março o THETA decolou, atingindo seu máximo de US$ 13,96 em 24 de março de 2021.

No meio de maio o preço do THETA começou a cair, chegando a US$ 3,57 em 20 de julho de 2021.

Embora o preço não tenha retornado às máximas de alguns meses antes, em agosto e setembro voltou a se recuperar, sendo negociado a US$ 9,46 em 7 de setembro.

Na época em que este artigo foi escrito, o token THETA estava sendo negociado na faixa de US$ 7.

Theta vale a pena?

O ecossistema da Theta foi lançado com o objetivo de oferecer uma infraestrutura descentralizada para streaming de vídeo e recompensar os participantes por compartilhar largura de banda para retransmitir vídeos.

Esta é uma solução mais barata para empresas e possui parceria com gigantes do mercado como Google, Samsung, Sony e a agência de esportes e talentos Creative Artists Agency (CAA).

O Theta Network atualmente está focado em serviços de vídeo sob demanda, mas a visão de longo prazo da equipe para a rede é servir como um protocolo descentralizado de ponta a ponta para processamento e entrega de todos os tipos de dados.

Isso inclui sistema operacional, atualizações de aplicativos e outras formas de conteúdo da web.

A rede está fazendo progressos em direção a esse objetivo, como o lançamento da versão 3.0 da mainnet do Theta. 

A ideia é controlar melhor a escassez de seu Tetha FUEL e se tornar uma plataforma de entrega de conteúdo autossustentável mais amplamente utilizável.

Assim como toda criptomoeda, investir em THETA e Theta FUEL tem seus riscos. Esses ativos são altamente voláteis, como você pode observar no histórico de preços.

Não se sabe se esse altcoin vai voltar ao seus máximos ou vai cair, por isso, o recomendado é investir apenas aquilo que pode perder.

Para reduzir os riscos de investir em criptomoedas, tenha um portfólio diversificado e apenas uma pequena parte de seu patrimônio em criptoativos.

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022.